Em Modest Mouse:

Popnotas – Black Midi: mais melodia, menos jam? Girl in Red na TV americana (pela primeira vez). Punk contra abusos de mulheres. E a volta (de novo) do Modest Mouse

>>

– A gente tem batido bumbo aqui, no final do mês a banda inglesa de som muito loko Black Midi vai lançar seu aguardado segundo álbum, “Cavalcade”, a sair pela Rough Trade Records, a loja-selo. O novo disco está sendo “acusado” de ser mais melódico, menos jam, que o de estreia, “Schlagenheim”, lançado lá em junho de 2019. O guitarrista e vocalista Georgie Greep parece concordar com essa história. Mas, vendo essa session que a banda mandou para a linda KEPX, de Seattle, com cinco músicas (quatro do disco que vai sair), o que vocês acham, sinceramente?

– A gente celebrou ela no Top 10 Gringo desta semana e segue de olho. A querida norueguesa Girl in Red (foto na home), que acabou de soltar seu álbum de estreia, “If I Could Make It Go Quiet”, estreou na TV norte-americana nesta semana. Seu primeiro programa foi o superpopular “Tonight Show”, tocado pelo Jimmy Fallon. Em uma apresentação gravada à distância, lógico, ela mostrou seu potencial de conquistar o mundo. Não?

– Na Inglaterra, a Solidarity Not Silence é um grupo de mulheres que vem sendo processado judicialmente por difamação há anos por um homem da indústria musical. O grupo, de maneira separada, expôs o comportamento abusivo do sujeito com mulheres de bandas, entre elas Nadia Javed da The Tuts e Ren Aldridge da Petrol Girls – seu nome e o teor das denúncias não é comentando pelo grupo atualmente, por orientação legal. O Solidarity Not Silence reúne tanto mulheres que sofreram com o cara quanto outras que simplesmente apoiaram as denúncias, que começaram a aparecer em 2016. A armadilha jurídica promovida pelo acusado tem abalado a sanidade e o dinheiro das vítimas desde então, defende o grupo. Como por lá não existe apoio jurídico em casos de difamação, quem tem grana consome quem não tem. Daí o movimento criar ações para doações. E a mais recente delas é uma música com participação da punk ativista eterna Kathleen Hanna, ex-Bikini Kills e Le Tigre. O som se chama “This Is Sisterhood”. Ouça no Bandcamp do movimento.

– A veterana banda indie americana Modest Mouse já foi a predileta de muita gente que curtia o outrora chamaaaaado “rock alternativo”, lá nos anos 90. Obviamente há muito não é mais, mas ainda sim é legal dizer que o grupo de Isaac Brook, que lançou só um disco nos anos 2010, e ainda por cima foi em 2015, vem com seu sétimo álbum de inéditas agora em 25 de junho. Se chama “The Golden Casket”, que carregará um single divulgado hoje, “We Are Between”. Parece que o disco seria lançado antes de a pandemia chegar, lá em 2019. Mas a banda enrolou, a covid veio, e os singles revelados na época, as músicas “Ice Cream Party”, “I’m Still Here” e “Poison the Well”, tiveram que pular fora agora do tracklist de “The Golden Casket”. Então toma “We Are Between”, porque parece que agora vai.

>>

Com turnê engatilhada junto com o Black Keys, Modest Mouse solta sua segunda música inédita no ano. Será que vem disco novo?

>>

050816_modestmouse2

Há um latente sinal de esperança acerca de um possível disco novo do Modest Mouse. O grupo de Isaac Brook não lança um álbum de inéditas deste 2015, mas tem dado sinais de um retorno mais firme.

Embora não tenha parado de fazer shows no período, o grupo norte-americano está escalado para uma turnê junto com o The Black Keys pela América do Norte a partir de setembro. Fora isso e mais importante, eles soltaram recentemente duas canções inéditas.

A primeira foi “Poison the Well”, divulgada no fim de março, com lançamento físico no recente Record Store Day. Junto com ela veio uma b-side, “I’m Still Here”, mostrada pela banda no mundo digital neste final de semana.

Ainda não há informações se o grupo vai mesmo trabalhar em um projeto sucessor de “Strangers to Ourselves”, lançado há quatro anos. Mas onde há fumaça…

>>

Após quatro anos, Modest Mouse lança uma nova música. Ouça “Poison The Well”

>>

050816_modestmouse2

O incrível Modest Mouse está de volta! A trupe liderada pelo distinto Isaac Brook lança nesta sexta sua primeira música em quatro anos.

O novo single se chama “Poison the Well” e já está disponível em todas as plataformas de streaming por aí. No dia 13 de abril (Record Store Day), será lançada em vinil de 7″, com outra música inédita como lado-b.

O último registro de estúdio do Modest Mouse até então era o álbum cheio “Strangers to Ourselves”, lançado em 2015. Em setembro, o grupo sairá em turnê como The Black Keys pela América do Norte.

Quem sabe não venha um disco novo por aí…

>>

Modest Mouse relança disco que só os japoneses tinham desde 1999

>>

050816_modestmouse2

Objeto de desejo de muitos fãs mundo afora, o EP “Night on the Sun” será relançado pela banda indie Modest Mouse. O registro saiu em 1999 apenas em território japonês, quando eles excursionavam por lá. No total, foram prensadas apenas 700 cópias. Agora sairá uma nova remessa para quem quiser comprar.

O registro traz canções em versões iniciais de faixas do EP “Everywhere And His Nasty Parlour Tricks” (1999) e do disco “The Moon & Antarctica” (2000). “As canções são mais longas”, avisa a banda.

As sessions do EP aconteceram em janeiro de 1999. O relançamento inclui comercialização online, em vinil e CD, podendo ser adquirido aqui.

No começo da semana, o vocalista e guitarrista Isaac Brock passou por um susto. Ele conduzia seu jipe na cidade de Portland quando adormeceu ao volante e bateu na traseira de outro carro gerando uma reação em cadeia, envolvendo outros veículos. No entanto, ninguém se feriu. Brock passou por exames e nada de anormal foi constatado.

Night on the Sun EP – tracklist
“Night on the Sun” – 9:21
“You’re the Good Things (It’s Alright to Die)” – 4:23
“Wild Packs of Family Dogs” – 1:48
“Dark Center of the Universe” – 4:19
“Your Life” – 3:21
“No Title” (Jeremiah Green speaking Japanese) – 0:18

>>

Modest Mouse volta meio lixão, parece

>>

Screen Shot 2015-07-01 at 15.46.47

* Uma das músicas mais legais da banda americana Modest Mouse em anos, a ótima “The Ground Walks, with Time in a Box”, carro-chefe do álbum do bom “Strangers to Ourselves” (lançado em março), ganhou vídeo. O disco tirou a veterana banda de Issaquah, Washington, do sono profundo, já que não entrava em estúdio desde 2007. E essa música em especial botou o veterano octeto em altíssima rotação nas rádios indies dos EUA. Gruda como uma praga.
A história e a vibe do vídeo, para ser bem raso na análise, parecem um “Game of Thrones” do lixão. Tipo isso.

>>