Em moveis colonais de acaju:

Um pouco de Primavera Sound no Brasil. E feito por brasileiros

>>

Imagino que não seja exagero dizer que o cada vez maior-melhor-mais-concorrido Primavera Sound de Barcelona seja o festival no mundo hoje que cresce em doses cavalares, a ponto de ser o destino mais procurado pelos fãs de boa música, seja ela nova ou de vanguarda.

O festival, que acontece entre os dias 29 e 31 de maio na cidade do Neymar e do Messi, tem lá suas dezenas de atrações incríveis que vão do Arcade Fire ao National, passando pelos veteranos Pixies e Nine Inch Nails, sem deixar de lado os novos campeões de audiência Disclosure, Haim e Metronomy. Tem ainda o nosso Caetano Veloso, a volta do Slowdive e um tal Queens of the Stone Age.

Mas talvez a grande notícia que cabe ao Brasil neste festival espanhol cada vez mais plural é a armada indie verde e amarela que vai representar o nosso país por lá.
Quatro bandas brasileiras – Boogarins, Black Drawing Chalks, Móveis Coloniais de Acaju e Single Parents – farão shows no Primavera, em agito arquitetado com o festival goiano Bananada, em tour produzida pela A Construtora, empresa indie de bookings e gravações que agitam a cena local.

O mais legal disso tudo é que quem não pode ir até Barcelona ver o que os brasileiros vão aprontar por lá, pode ter um gostinho dessa conexão Brasil-Espanha uma semana antes do festival. Vai rolar o Primavera Sound Gig Brasil, com as quatro bandas se apresentando na mesma noite, a de 23 de maio, no Cine Joia, em São Paulo. Um dia antes, a balada é em Brasília, no Arena Club, sem o Single Parents, mas com o grupo de art rock português The Legendary Tigerman.

Brasil e Espanha: imagina na Copa…

250314_primaveraspbsb