Em multiverso:

CENA – Lia Paris faz cinema em novo vídeo, da música “Andaluz”, que estreou num… cinema

1 - cenatopo19

* A articulada e lúdica cantora multimídia paulistana Lia Paris lançou seu arrojado novo vídeo de modo especial, na noite de domingo. Com produção italiana e filmagens na Califórnia, ainda quando o mundo deixava, Lia botou a versão visual de “Andaluz”, novo single de seu mais recente álbum, “MultiVerso” (2019), para rodar ontem entre filmes na alternativa cinematográfica drive-in que o Cine Belas Artes criou no Memorial da América Latina, em SP.

4 - PHOTO-2020-06-16-13-25-57

Cinema, arte, música e tentáculos estrangeiros são um universo muito próprio da inquieta Lia, que no ano passado passou com um show pelo clube parisiense do David Lynch, o Silencio, em tour europeia de seu mais recente álbum, “Multiverso”, do ano passado. Criada como artista em um circo, no Brasil e na Itália, Lia tem uma faceta que é uma espécie de Jason Bourne ou “Missão Impossível”. Lia pode gravar um videoclípe no deserto da Califórnia, fazer um show de música num festival de arte na Islândia ou tocar em Inhotim no mesmo ano.

A concepção do vídeo absurda da bela “Andaluz” foi desenhada por Lia em conjuto do francês P.A Alain e com Lorenzo Giglio. E foi criada à distância durante o início do ano mediante a inúmeras trocas de e-mails e vídeo chamadas. O resultado é primoroso.

>>

CENA – Bem acompanhada e de olho em David Lynch, Lia Paris reaparece na “Noite”

>>

1 - cenatopo19

LIA_CAPA MULTIVERSO_FINAL-01

* Com o lançamento do single/vídeo de “Noite”, nesta sexta-feira, a lúdica cantora paulistana Lia Paris, toda som e visual, dá a largada firme e final para um certo ressurgimento pomposo que desembocará, nos próximos dias, em um disco novo, seu terceiro, um show de lançamento no Auditório do Ibirapuera e uma turnê pela Europa com passagem pelo clube Silencio, de propriedade do cineasta americano maluco David Lynch em Paris, entre outros lugares.

“Multiverso”, o álbum, sucessor de “Lva Vermelha”, de três anos atrás, sai no próximo dia 5 de julho. A Popload adianta sua capa e contracapa, acima e abaixo, respectivamente. O álbum vem carregado de participações especiais importantes em sua produção (ou co-produção se contarmos os dedos interventores da própria Lia). O tarimbado Dudu Marote, Daniel Hunt (Ladytron) e o eletrônico L_cio são alguns dos nomes envolvidos no processo conceitual de “Multiverso”, que garante a diversidade de estilos do disco, sem perder a leveza vocal da cantora.

Na parte vocal, Lia divide o gogó com o rapper Luccas Carlos, em “Meus Caminhos”, e com John Evans, do grupo cool Lumen Craft, na faixa “No Name”, uma das duas em inglês do disco.

A música “Noite”, o primeiro single, uma das dez faixas do álbum e com produção musical de Dudu Marote, entra nas plataformas digitais à meia-noite e um desta sexta-feira. A canção é “um mergulho em uma memória de cristal”, segundo a multimídia Lia Paris.

“Multiverso” ganha vida ao vivo no mesmo dia em que chega às lojas virtuais, no próximo 5 de julho. O show é no Auditório do Ibirapuera e tem direção artística de Alexandre Matias.

Depois Lia Paris parte para divulgar o disco na Europa. Na França, além do clube de Lynch em Montmartre, a brasileira se apresenta ainda no Festival Tangerine, numa floresta em Paris, e no Sonido Tropico, festival latino em Berlin, na Alemanha. Uma segunda etapa da turnê, ainda neste ano, inclui uma miniturnê em Portugal.

1 - Lia Paris CONTRA CAPA foto Loiro Cunha 3

>>