Em nandi bushell:

Nandi Bushell toca bateria, baixo e guitarra para homenagear o Led Zeppelin

>>

* Sempre que surge uma notícia de nova empreitada da menininha Nandi Bushell, 10 anos, excelente baterista, já saiu um sorriso espontâneo do lado de cá.

A pequena grande baterista de covers de metal e que se revelou há pouco tempo guitarrista, baixista e cantora, resolveu desta vez homenagear o lendário Led Zeppelin, tocando o clássico “Immigrant Song”. A reverência é mais explícita. Nandi fez isso para comemorar os 77 anos do guitarrista Jimmy Page.

Obviamente, tocou guitarra. Mas também baixo. Em bateria. Tudo em Loop. Alguma dúvida que Nandi vai estar tipo na lista de atrações do Glastonbury ou do Reading Festival quando a vacina permitir?

O mais incrível de tudo é ver Nandi, do alto de seus 10 aninhos de vida, falar de suas motivações para as músicas que faz tributos.

Ela disse que a primeira vez que ouviu “Immigrant Song”, um dos hinos do Led Zeppelin, foi no espetacular filme “Escola do Rock”, de 2003, que esteve em cartaz sete anos antes de ela nascer.

“Foi quando Jack Black estava dirigindo a van e gritando “aaaaaaaaaaaaaah-ah” “, disse ela. “Melhor filme de todos os tempos.”

Gênia.

>>

Nandi Bushell, a “baterista do metal”, 10 anos, toca “Song 2”, do Blur. Guitarra, inclusive. E baixo. E canta

>>

Captura de Tela 2021-01-04 às 12.36.03 PM

* Olha ela aí de novo. A garotinha-sensação Nandi Bushell, 10 anos de idade, que passou 2020 nos alegrando com suas covers de bateria de clássicos do metal e duelos com Dave Grohl, começou 2021 a toda velocidade.

A mocinha, que bombou big time em seu canal do Youtube no ano passado com seus vídeos incríveis, chegou ao britpop para entrar bem em 2021.

“Nesta semana eu tenho aprendido sobre o britpop, os anos 90 e sobre essa maravilhosa batalha entre as duas bandas chamadas Blur e Oasis. Os anos 90 pareceram divertidos para a música. E essa ‘Song 2’ é bem legal para fazer uma jam. Wahoo!!!!!”, escreveu Nandi na legenda do vídeo que ela postou, para o clássico do Blur que ela fez, meio diferente.

Tem ela espancando a bateria, óbvio, mas tem ela também fazendo vocal quádruplo, tocando guitarra, baixo e empunhando o microfone. Um quarteto de Nandis, usando camiseta da “union flag” britânica e uma correia de guitarras da famosa LK Straps. Nandi não é fraca.

***

* Inclusive, Nandi Bushell na mesma leva de vídeos fez um na virada do ano postado como “New Year Song – 2021 Bring It on”, junto com sua família. Uma música que ela mesmo criou, meio “cheesy”, como ela disse, meio “all we need is love”, mas está valendo. Nessa Nandi tocou um violão para o seu tamanho. Fofa.

>>

Dave Grohl faz música dedicada a Nandi Bushell, a baterista de 10 anos sensação da internet

>>

* Dave Grohl tem a fama de ser “o cara rock’n’roll mais legal que existe”, o que pode carregar também, na acepção dos mais maldosos, de o “cara mais chato do rock”, essas coisas.

Mas o grupo 1 da categorização grohliana ficou maravilhado com a música criada por ele, ou pelo Foo Fighters quando se imagina que ele é o FF, em homenagem à incrível figurinha Nandi Bushell, de 10 anos de idade, uma das grandes atrações do “lado bom” do confinamento, por ter viralizado por ter virado uma estrela da internet ao tocar instrumentos com uma habilidade que deixa todo mundo “whaaaaaat?”.

Principalmente na bateria, instrumento que ela toca desde os 5 e de onde já nos entregou vídeos incríveis performando músicas de bandas e gente tipo Rage Against the Machine, Nirvana, Led Zeppelin, Dua Lipa, System of a Down, Queens of the Stone Age.

De seus vídeos no Youtube e seus engajamentos no Twitter, Nandi já foi parar em programas de TV até nos EUA e em campanha para o movimento Black Lives Matter.

Captura de Tela 2020-09-17 às 4.26.23 PM

Agora em setembro Nandi entrou na vida de Dave Grohl, ou ao contrário, de dois jeitos: primeiro Grohl aceitou participar de um desafio de bateria com Nandi, lançado via Twitter, tocando uma música do Them Crooked Vultures, banda que o ex-Nirvana tem (tem ainda?) com o Josh Homme (QOTSA) e o John Paul Jones (ex-Led Zeppelin). É o “Dave Grohl VS Nandi Bushell EPIC Drum Battle – Dead End Friends – Them Crooked Vultures”.

Agora, como um “segundo desafio”, Grohl improvisou uma canção de “heroína do rock” com o nome de Nandi Bushell, um tributo explícito à melhor garota que faz tributos no mundo hoje.

Grohl pegou uma de suas famosas camisas de flanela grunge, suas filhas para backing vocals e mandou a canção escrita especialmente para a baterista mirim. Tocando baixo, guitarra e bateria, além de cantar.

Nandi ficou maravilhada com a música dedicada a ela, óbvio. E avisou que a batalha de bateria não vai parar por aí. E virá talvez maior. Nandi Bushell promete fazer o cover dessa música da qual ela é o tema, tocando todos os instrumentos. Ish!

>>