Em nathan williams:

Wavves oferece mais dois minutos inéditos de barulheira doida (ou quase isso)

>>

120815_wavves1

Em duas semanas, o doido Wavves lançará mais um disco de estúdio, para pegar a galera da parte mais insana do indie. “You’re Welcome” é o novo projeto sonoro da banda liderada pelo pequeno gênio desvairado Nathan Williams, e chega às lojas dia 19 de maio.

O grupo norte-americano acabou de liberar mais uma faixa que estará no disco. Trata-se de “No Shade”, som rápido, distorcido, barulhento, com vocal meio avacalhado e que não dura dois minutos. Ou seja, tudo em casa.

O Wavves não solta nada novo desde o disco “V”, de 2015, e tem mesclado shows solo e alguns de abertura para a turnê de primavera do Blink-182 na América do Norte.

>>

Opaaaaaa!!!! Tem música(s) nova(s) do incrível Wavves também, gente

>>

* Ainda está no Carnaval? Então abre alas para o Wavves, banda do geninho Nathan Williams, indie punk ensolarado de San Diego (CA), prediletíssima da casa, que também apareceu com músicas novas (são duas) e notícias de um disco novo vindo aí. O novo álbum terá o nome de “You’re Welcome”, que também é o batismo de uma das canções que apareceram hoje, ambas bem boas. E vem à luz no dia 19 de maio. O Wavves não soltava nada novo desde o disco “V”, de 2015. A capa é esta aí abaixo. o/

wavves capa

O Wavves soltou notícias do disco novo, via Twitter, em dezembro passado. A banda, que vai abrir a tour de primavera do Blink-182 nos EUA, agora em abril, na sequência parte para shows solos começando por Amarillo, no Texas, no dia 21/4. Se eu tivesse uma banda e fosse começar uma turnê pelos EUA, eu iria querer começar em Amarillo, no Texas. Acho.

Toma as músicas novas bacanaças do grande Wavves. Uma é a elétrica “Daisy”, a outra é a ~cadenciada~ “You’re Welcome”.

>>

As deliciosas sobras do disco do Wavves com o Cloud Nothings começaram a aparecer

>>

230216_wavves2

Ótima banda californiana de garagem com um pé no punk zoado, o Wavves lançou no fim do ano passado um disco colaborativo com outra banda incrível, a indie-quase-hardcore Cloud Nothings. “No Life For Me” rendeu tanto material bom que agora o pequeno gênio Nathan Williams resolveu soltar mais registros inéditos da parceria.

Dentro da série mensal de singles do selo Ghost Ramp, do próprio vocalista do Wavves, foi lançado o single “I Find”, que tem como lado-b a versão demo da canção que deu título ao disco cheio do fim do ano passado.

“I Find” conta ainda com a participação do Rostam Batmanglij (Vampire Weekend) na guitarra. As duas faixas podem ser ouvidas abaixo.

>>

Wavves fez show pop-up em Nova York. Liberaram os vídeos disso

>>

* O Pitchfork liberou vídeos de uma apresentação curta e especial feita pela grande banda Wavves em Williamsburg, Brooklyn, no final de agosto. A banda californiana, de propriedade do incrível Nathan Williams, participou de um show “pop-up” organizado pelo site musical americano, avisado para a galera tipo no dia anterior.

Screen Shot 2015-11-25 at 13.46.49

O Wavves lançou seu quinto disco faz pouco tempo, o delicioso “V”. Desse álbum, o rapaz stoner-surf-indie-punk mandou no “showzinho” feito durante sua tour americana as músicas “Heavy Metal Detox” e “All the Same”, além da “clássica” “Sail to the Sun”, do álbum de 2013, que eu acho seu melhor. Pelo menos destas o Pitchfork liberou os vigorosos vídeos abaixo.

>>

A sociologia do Wavves. Califórnia está chata, mas dá para fazer muitas músicas boas com essa chatice

>>

Screen Shot 2015-09-03 at 16.17.45

* Nathan Williams, o cara por trás do grupo californiano de garagem punk Wavves, é um dos mais ativos da cena indie americana booooa, já há algum tempo. Ele tem soltado desde o meio de julho música a música de seu próximo álbum, que tem o “econômico” nome de “V”, marcado para sair oficialmente daqui um mês. Já foram quatro. Postamos aqui duas músicas, outras duas não.

A última delas foi “My Head Hearts”, levada ao ar nesta semana em primeira mão pela rádio da Apple, a cool Beats 1, na voz do DJ Zane Lowe, sempre ele. Lowe recebia no estúdio, no momento de apresentar a música nova do Wavves, o Pete Wentz, o cara do emo-ex-emo Fall Out Boy, que chamou o Wavves, pelo que eu entendi, do “equivalente punk ao Odd Future”. Hahahaha. Hein?!?!! Eu já acho essa coisa “fuzzy” do Wavves tão psicodélica que eu diria que é “o equivalente punk ao Tame Impala”. Ai…

((A propósito, clique no nome da música, acima, para ouvi-la na Apple Music)).

Mas quero falar mesmo de “Way Too Much”, delicioso punk bubblegum que nem se o Blink 182 estivesse em forma o velho grupo punk anos 90 de muito sucesso entre a garotada iria conseguir fazer uma canção igual. Ela é o suprassumo da velocidade juvenil do punk made in California (diferente do britânico Slaves, por exemplo), misturada à letra que fala de bebedeira, ressaca, falta de vontade para tudo, tudo é chato. Isso, sociologicamente, sempre é um retrato de uma época. Tudo está “boring”? Então toma uma música boa a respeito disso. Ao que parece, isso é regra do próximo disco novo do Wavves.

Ouça então “Way Too Much”, que rola em alta rotação em rádios indies bacanas. E, toda vez que ela começa a tocar, quando você está distraído fazendo outras coisas, vem uma rápida alegria de viver por dentro até você perceber que é só uma nova música do Wavves saindo das ondas virtuais do rádio.

>>