Em new order:

New Order lança música sobre rebeldia, prepara caixa histórica e retoma turnê com o Pet Shop Boys em 2021

>>

* O veterano grupo inglês New Order apresentou hoje uma música nova, chamada “Be a Rebel”, naquele esquema “bem New Order” de batidinhas dance repetitivas, synths viajantes, alguma guitarrinha, a parte cantada, a parte tocada, a parte cantada de novo. A velha ordem, enfim, da banda que moldou a música pop, uniu indie e eletrônica etc e tal.

Pode soar anacrônica, mas não deixa de ser uma delicinha radiofônica com mensagem de rebeldia em tempos difíceis. “Não podemos tocar ao vivo por enquanto, mas música é ainda algo que podemos dividir com todo mundo. Esperamos que vocês gostem… até que nos encontremos de novo”, disse o vocalista Bernard Sumner ao lançar “Be a Rebel”

O “encontrar de novo” já tem data para acontecer, que é a adiada turnê “Unit”, com os Pet Shop Boys, agora remarcadas para 2021, Serão 12 shows por Canadá e EUA a começar em 18 de setembro do ano que vem, mais um show extra só do New Order na arena The O2, em novembro (de 2021).

“Be a Rebel”, que você pode ouvir aí embaixo, vai ser lançada ainda neste ano em vinil de 12 polegadas, relembrando os tempos dos maravilhosos e artsy lançamentos em vinil dos tempos da gravadora Factory.

Em outubro, o New Order lança ainda uma nova caixa deluxe do maravilhoso disco deles de 1983, o “Power, Corruption & Lies”. Como se não bastasse, o box set vai ter quatro singles em vinil de 12 polegadas dessa era linda da banda, com músicas que não estão no disco deles. São as fundamentais “Blue Monday”, “Confusion”, “Thieves Like Us” e “Murder”.

>>

Com Peter Hook e Georgia, Gorillaz solta mais uma música inédita do projeto “Song Machine”

>>

280120_gorillaz2

O Gorillaz continua a sequência de seu projeto “Song Machine” e liberou nesta quinta-feira a terceira canção inéditas nas últimas semanas.

“Aries” conta com participações luxuosas da cantora e multi-instrumentista Georgia e o lendário baixista Peter Hook, o cara que ditava o som do Joy Division e do New Order.

Com uma mensagem enigmática, o guitarrista Noodle disse que “tudo é altamente impaciente e competitivo, pois muitos Aries têm o espírito de luta do seu governante mitológico”. Sacou?

Quando falou dessa “Song Machine”, o Gorillaz avisou que existe um calendário extenso de lançamentos ao longo do ano, que serão revelados de forma esporádica e fugindo do ciclo tradicional de singles e álbum cheio.

>>

Thurston Moore encarna alma inglesa e faz cover linda de “Leave Me Alone”, do New Order

>>

110919_thurstonmoore2

Enquanto sua ex-parceira de banda e de vida Kim Gordon prepara o lançamento de seu novo disco solo, Thurston Moore arranjou um tempinho para fazer uma cover linda de “Leave Me Alone”, do New Order.

Moore gravou a faixa com músicos de Manchester na região de Salford, Inglaterra. A faixa servirá como lado-b em três singles de 7″ que serão lançados dia 8 de outubro, que registram momentos de shows ao vivo do Thurston Moore Group ao longo de 2019.

“Leave Me Alone” foi lançada no disco Power, Corruption & Lies, em 1983.

“Salford é o único lugar em que eu ousaria tocar uma música do New Order, com músicos locais e cervejas locais. Foi apenas uma daquelas raras ocasiões em que algo que eu normalmente não faria era feito apenas por diversão e em homenagem e respeito ao local”, disse em comunicado.

O resultado, bem legal, pode ser conferido abaixo.

>>

Pretérito do futuro: New Order resgata filmagem de 1981 para bombar lançamento de 2019

>>

Captura de Tela 2019-01-28 às 12.16.34 PM

* A gente falou aqui, dias atrás, o seminal grupo inglês New Order, muito mais importante pelo passado do que por suas apresentações ao vivo dos últimos anos, vai relançar em abril seu clássico disco de estreia, “Movement”, naquelas versões dignas de relançamentos decentes (já que é para reeditar): remasterizado, em vinil e CD, com caixa que tem DVD, livro etc. Vai até ganhar um título apropriado: “Movement (Definitive Edition)”.

O primeiro álbum do New Order foi e é um disco tão vital quanto assombrado. Representou a mudança de nome da banda para New Order, pós o suicídio cavernoso do cavernoso Ian Curtis, no ano anterior, e o consequente fim do Joy Division. Foi um lançamento da lendária gravadora-arte Factory e a capa é assinada pelo artista gráfico Peter Saville, baseada em futurismo italiano.

Tem músicas ainda assinadas como Joy Division. A fenomenal “Ceremony”, o sorumbático primeiro single do New Order, é uma delas. Apareceu pela primeira vez ao vivo em 1980, em show do Joy Division, poucas semanas antes da principal tragédia pop da música independente depois do suicídio de Kurt Cobain.

“Movement”, o disco, ainda tem “Temptation” como uma das faixas monumentais, essa inteira New Order, uma das últimas a serem compostas para a nova fase da banda e, quando mostrada na gravação original, uma das músicas mais legais da história das músicas (na minha modesta). Ela é precursora da linha dance-pop do New Order e madrinha de sucessos arrasa-quarteirão como a vindoura “Blue Monday”, que definitivamente espanta o clima de velório do New Order rumo aos recordes de vendagens de discos e singles.

Enfim, agora, para promover a “edição definitiva” do “Movement”, que sai em abril, o New Order desencava uma filmagem rara e ao vivo de “Ceremony”, datada de 6 de fevereiro de 1981, menos de um ano depois da morte de Curtis, gravada na Manchester deles, no CoManCHE Student Union.

Transporte-se para 38 anos atrás. Olha que lindo e espiritualmente pesado ao mesmo tempo. A comunhão das guitarras pós-punk, a bateria fantasmagórica de Stephen Morris e o baixo-enquanto-guitarra do grande Peter Hook, principalmente na levada final, é uma das coisas mais emocionantes daquela época tão marcante.

>>

New Order anuncia relançamento de “Movement”, seu disco de estreia, para abril do ano que vem

>>

201218_neworder2

O grande New Order vai começar 2019 com novidades, embora elas sejam um pouco “velhas”. A banda de Manchester anunciou para 5 de abril o relançamento de seu clássico disco de estreia, “Movement”.

Lançado originalmente em 1981, o projeto que ainda tinha muito de Joy Division no meio estará nas lojas dia 5 de abril, com o título “Movement (Definitive Edition).

Além das versões convencionais remasterizadas em CD e vinil, o box terá também um disco de canções nunca lançadas antes, um DVD com apresentações em shows e programas de TV, e ainda um livro.

Quatro canções daquela época, “Ceremony (version 1)”, “Ceremony (version 2)”, “Everything’s Gone Green”, e “Temptation”, serão lançadas como singles a partir de 8 de março.

O último disco de estúdio do New Order é “Music Complete”, que saiu em 2015.

>>