Em new order:

Smashing Pumpkins faz show especial e conta com uma pequena ajuda dos amigos, incluindo Peter Hook, Courtney Love, gente do Killers, Deftones, AFI…

>>

030818_pumpkins2

O Smashing Pumpkins quase todo original está na estrada após um bom tempo para celebrar seus 30 anos de carreira. Batizada como “Shiny And Oh So Bright”, a turnê fez uma parada em New Jersey na noite de ontem e contou com uma extensa fila de convidados especiais, incluindo Courtney Love, Chino Moreno (Deftones) e Peter Hook. O filho do legendário baixista britânico, Jack, está tocando com o Pumpkins.

O líder do Deftones foi o primeiro a subir no palco e cantou com Billy Corgan as faixas “Bodies” e “Snail”, que não eram tocadas desde 2008 e 2000, respectivamente.

Dave Keuning e Mark Stoermer, do Killers, participaram em “Cherub Rock” e “1979”.

Mark McGrath, do Sugar Ray, cantou o hit da banda, “Fly”, com o Pumpkins. E participou ainda de uma cover de “Breaking the Law”, do Judas Priest.

Courtney Love, parceria de Corgan em diversas ocasiões (!), cantou um par de músicas do seu Hole, “Celebrity Skin” e “Malibu”, ambas escritas pela dupla. Ela ainda participou na reedição ao vivo de “Bullet With Butterfly Wings”.

Já Peter Hook tocou seu baixo em “Age of Consent” (New Order) e “Transmission” (Joy Division).

Na parte final da apresentação, Hook, Courtney e ainda Davey Havok, do AFI, fizeram uma jam com o Pumpkins em uma releitura de “Love Will Tear Us Apart”, da lendária banda de Manchester.

Captou?

https://youtu.be/a0xmJltuTsw

https://www.youtube.com/watch?v=gMTlhowCuBo

https://www.youtube.com/watch?v=0Kxi5pu6z1k

https://www.youtube.com/watch?v=0pTnCSo8akg

https://www.youtube.com/watch?v=bOpGIYSStwc

>>

Bernard Sumner invade show do Killers mais uma vez. Dobradinha rende versão de “Bizarre Love Triangle”

>>

291117_killers2

Atração do Lollapalooza Brasil do ano que vem, o Killers está comemorando o sucesso de seu mais recente disco, “Wonderful Wonderful”, lançado em setembro passado.

Atualmente, o grupo de Las Vegas está em excursão pelo Reino Unido, onde acabaram de realizar dois shows esgotados na gigante The O2 Arena, em Londres.

Na apresentação de ontem, a segunda, eles receberam no palco nada menos que Bernard Sumner para, juntos, reeditarem ao vivo a clássica “Bizarre Love Triangle”, um dos maiores hits do New Order. Mais cedo, o Killers já havia tocado “Shadowplay”, do Joy Division.

Esta não é a primeira vez que Sumner pisa em um mesmo palco junto com o Brandon Flowers. Em 2013 eles fizeram a mesma dobradinha em Manchester.

>>

Impensável? The National primeiro lugar na Inglaterra e fazendo cover de… Queen (e New Order também)

>>

Embed from Getty Images

* Uma das bandas “mais para dentro” do indie mundial, a delicadíssima e cult The National está talvez vivendo seu momento mais bombado. De um lado contrastante e feliz. Tudo bem que “vendagem de album” é hoje em dia um assunto relativo, mas de todo modo o disco novo do National, seu sétimo, de nome pesado “Sleep Well Beast”, chegou ao primeiro lugar tanto nas paradas americanas (Billboard) e na britânica (número 1 na Inglaterra, Escócia e Irlanda), o que já é de causar certa comoção. A performance de vendas do álbum, lançado no começo de setembro, também alcançou o topo em Portugal e Canadá.

O grupo de Matt Berninger, do Ohio mas radicado no Brooklyn, acabou de terminar um giro de shows no Reino Unido, que teve um monte de covers “anos 80”, em seu bis, de New Order a Talking Heads. Na última quinta-feira, no Eventim Apollo, eles fizeram performance da ~alegre~ “I Want to Break Free”, clássico maravilha do grupo Queen. Ficou muito bom.

De quebra, temos também eles tocando New Order, a belíssima e que talvez combine mais com eles “Love Vigilantes”

***

* A foto da home da Popload também é de Matthew Baker, da Getty Images.

** O National começa nesta semana, quinta em Boston, uma pequena turnê americana, e depois volta para fazer shows na Europa.

>>

National dá um pulinho em Manchester e faz homenagem ao New Order com a cover de “Love Vigilantes”

>>

Fotos: Gary Mather

Fotos: Gary Mather

O rolêzinho por Manchester, onde o National fez dois shows neste fim de semana que passou, rendeu uma pequena homenagem da banda norte-americana para um dos patrimônios musicais da cidade, o New Order.

Na apresentação de domingo, o National evocou “Love Vigilantes”, canção lançada em 1985 no disco “Low-Life”, em reedição matadora. A banda de Matt Berninger lançou recentemente o discaço “Sleep Well Beast”, que alcançou o topo das paradas britânicas, feito até então inédito para a banda.

O grupo segue com seus shows pelo Reino Unido, onde faz três apresentações em Londres no decorrer desta semana. Em 2018, será a vez do Lollapalooza Brasil receber o National.

>>

Peter Hook relança discos clássicos de Joy Division e New Order em versões ao vivo

>>

180417_peterhook

Uma das maiores lendas da música britânica em todos os tempos, o baixista e treteiro Peter Hook está oferecendo ao seu público o que alguns sortudos viram somente em shows.

Desde que formou em 2010 o projeto Peter Hook & The Light, o músico andou fazendo shows especiais tocando discos na íntegra de suas ex-bandas Joy Division e New Order. A boa notícia é que quatro desses shows vão ganhar lançamento oficial sábado agora, no Record Store Day, mas já estão disponíveis para audição gratuita.

Os álbuns escolhidos por Hook são: (1) “Unknown Pleasures”, o de estreia do Joy Division, tocado em show na cidade de Leeds em 2012, com direito a ‘Ceremony”, que nunca foi gravada; (2) “Closer”, segundo e último da banda que tinha o gênio Ian Curtis, turbinado por faixas lado-b, em registro feito na cidade de Manchester, em 2011; (3) “Movement”, do New Order, tocado na cidade de Dublin em 2013; e (4) “Power, Corruption & Lies”, gravado no mesmo show na capital da Irlanda.

No Record Store Day, os shows sairão em versões limitadas em vinis coloridos. Dia 5 de maio, cada show será lançado em CD e em formato digital.

Unknown Pleasures – Leeds 2012:

Closer – Manchester 2011:

Continue reading