Em nile rodgers:

É indie, é arte e é clássico. É o novo álbum do Bryan Ferry sem a Roxy Music

>>

101114_bryan

Se a veterana banda de art rock Roxy Music não existe mais, Bryan Ferry, sua mente criativa, se prepara para lançar seu disco solo de número 14. “Avonmore” será lançado na próxima semana, dia 17 de novembro.

O álbum possui 8 canções inéditas e 2 faixas covers: “Send In The Clowns” (Stephen Soundheim) e “Johnny and Mary” (Robert Palmer). O disco também tem a faixa “Midnight Train”, que inclui nada menos que nove guitarristas. Participam do álbum nomes conhecidos como Johnny Marr, Nile Rodgers, Flea e Mark Knopfler.

O site da rede de rádios americanas NPR liberou a audição do álbum na íntegra. Para ouvir, basta clicar na imagem abaixo.

101114_BRYAN2

* “Avonmore”, tracklist
01. Loop De Li
02. Midnight Train
03. Soldier of Fortune
04. Driving Me Wild
05. A Special Kind Of Guy
06. Avonmore
07. Lost
08. One Night Stand
09. Send In The Clowns
10. Johnny & Mary

>>

Nile Rodgers envolvido em um novo projeto: o seu

010714_nile

Depois de ressurgir no cenário pop graças ao mega hit “Get Lucky” com o Daft Punk e Pharrell Willians, o lendário guitarrista e produtor musical Nile Rodgers, conhecido por sua carreira com o Chic, se tornou figurinha carimbada em trabalhos de diversos artistas nos últimos tempos. Do Avicii ao Disclosure, passando inclusive pelo Jota Quest, Rodgers se tornou uma espécie de curinga na música eletrônica moderna, emprestando todo o seu talento como produtor e o som distinto de sua guitarra.

Agora, Nile resolveu lançar sua primeira canção solo nesta década. “Do What You Wanna Do” é dance e traz todo aquele clima de pista dos anos 70. A faixa será lançada dia 10 de agosto e virá com remixes de Rob Da Bank, MK e Eats Everything. A renda das vendas será revertida para sua instituição de caridade We Are Family, que neste ano completa 10 anos.

>>

Damon Albarn cantando “Song 2”. Chic tocando “Get Lucky”

>>

* Tem a ver. Não totalmente, mas tem. Não me refiro ao chapéu.

Screen Shot 2014-06-11 at 15.01.33

* O onipresente Damon Albarn, líder da veterana britbanda Blur, anda em turnê bombada pelos EUA. Anteontem, o músico inglês se apresentou em Boston, no Royale. Lá, pela primeira vez em sua vasta carreira fora-Blur, ele cantou o hino de sua banda, a energética música “Song 2”. E, na ocasião, usava um chapéu de elefante. Ok? Eis dois vídeos do mesmo momento.


Damon Albarn é outro que vai ter anunciado nas próximas horas, oficialmente, sua vinda para o Brasil, no segundo semestre. Na Argentina estão divulgando que é 7 de outubro, em Buenos Aires. Estamos de olho.

* Enquanto isso, o veterano guitarrista Nile Rodgers, dono do Chic e grande colaborador do disco do duo francês Daft Punk do ano passado, furou os robôs e fez a primeira performance ao vivo, em show na França, do megahit “Get Lucky”, uma das músicas mais veiculadas no mundo nos últimos anos. MUma das mais veiculadas porém uma que nunca esteve presente em um show do Daft Punk, porque nunca teve um show do Daft Punk. “Get Lucky” chegou a ser ouvida em trucagens para televisão e uma vez numa apresentação solo do Pharrell Williams, a voz da música, que cantou um trecho. E, aqui, com o Chic de Nile Rodgers, “Get Lucky”, ganhou uma versão mulher.

>>

O ensaio do Daft Punk no Grammy com só uma pessoa na plateia

>>

200314_daftpunk2

Caiu na net o ensaio daquele que foi um dos grandes momentos do Grammy 2014. A preparação para a apresentação turbinada de “Get Lucky”, hit mor de 2013, com o aparato musical de nomes como Pharrell Williams, Nile Rodgers e Stevie Wonder pagando de “very special guests” do duo francês Daft Punk, que por sua vez não aparecia na TV há algum tempo, foi filmada com o Staples Center ainda vazio, mas com um Paul McCartney já na platéia. Haha. Não se perca nos nomes (e no período longo).

No medley, “Get Lucky” foi remixada com “Le Freak” (Chic) e “Another Star” (Wonder), que no grande evento fez até a Yoko Ono dançar.

O ensaio com captação de som mais redondinha e o ginásio vazio dá a entender que foi até melhor que a apresentação na premiação em si. O Paul concorda.

200314_daftpunk3

200314_daftpunk1

A chocante volta do Daft Punk. Com o Wonder cantando. Paul e Yoko dançando

>>

270114_daftpunk

O algo chatongo Grammy Awards, versão 2014, teve lá seus momentos históricos, como já era de se esperar dada a boa lista de atrações programadas para se apresentarem ao vivo. Mesmo com toda a badalação (justa) em cima dos 50 anos da chegada dos Beatles aos Estados Unidos, com direito a dobradinha Paul e Ringo no palco, fica difícil pensar nos outros números musicais sem destacar, antes de todos, o combo musical que se formou para apresentar “Get Lucky”, o super hit que dominou 2013.

O simples fato de se ter o Daft Punk no palco já é uma menção histórica. O duo francês não se apresentava na TV há mais ou menos seis anos. Não bastasse, executaram a faixa full band, incluindo o produtor bamba Pharrell Williams e o guitarrista Nile Rodgers (Chic), que participam da gravação original. Fora isso, adicione uma certa lenda da música chamada Stevie Wonder para dar um “charme” a mais.

Durante mais de 5 minutos, o Daft Punk & Co. fizeram do Grammy uma enorme pista de dança chique. No meio da “Get Lucky”, meteram ecos de “Freak Out”, do Chic, “Harder, Better, Faster, Stronger”, do próprio Daft Punk, e “Another Star”, de Stevie Wonder.

Os robôs, sempre misteriosos, causaram certa expectativa durante a apresentação, aparecendo apenas na metade final da música, vestidos de branco. Enquanto isso, um certo Paul McCartney (71) e Yoko Ono (80) dançavam na condição de plateia como se não houvesse amanhã.

Histórico ou não?


* O Daft Punk foi o grande vencedor do Grammy 2014, levando álbum do ano e álbum de música eletrônica por “Random Access Memories”, e single do ano e perfomance pop de duo ou grupo por “Get Lucky”.

E o duo francês chegando de limo e tirando fotos no red carpet?

>>