Em noel gallagher:

Tudo muito anos 90: Noel Gallagher faz session para o Steve Lamacq e toca até “Champagne Supernova”

>>

daily gallagher231117_noel2

Nesta sexta-feira, Noel Gallagher lançará seu terceiro disco solo, “Who Built The Moon?”, que já está disponível em alguns países, como o Japão.

Ontem, o irmão do Liam esteve no programa do grande Steve Lamacq para um bate-papo e uma session na BBC 6 Music, como se fosse anos 90. Por lá, Noel tocou os singles “Holy Mountain” e “It’s a Beautiful World”, além de uma versão semi-acústica de “Champagne Supernova”, super hit do álbum “(What’s The Story) Morning Glory?”, de 1995.

Noel vai passar o resto do ano cumprindo apenas agenda promocional. Sua turnê mundial começa em fevereiro, na América do Norte, depois segue para a Europa. O Brasil, segundo o próprio em entrevista para a Rolling Stone daqui, está na rota.

Para ouvir a session no Lamacq, basta apontar o cursor no player da BBC para a hora 1:58:00.

231117_noel_slider

>>

Noel Gallagher pisou na lua e caiu na net. Terceiro disco solo do ex-Oasis está tocando por aí

>>

310317_noelgallagher2

Sexta agora, dia 24 de novembro, é o dia do lançamento mundial de “Who Built The Moon?”, aguardadíssimo terceiro disco solo de Noel Gallagher. No entanto, outras praças como o Japão receberam o álbum antes, evento abraçado pela internet.

O disco já está rodando em diversos players mundo afora desde as primeiras horas da manhã de hoje e tem sido muito elogiado pelos fãs de Noel/Oasis, mesmo que o primeiro contato da obra com os ouvintes tenha causado estranhamento com o single “Holy Mountain”.

Em uma primeira audição rápida, “Who Built The Moon?” soa grandioso e eclético, graças também ao produtor envolvido, David Holmes, de carreira baseada especialmente na música eletrônica e em trilhas sonoras de filmes. A atmosfera de trilha sonora paira sobre boa parte do álbum, que tem 11 faixas inéditas, mas três delas instrumentais, sendo duas “interlude”. Ainda assim, o disco tem sons incríveis, como “The Man Who Built The Moon” e “Dead in the Water”, esta última bônus track gravada em 2015 durante uma session em uma rádio irlandesa, mas nunca ouvida até agora.

Ontem a noite, Noel fez um show especial para a rádio France Inter, em Paris, e mostrou duas até então inéditas: “Be Careful What You Wish For” e “Black and White Sunshine”. A Popload destaca as duas em versão ao vivo, abaixo. Na sexta, tem o disco completo via plataformas de streaming.

BE CAREFUL WHAT YOU WISH FOR (AO VIVO)

BLACK AND WHITE SUNSHINE

DEAD IN THE WATER (BÔNUS)

>>

Do seu jeito, Noel Gallagher diz que o mundo está lindo em single do novo álbum

>>


161117_noel

Noel Gallagher divulgou no fim da noite de ontem em rádios inglesas (depois nas plataformas de streaming) a música de trabalho principal de “Who Built The Moon?”, seu terceiro álbum de estúdio que chega ao mercado na sexta da semana que vem, dia 24 de novembro.

O single é “It’s a Beautiful World” e foi mostrado inicialmente no programa do Jools Holland, há duas semanas. Agora, a versão de estúdio aparece estendida e com novos trechos.

É neste som que uma nova integrante da banda, a que toca uma tesoura (!!!), faz um discurso em francês, com frases tipo (em tradução livre para o inglês) “Your attention please, ladies & gentlemen / Borders are closing / Breathe in, breathe out! Carbon monoxide / Relax & rest in peace, this is just the end of the world”.

A íntegra da nova música pode ser conferida abaixo, com a letra completa e tudo.

>>

Tesoura de novo e discurso sobre o fim do mundo em francês: outra nova e boa do Noel Gallagher

>>

daily gallagher

Noel Gallagher já mostrou que ligou o foda-se em seu novo disco, “Who Built The Moon?”, que será lançado dia 24, fim deste mês. O disco, seu terceiro solo, tem produção de David Holmes e pinta como o mais diferentão de sua carreira.

Das 11 faixas, Noel já mostrou quatro, a última delas no programa do Jools Holland, que ele gravou semana passada, e foi ao ar neste final de semana. “It’s a Beautiful World” é no caso o single principal do álbum e será lançado oficialmente sexta agora, mas a prévia ao vivo já é algo intrigante.

A exemplo de “She Taught Me How To Fly”, uma menina toca uma tesoura durante a música inteira. No meio, ainda faz um discurso em francês em um megafone, com frases tipo (em tradução livre para o inglês) “Your attention please, ladies & gentlemen / Borders are closing / Breathe in, breathe out! Carbon monoxide / Relax & rest in peace, this is just the end of the world”. Fora as chinfras, a música é bem boa.

Liam, claro, não perdeu oportunidade com o lance das tesouras e disse que em seus shows vai colocar alguém apontando um lápis em suas músicas.

>>

Noel Gallagher mostra música inédita no Jools Holland. Tem até uma menina “tocando” uma… tesoura

>>

daily gallagher

011117_noel2

Como nos velhos tempos, a família Gallagher voltou a ser uma fábrica de notícias e a Popload não tem culpa disso. No ritmo de uma (ou até duas) notícias do Noel e do Liam por dia, adotamos nosso espaço Daily Gallaghers. A vida é assim.

No episódio de hoje, temos Noel Gallagher tocando duas músicas novas no programa do Jools Holland que foi ao ar na noite de ontem. O ex-líder do Oasis, cada vez mais longe do Oasis, mostrou o single “Holy Mountain”, que a gente já conhece, e a até então inédita “She Taught Me How To Fly”. E os novos rumos sonoros da carreira de Noel são visíveis.

Ele já avisou mais de uma vez que “Who Built The Moon?”, seu terceiro álbum que chega ao mercado dia 24 de novembro, vai ser diferentão. E que tem muito fã da velha guarda do Oasis que vai torcer o nariz e que não deixa de ser um teste para os dois lados.

A música nova, por exemplo, tem uma garota, a mesma que toca flauta em “Holy Mountain”, tocando uma… tesoura. Bem isso. Além da batida pós-punk que remete à transição do Joy Division para o New Order lá no começo dos anos 80, a bateria beira ao estilo da eletrônica, principal gênero ao qual está ligado o produtor do disco, David Holmes. E muitos versos são repetidos, à exemplo de sua antecessora.

As duas canções podem ser vistas abaixo, com a banda no gás.

>>