Em Norman Fucking Rockwell:

Os álbuns mais esperados de 2019. Parte 4/6: LANA DEL REY

>>

discos_lana4

Nossa eterna musa Lana Del Rey é a quarta pedida de discos esperados para 2019. Ela andou dando pistas e mostrando de forma oficial e não-oficial trechos de canções que estarão em “Norman Fucking Rockwell”, álbum que ainda não tem data de lançamento definida.

Além de mostrar algumas músicas em eventos, como um da Apple no fim do ano, Lana já lançou os singles “Venice Bitch” e “Mariners Apartment Complex”.

“Venice Bitch” tem tipo DEZ MINUTOS. Uma viagem psicodélica bem californiana. “Eu toquei ‘Venice Bitch’ para meus managers e disse: ‘Então, acho que este é o single que eu quero lançar’. E eles: ‘Você está zoando, né? A música tem dez minutos de duração. E se chama Venice Bitch. Por que você nunca facilita nada para nós? Não rola fazer uma versão dela de três minutos como toda canção pop’?”

Norman Rockwell é um pintor que, entre sua longa vida nas artes, ganhou fama retratando tanto a cara de presidentes americanos quanto a América Branca Caipira, dessas que vota no Trump. É ao mesmo tempo cafona, supercriticado no meio, e algo cult, depois que morreu, nos anos 70.

Lana disse, em entrevista ao Zane Lowe, na Beats 1 (Apple Music), entre muitas coisas e viagens e pirações que o nome é inspirado no artista porque ele esteve na cabeça dela desde maio do ano passado e que não pensou em outra coisa melhor. Que Rockwell passa alguma coisa para ela a captar alguma alegria na tristeza, mesmo achando que o que ele faz é merda, num sentido humanitário, mas dane-se. Lana achou mérito nesse comportamento do retratista dessa América particular.

>>

Lana Del Rey causa novamente. Fucking álbum, single bitch e vídeo viagem. Tudo lindo

>>

* Musa eterna da Popload desde que era uma garota hip hop que curtia caras punk rock, Lana del Rey é assunto big hoje por causa de umas encrencas que anunciou causar à custa de seu próximo álbum, o sexto, que sai apenas no ano que vem (ok, daqui a pouco mais de três meses já é 2019).

Captura de Tela 2018-09-19 às 5.17.12 PM

A começar pelo nome do álbum, “Norman Fucking Rockwell” que já explicaremos/mostraremos. Lana acabou de lançar o vídeo desse segundo single de seu novo disco, a incrível “Venice Bitch”, letra foda (desculpa a palavra, mas é o clima), uma de suas melhores.

(o primeiro single era bom tanbmém e você viu aqui, “Mariners Apartment Complex”)

“Venice Bitch”, o single, tem apenas DEZ MINUTOS. Uma viagem psicodélica bem californiana, com Lana narrando coisas como “Fear fun, fear love/ Fresh out of fucks, forever” e “Tryin’ to be stronger for you “Oh God, miss you on my lips/ It’s me, your little Venice bitch”.

“Venice Bitch”, o vídeo, vamos colocar assim, é um rolezinho de carro de Lana com umas amigas pela famosa beach da região de Los Angeles. E acredite, o que você vê é mesmo um rolezinho de carro.

“Eu toquei ‘Venice Bitch’ para meus managers e disse ‘Então, acho que este é o single que eu quero lançar’. E eles: ‘Você está zoando, né? A música tem dez minutos de duração. E se chama Venice Bitch. Por que você nunca facilita nada para nós? Não rola fazer uma versão dela de três minutos como toda canção pop’?””

Acho que não rolou o apelo.

“Venice Bitch” está no álbum batizado de “Norman Fucking Rockwell”. Norman Rockwell é um pintor que, entre sua longa vida nas artes, ganhou fama retratando tanto a cara de presidentes americanos quanto a América Branca Caipira, dessas que vota no Trump. É ao mesmo tempo cafona, supercriticado no meio, e algo cult, depois que morreu, nos anos 70. Achamos um livro dele aqui nos escritórios da Popload, hahaha. Olha o naipe:

WKDL7914

DWJI9551

Lana disse, em entrevista ao nosso querido amigo Zane Lowe, na Beats 1 (Apple Music), entre muitas coisas e viagens e pirações que o nome é inspirado no artista porque ele está na cabeça dela desde maio e que não pensou em outra coisa melhor. Que Rockwell passa alguma coisa para ela a captar alguma alegria na tristeza, mesmo achando que o que ele faz é merda, num sentido humanitário, mas dane-se. Lana achou mérito nesse comportamento do retratista dessa América particular. E diz até que o novo single, e o tratamento do vídeo dele, é inspirado em Norman Rockwell.

Ok, Lana, você manda.

Se você quiser ouvir a entrevista da Lana para o Lowe, vai nesta aqui:

>>