Em oasis:

Puxando até “Live Forever”, Noel Gallagher fecha sua turnê mundial em BH com chave de ouro

>>

Foto: João Gabriel Batista / Culturadoria

Foto: João Gabriel Batista / Culturadoria

Noel Gallagher encerrou sua passagem pelo Brasil com um grande show em Belo Horizonte, no último sábado. A apresentação foi uma das três no país e a mais completa delas, já que as duas anteriores foram dentro do Summer Break Festival, em Curitiba e São Paulo com o Foster the People, e mais ou menos quatro músicas a menos.

Em BH, Noel fez um show só dele e a apresentação durou quase duas horas. Foi praticamente o mesmo show mostrado em Buenos Aires, no início do mês, com direito a “Live Forever”, atendendo ao pedido dos fãs. “Onde vou vocês pedem essa música. Ou pedem para assiná-la no braço para tatuar”, disse Noel, que, por outro lado, negou “The Masterplan”. “É só ir no Spotify e procurar”.

Em relação aos outros shows no Brasil, Noel teve seu momento voz e violão de quase 10 minutos. Acompanhado do tecladista, ele cantou a intimista “Dead in the Water” e logo emendou em uma versão acústica do hit “Supersonic”, com toda a primeira parte cantada pela galera.

O show foi o último da turnê mundial de Noel, que começou em fevereiro. No início do ano que vem, ele vai dar andamento às gravações de seu quarto disco solo com o produtor irlandês David Holmes, o mesmo que assinou a produção de “Who Built The Moon?”.

Abaixo, alguns registros do show em BH.

>>

Segundo disco do Oasis faz 23 anos hoje. Melhor disco britânico desde 1980?

>>

Captura de Tela 2018-10-02 às 1.50.55 PM

* Bem, é normal comemorar-se datas cheias de álbuns bacanas, na linha 10 anos, 20 anos, 25 anos e tals, mas estamos aqui agora para falar do 23º aniversário de um dos mais fundamentais álbuns da música (mais ou menos) independente, o “(What’s the Story) Morning Glory?”, o segundo disco da banda britânica Oasis, lançado lá em 2 de outubro de 1995.

Como disse no Instagram o conhecidíssimo empresário Alan McGee, o cara que descobriu os Gallaghers num clubinho em Glasgow, na Escócia, “23 anos atrás, 23 milhões de cópias vendidas depois”.

Untitled-18

“(What’s the Story) Morning Glory?” é considerado um dos maiores álbuns da história da música britânica. Pelo menos o maior desde 1980, falam os especialistas ingleses. Foi a pedra filosofal do britpop, uniu ricos e pobres, poppers, rappers e eletrônicos e resgatou de vez o orgulho britânico na música, abalada pelo furacão grunge de anos anteriores.

Juntam-se a esta glória o fato de ser o disco mais vendido nos anos 90 no Reino Unido e o quinto mais vendido em todos os tempos na ilha mais musica do planeta. Na primeira semana em que foi lançado, em 1995, vendeu quase 400 mil cópias só em UK, pensa.

Por causa deste disco, da foto de capa dele, muita gente até hoje vai na Berwick Street, uma travessa da Oxford Street, em Londres, para fotografar a rua e postar em Instagram/Stories. Eu mesmo fiz isso (de novo) em junho deste ano.

Untitled-17

O perfil oficial do Oasis no Youtube postou hoje o vídeo de uma das grandes pequenas músicas do disco, “She’s Electric”, na versão “lyric”. E com ela nós saudamos “(What’s the Story) Morning Glory?”, nome que tem vários significados nunca muito esclarecidos. Uns dizem que “morning glory” é quando um homem acorda naturalmente com o pênis ereto, outra é quando você pergunta, de manhã, se está tudo bem para alguém com ressaca de ter cheirado cocaína na noite anterior. Tudo bem Gallagher.

Lembrando, Noel Gallagher se apresenta no Brasil no começo de novembro em três shows: Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte.

>>

Made in UK: Noel Gallagher recebe Paul Weller no palco para tocarem The Jam e Beatles

>>

020918_noel_weller2

Duas figuras da realeza britânica se uniram na noite de ontem no festival The Downs, em Bristol, para oferecer alguns momentos especiais ao público presente.

Noel Gallagher, headliner do evento, recebeu no palco seu amigo de longa data Paul Weller, que havia feito um show minutos antes dos High Flying Birds. E a dobradinha rendeu duas versões lindas de “A Town Called Malice”, do Jam, e “All You Need Is Love”, som que vem encerrando os shows de Noel.

Falando em shows de Noel, a expectativa é a de que nesta semana, enfim, sejam confirmados os três shows do ex-líder do Oasis no Brasil. Como a Popload já antecipou, o irmão do Liam se apresentará dia 7 de novembro em Curitiba, 8 em São Paulo e 10 em Belo Horizonte.

>>

Quase uma década depois, Liam Gallagher volta ao festival onde o Oasis acabou. E ainda dedicou “Champagne Supernova” para o Noel

>>

Foto: Olivier Hoffschir

Foto: Olivier Hoffschir

Enquanto Noel Gallagher não oficializa seus shows no Brasil, o que deve acontecer em muito breve, Liam Gallagher vai finalizando sua primeira turnê solo.

No final de semana, Liam foi uma das atrações do Rock En Seine, famoso festival francês. O evento passou a ganhar ares de icônico depois que o próprio Oasis acabou no backstage do festival, poucos minutos antes da banda subir ao palco. Isso em 28 de agosto de 2009 (10 anos nesta terça).

Nessas voltas legais que o mundo (da música) dá, Liam mandou uma versão intimista da clássica “Champagne Supernova” e a dedicou àquele que a escreveu: Noel.

Sério…

>>

Noel Gallagher no Brasil, penúltimo episódio: as datas. New Order toca aqui em novembro também

>>

061115_noel2

* Maaaais um episódio na nossa investigação dos shows do Noel Gallagher no Brasil. O anúncio oficial vem no começo da semana que vem, parece. E a Popload já adiantou por aqui que o ex-Oasis toca em SP, Curitiba e BH. Os dois primeiros shows dentro do chamado Summer Break Festival, junto com a molecada californiana do Foster the People. O outro, a apresentação mineira, sozinha.

As datas, as far as we know, ficam assim:
* 7 de novembro, Curitiba, na Pedreira Paulo Leminski
* 8 de novembro, São Paulo, no Anhembi
* 10 de novembro, Belo Horizonte, no KM de Vantagens Hall

Noel vem ao Brasil tipo um ano após os quatro shows de abertura do U2 no Morumbi. Seu último disco é “Who Built The Moon?”, e a grande atração ao vivo é a banda redondinha, que inclui três ex-companheiros de Oasis (cadê, Liam?) e ainda três meninas que encorparam os shows, incluindo a pequena freak que toca… tesoura. Será que rola “Whatever”, tipo na Coreia do Sul dia desses?

* Ainda em Manchester… Ou de Manchester. O veterano New Order também engrossa a lista de shows internacionais no país no final do ano. Na segunda metade de novembro, o grupo inglês estará na região e já tem um show armado no Chile, dia 21. O Brasil está incluído para a mesma época. Servidos?

160915_neworder1

>>