Em OMD:

Angel Olsen vai aos anos 80 e sai de lá cheia de covers incríveis para um novo EP

>>

* A cantora e guitarrista Angel Olsen acabou de anunciar um EP de covers para o próximo mês. “Aisles” traz uma seleção de músicas dos anos 80 revisitadas pela artista.

Para marcar o lançamento, foi divulgada hoje a música “Gloria”, megahit da cantora e atriz americana Laura Branigan, de 1982, que ficou nas paradas da “Billboard” por 36 semanas, atingiu um número 2 à época e foi primeiro na Austrália e Canadá.

O engraçado é que “Gloria”, da Laura Branigan, por si só é uma cover do italiano Umberto Tozzi, que fez a música três anos antes, em 1979.

A ideia de Angel Olsen fazer esta versão vem de uma experiência pessoal, em que a cantora lembra da primeira vez que ouviu a música, num Natal em família, e ela ficou com a visão de suas tias dançando em slow-motion. Assim surgiu a ideia de gravar uma versão mais lenta do clássico oitentista.

A versão “original”, para quem não lembra da música:

Entre os destaques das covers do EP de Olsen, tem ainda “Eyes without a Face”, clássico do Billy Idol de 1983, e “Safety Dance”, maravilhoso sucesso de 1982 da banda canadense Men Without Hats. As outras duas do disco de covers da Olsen são “If You Leave”, da banda eletrônica inglesa Orchestral Manoeuvres in the Dark, o velho OMD (1986), e a melosa “Forever Young”, estrondoso hit da banda alemã Alphaville de 1984.

Só pedrada.

***

* A incrível foto de Angel Olsen que ilustra a chamada da home para este post é de Dana Trippe.

>>

Retro-setembro. Heróis dos anos 80, PIL, Human League, OMD e Gary Numan devem tocar aqui no segundo semestre

>>

* Ah, os anos 80. A galera saudosa da new wave e afins tem motivos para comemorar 2018. Para depois que o Depeche Mode passar, e depois que o Pretenders passou, setembro pode estar reservando momentos de agitos retrô. O Madame Satã ainda funciona?

pil

Galera do Uruguai e da Argentina espalha, ainda extra-oficialmente, que o grande PIL, banda dois do ex-punk sempre doido Johnny Lydon (foto acima, ex-Rotten, Sex Pistols, enfim), tem confirmada uma turnê pela América do Sul, Brasil incluído, que vai percorrer a região da segunda quinzena de agosto até setembro. Por aqui, também nada ainda oficialmente revelado. Mas a turnê do Public Image Ltd. por aqui é séria, sim.

omd

Em forma de pacote, três nomes famosíssimos nos 80 estão armando shows por aqui também, à parte a tour do PIL.
A banda inglesa Human League e a conterrânea Orchestral Manoeuvres in the Dark (OMD, foto do duo acima) devem desembarcar em terras latinas para uma tour conjunta, trazendo a reboque outra interessante figura carimbada da época, o cantor new wave Gary Numan, que já foi tão grande quanto, sei lá, os Gallaghers.

Os três nomes ainda soltam disco e fazem shows cheios pela Europa toda.

O OMD lançou no final do ano passado seu 13º álbum, “The Punishment of Luxury”, e excursionou com ele até pelos EUA.

O Human League fez turnê gigante nos dois últimos anos e lançou uma coletânea e uma caixa de vinis para fãs algo recentemente. Em 2014, seu grande hit, a maravilhosa “Don’t You Want Me”, voltou ao top 20 nas paradas britânicas porque um time escocês, o Aberdeen, foi campeão e resgatou a música nas arquibancadas, com a letra mudada. O Reino Unido não dá, de tão legal.

O Gary Numan, 60 anos, lançou disco novo no ano passado que chegou a número 2, na parada da Inglaterra. E desde então excursiona com shows pela Europa.

gary1

Gary, acima, como herói da new wave. Abaixo, Gary right now

Gary-Numan-850136

A foto que ilustra a home da Popload para este post traz o Human League hoje.

Todo mundo vivão!!!

>>