Em OMDT:

O Melhor do Twitter: “SOS – Muita Calma Nessa Hora” edition

>>

*****
Nem parece que ainda estamos no quarto dia do ano novo. Se o ritmo for mesmo este nos próximos anos, vamos precisar de muita terapia. Ou de uma renovada no Twitter mesmo, nossa única fonte de alegria nesse mundão. Além das festas de fim de ano, os temas desta semana foram: a posse, a Primeira Dama, a Depressão-Pós-Posse, a Damares e a Salsicha Privilegiada. Ninguém solta a mão de ninguém, foi isso que combinamos, certo?
*****

>>

O Melhor do Twitter: “Tchau, 2018! PARTIU, 1964!” edition

>>

*****
A ceia de Natal, os Pets Maravilhosos, o Motorista Laranja, o Adeus ao Nosferatu, o alô ao Bozo, o Réveillon De 1964 e Bird Box, o filme que dividiu o Twitter. Boas Festas e lembre-se: aprecie com moderação. A gente volta já já.
*****

>>

O Melhor do Twitter: “O Natal da Discórdia” edition

>>

****
Já vai tarde, 2018! Que seja breve e menos doloroso, 2019! Estamos bem empolgados com o Natal, na verdade. Costuma ser uma noite bem produtiva no Twitter e os memes passam longe do tio do pavê (*não muito longe, mas ok também). Imagina neste ano? Com esse clima de paz e união e esperança? Vai ser a melhor Ceia que o Twitter já teve. Here we are now, entertain us! Não nos decepcionem. Um ótimo 1964 a todos.

*A charge que ilustra o OMDT na home é do André Dahmer/@malvados.
****

O Melhor do Twitter: “O Kanye, o Drake, o Motorista e o Pé de Goiaba” edition

>>

*****
Se a gente olhar bem para as notícias desta semana, parece que a virada já foi e acordamos em um 2019 de uma realidade paralela. Só assim, por cima, tivemos peixe chupando chupeta, Claudinha fazendo o Michael, Motorista Laranja, Pé de Goiaba e o Kanye West achando que o Drake está loucão e querendo matar a família dele… E, não podemos esquecer, finalmente vai ter Pão no Céu! Que semana. Boa Festa da Firma a Todos!
******

>>

O Melhor do Twitter: edição “Haters Gonna Odiar Muito”

>>

****
O Twitter ama odiar muitas coisas. Nem tem a ver, desta vez, com o Coiso, porque isso não é exclusividade do Twitter, né? Estamos falando daquelas discussões que voltam a cada estação, tipo o pavor do Amigo Secreto da Firma ou o novo look do Alex Turner. Ou aquelas que surgem de quatro a quatro anos, tipo Copa, Olimpíadas e o Los Hermanos. A gente não arrisca nem tomar partido, porque o melhor mesmo é ver o debate rolar. Não parem nunca.
****

>>