Em Passenger:

Folk-se. Passenger deve vir ao Brasil para abrir para o Ed Sheeran em fevereiro

>>

website_landing_1024

* Com datas estourando hoje na América do Sul inteira, mas ainda com certo enigma para confirmar shows brasileiros, o cantor inglês de indie-folk Passenger deve ser anunciado em breve como mais um artista internacional a visitar o Brasil neste ano. E em fevereiro ainda por cima.

O cantor e compositor de Brighton está cotado como atração de abertura do ídolo pop inglês e seu brother Ed Sheeran, que tem shows marcados em estádios de São Paulo e Porto Alegre. Sheeran toca (e canta) no suntuoooooooso Allianz Parque nos dias 13 e 14/2 e dia 17 na Arena do Grêmio.

Há a possibilidade de um quarto show do Passenger em São Paulo, solo.

O cantor vem à América do Sul com a turnê de seu décimo disco, “Runaway”, lançado em agosto do ano passado.

>>

Vai acabar o ano e continuam fazendo versões de “Get Lucky”. Até a Yoko Ono

>>

131213_getlucky

Provavelmente a faixa que mais tocou no mundo em 2013, “Get Lucky”, o retorno oficial explosivo do duo francês Daft Punk lá em abril-maio mais ou menos, provavelmente é a música que mais ganhou versões nos últimos tempos.

Do U2 ao Wilco, da Florence bêbada ao Obama, passando por policiais russos, o Colbert dançando e tudo mais. Agora apareceram mais duas. Uma genial, outra constrangedora (pela montagem). Vamos falar de coisa boa, primeiro.

Mike Rosenberg, melhor conhecido pelo seu “stage name” Passenger, cantor, compositor e guitarrista britânico que tinha uma banda com esse nome e hoje trabalha solo em uma linha folk indie, pegou seu violão e fez uma versão bem, digamos, sensível da trilha do verão passado. Uma ótica diferente em cima do agito funky cantado pelo Pharrell Williams.

* Em outra mão (melhor, na contramão), saiu uma versão BEM PESSOAL da Yoko Ono com o hit do Daft Punk. Claro que com a ajuda da turma da zoeira. Em uma de suas mil mostras de arte, no Museu de Nova York, ela “cantou” de forma sem sentido uma espécie de música, aos berros. Pegaram um trecho da música, se baseando nas batidas, e montaram a Yoko fazendo Daft Punk. Lennon não curtiria, acho.

Óbvio, o vídeo é zoeira. Mas e daí?