Em Paul McCartney:

Cursinho Popload! Aula de hoje: “Para gostar de Paul McCartney”

>>

Paul-McCartney 4

Paul McCartney está no Brasil. Serão dois shows em São Paulo (26 e 27 de março) e um em Curitiba (dia 30 de março). Por isso, Paul é o assunto da nossa aula de hoje. Melhor dizendo: a carreira de Paul McCartney após os Beatles é o assunto de hoje. Em outras palavras, nossos estudos cobrem a fase que vai do “McCartney” (1970) até o “Egypt Station” (2018), incluindo os discos com os Wings.

Por mais que Paul há um bom tempo dedique mais da metade do repertório dos seus shows ao repertório dos Beatles, conhecer sua fase solo é importante tanto para curtir alguns momentos do seu show, especialmente para quem só manja de Beatles não ficar de bobeira, quanto para dar de cara com canções valiosas que ajudam a entender o tamanho da sua versatilidade artística.

McCartney já acumula quase 50 anos de trabalho solo, praticamente cinco vezes o tempo de existência dos Beatles, dependendo de quando você começa a contar o nascimento da banda. Por isso, quem for se aventurar em tantos discos de estúdio, singles e trilhas sonoras, não vai encontrar uma missão das mais simples. O material, além de extenso, é diversos em estilos e qualidade.

Mas a aula aqui tenta facilitar esse trabalho com três playlists de 1h30 que cobrem tudo que tem bom em diferentes etapas. A playlist iniciante conta com hits e clássicos que estarão nos shows, a intermediária chega basicamente com o melhor pop que o Paul fez e que acabou não tão conhecido e a avançada conta mais sobre o lado experimental dele. Então escolha a playlist que achar mais adequada para você e boa aula!

*** Uma colaboração do jornalista Vinicius Felix* para a Popload. Vale lembrar que ele está lá no Twitter (@ViniciusFeIix) para ouvir sugestões e reclamações, seja dos iniciantes que encontrarem dificuldades ou dos alunos mais experientes que com certeza vão sentir a ausência de alguma música em uma das três playlists.

INICIANTE

paul-mccartney-2

Se Paul não fizer grandes alterações no roteiro de seus show, os brasileiros vão ver apresentações onde ele dedica um pouco mais da metade do repertório às canções dos Beatles. O resto ele divide entre canções solo e canções gravadas com o Wings. São suas canções solo mais reconhecidas com algum destaque para alguma música mais obscura vez ou outra.

Essa playlist conta com essas músicas e alguns outros sucessos de bilheteria do Paul. Legal reparar que embora seja uma playlist para iniciantes, você vai encontrar músicas com formatos tradicionais de canção e arranjos delicados até faixas menos convencionais, como “Band On The Run”, relativamente longa para padrões pop e cheia de partes diferentes. Paul McCartney é assim mesmo.

INTERMEDIÁRIO

Paul McCartney 3

Esta playlist é relativamente parecida com anterior em questão de som. Como Paul McCartney sabe fazer canções tão diferentes serem populares, a playlist iniciante chega até ter faixas “mais difíceis” que algumas que estão aqui. Então, para não deixar alguns hits de fora da playlist iniciante, a missão aqui é dar destaque para faixas tão pop quanto da primeira seleção só que por algum motivo, elas não ficaram tão conhecidas assim.

A capacidade de Paul em fazer músicas na média é tão alta que essa playlist poderia ter vários desenhos, por isso aceito sugestões nos comentários. Mas, para indicar um som, tem que sugerir no lugar de qual outra música ele vai entrar! Combinado?

AVANÇADO

Paul McCartney 5

A visão de que Paul era o beatle careta é um erro! Ele pode até ser o mais pragmático dos quatro, mas também é um dos que mais abraçou experimentações musicais. Em sua carreira toda, são diversas faixas instrumentais, faixas mais longas, faixas muito curtas e músicas que nos discos basicamente faziam a ponte entre outras duas canções.

Aqui, a gente também apresenta o lado mais eletrônico e lo-fi de sua obra. Até daria para emendar nessa playlist mais um monte de obras pop dele que não ficaram tão conhecidas, mas a proposta é outra, quase não temos canções propriamente ditas aqui. Nível hard.

*Vinicius Felix é jornalista, tem obsessão por playlists e é o responsável pelo podcast Telefonemas.

>>

Com uma pequena ajuda dos amigos Ringo Starr e Ronnie Wood, Paul McCartney junta Beatles e Stones em Londres

>>

Foto: MJ Kim

Foto: MJ Kim

A noite de domingo, 16 de dezembro, foi marcada por um encontro de parte da realeza do rock britânico na linda O2, em Londres. É lá que Paul McCartney, o jovem de 76 anos, fez seu último show neste ano.

O ex-beatle fez um show de três horas, com um setlist formado, como ele diz, “por músicas antigas, novas, e as que existem entre elas”. Divulgando seu novo disco “Egypt Station”, lançado em setembro passado, Paul recebeu dois velhos amigos no palco.

Primeiro, ele chamou o guitarrista Ronnie Wood, dos Rolling Stones. Em seguida, veio o outro beatle vivo, Ringo Starr, para tocar sua bateria levada prontamente para o palco, onde o trio emendou a clássica “Get Back”, para grande euforia dos fãs.

Nunca é demais lembrar que Paul volta ao Brasil no fim de março, quando fará dois shows no Allianz Parque, em São Paulo, e um no Couto Pereira, em Curitiba. Macca agora entra em período de férias e retoma sua agenda justamente na América do Sul, dia 20 de março, em Santiago.

O registro de “Get Back”, em Londres, abaixo.

>>

Quanto mais Paul, melhor. McCartney abre nova data em SP após esgotar ingressos do primeiro show

>>

120918_paul6

Mr. Paul McCartney fará um show extra no Allianz Parque, o estádio mais lindo do Brasil (talvez do mundo) em março. O ex-beatle esgotou rapidamente os ingressos para a apresentação do dia 26 de março e abriu uma nova data para o dia 27.

As vendas começam no dia 12 de dezembro, depois da manhã, no primeiro minuto depois da meia-noite. Às 10h, abre as bilheterias físicas nos pontos de venda oficiais da Time For Fun.

Paul vem ao Brasil com a turnê “Freshen Up”, do disco “Egypt Station”, lançado em setembro deste ano. Além dos shows em SP, Macca também vai tocar em Curitiba, dia 30 de março, no Estádio do Coritiba.

101218_paul2

>>

Paul dentro do Brasil de novo: McCartney confirma shows em São Paulo e Curitiba no fim de março

>>

120918_paul2

Depois de ficar muito tempo sem tocar no Brasil, Paul McCartney não tem se esquecido de nós nesta década. O ex-beatle, que esteve no Brasil no fim de 2017, confirmou dois shows no país em março do ano que vem com sua turnê “Freshen Up”.

Dia 26 de março, o lendário músico inglês toca no Allianz Parque, em São Paulo. Dia 30 de março, será a vez do estádio Couto Pereira, em Curitiba, receber nosso beatle querido.

As vendas de ingressos começam no primeiro minuto da próxima quinta-feira, 6 de dezembro. Ele vem ao país com o show de seu novo disco, “Egypt Station”, lançado em setembro.

031218_paul2

** MAIS SOBRE INGRESSOS

Informa a T4F que: para os shows da The Freshen Up Tour no Brasil em São Paulo e Curitiba, haverá pré-venda exclusiva para fãs cadastrados no site internacional de Paul McCartney. Essa ação tem início às 10h do dia 04 de dezembro (terça-feira) e encerra às 20h de 05 de dezembro (quarta-feira). Os fãs receberão diretamente do site as instruções e código de acesso. O estoque da pré-venda é limitado.

** PREÇOS

SÃO PAULO
PAULSP

CURITIBA
PAULCTBA

>>

Com o gás em dia, Paul McCartney mostra novas músicas e suas canções imortais em Austin

>>

091018_paul2

Uma das maiores lendas vivas da cultura pop, senão a maior, Paul McCartney nos últimos anos tem feito tantos shows pelo mundo que resolveu abrir exceções até para festivais, tipo de eventos que, dado sua grandeza, era meio “impossível” dele participar.

A mais recente aparição do ex-beatle em um festival ao ar livre foi no último final de semana no Austin City Limits, no Texas, onde Paul tocou no domingo. Ele está com seu novo show do disco “Egypt Station”, lançado mês passado. Sem deixar de fora, claro, sua fila de clássicos que já estão em nossas vidas desde os anos 60.

O novo álbum é o primeiro de Paul desde “NEW”, que saiu em 2013, e foi gravado em Los Angeles, Londres e Sussex, com produção assinada pelo cada vez mais ascendente Greg Kurstin, que nos últimos anos emendou ótimos trabalhos com nomes do calibre de Adele, Beck, Liam Gallagher e Foo Fighters.

Abaixo, o show completinho. Viva o Paul!

Paul McCartney Setlist Austin City Limits 2018 2018, Freshen Up

>>