Em peaky blinders:

Jehnny Beth é o cara em nova música para a trilha sonora da incrível Peaky Blinders

>>

060115_savages2

Uma das cantoras mais legais que apareceram no indie nos últimos tempos, Jehnny Beth, a enérgica vocalista do Savages, gravou uma canção solo para a trilha da incrível série Peaky Blinders.

Com pegada rock industrial que o Nine Inch Nails aprovaria, a canção se chama “I’m the Man” e estará na nova e atualizada versão da trilha.

Diz ela que a canção é uma tentativa de estudo sobre a humanidade. “É muito mais fácil rotular as pessoas que são claramente atormentadas por obsessões como monstros do que discernir o passado humano universal que é visível por trás deles. No entanto, essa música não tem nem uma conexão remota com um estudo sociológico, psicologia coletiva ou política atual. É um trabalho poético em primeiro lugar. Seu objetivo é fazer você se sentir, não pensar”, relatou em comunicado.

“I’m The Man” está cotada para entrar em um possível disco solo da cantora, que também terá um programa de TV chamado ECHOES, previsto para ir ao ar no final do ano.

>>

Muitas lendas envolvidas. Iggy Pop e Jarvis Cocker se unem para reeditar canção de Nick Cave

>>

141217_jarvisiggy

Duas lendas da música se reuniram para reeditar uma canção de outra lenda. A mistureba toda envolve a dupla Iggy Pop e Jarvis Cocker, que se reuniram para regravar “Red Right Hand”, do Nick Cave. Apenas.

A canção é trilha da série Peaky Blinders, que vai ao ar na BBC 2 desde 2013 e é baseada no dia a dia da gangue de mesmo nome, que vive em Birmingham.

A cada temporada, a trilha da série, esta do Nick Cave, ganha uma releitura. A versão dessa nova é de total responsa, então, e pode ser ouvida abaixo.

>>

“Peaky Blinders”: melhor série, melhor trilha sonora

>>

* Entrou recentemente em cartaz no Netflix a excelente série inglesa de gângsteres “Peaky Blinders”, drama produzido pela BBC com muito sangue e algum romance baseado em fatos reais que se passa na Birmingham dos anos 20 e experimentou uma espécie de cult no Reino Unido, quando estreou, em 2013. “Peaky Blinders”, estrelada pelo ótimo ator irlandês Cillian Murphy (foto abaixo; ele está no filmaço “Dunkirk”), chega agora ao Brasil já com suas três temporadas completas (2013, 2014, 2016) ao mesmo tempo que a quarta começa na TV britânica, trazendo o oscarizado Adrien Brody no elenco. A quinta temporada, para o ano que vem, está garantida.

peaky-blinders-gun-xlarge_trans_NvBQzQNjv4BqpVlberWd9EgFPZtcLiMQf98oAmGZYX8Vqbq2hlobTFc

O tiro é curto, passa logo e deixa saudade. Cada temporada da série tem apenas seis episódios. O que a torna mais ainda cultuada, talvez.

O cenário é bem inflamado. Pós-Primeira Guerra Mundial, briga de gângsteres variadas, polícia corrupta, surgimento do IRA, Winston Churchill querendo botar moral nas cidades grandes, o comércio ilegal de bebidas e armas de fogo, o submundo das apostas e a “familiarização” da cocaína são alguns dos combustíveis que literalmente tornam “Peaky Blinders” bombástica.

Mas outro grande destaque, que fala alto aqui na Popload, é sua absurda trilha sonora, quase toda ela comandada por músicas muito bem colocadas do fantástico Nick Cave e de PJ Harvey, nossa musa de recente visita. Não tire do foco que o ambiente do seriado é o nada-indie anos 20. E nada melhor que musicar os anos 20 com… guitarras.

White Stripes foi muito recorrente na sonorização da primeira temporada. Raconteurs, outra banda de Jack White, também teve forte presença. Até Dead Weather surgiu em um momento.

Para você sentir o naipe do estilo de quem juntou clima de gângster e alta música independente, Tom Waits e Johnny Cash estão presentes.

The Kills, “música de gang” garageira perfeita, tem sua participação. Queens of the Stone Age surge numa cena da terceira temporada. Até novos como Royal Blood e Laura Marling foram bem selecionados. Até Radiohead tem!! Até Black Rebel Motorcycle Club.

Em um certo período da segunda temporda e em toda a terceira, quem manda no som é o grupo Arctic Monkeys. Um Last Shadow Puppets tem sua vez também.

Na quarta-feira passada, enquanto o lindo Popload Festival botava PJ Harvey para tocar aqui, lááá na Inglaterra estreava na BBC a quarta temporada de “Peaky Blinders”. A trilha sonora do primeiro episódio do novo rolê dos gângsteres?
Savages, YAK, Peter Yorn, o ótimo Foxlane e Fidlar. Fidlar!!!!!

Quero ser amigo forever de quem é responsável pela trilha de “Peaky Blinders”.

>>

PJ Harvey reedita Nick Cave para salvar identidade de uma série de TV

>>

3101014_pj2

A diva indie PJ Harvey voltou à cena. Ela, que não lança um álbum novo há mais de três anos e que havia soltado neste período apenas uma música, foi convocada pelo renomado produtor Flood (U2, Depeche Mode, Tom Jones) para “salvar” a identidade de uma série britânica, “Peaky Blinders”, que vai ao ar na BBC.

De acordo com Flood, a produção tem recebido muitas críticas equivocadas. “Muitos estão dizendo que a série está muito americanizada. Então, estamos tentando fazer com que fique mais europeia e britânica, e PJ se encaixa nisso perfeitamente”, disse o produtor.

A estratégia tomada por Flood foi colocar PJ Harvey cantando um som clássico do grande Nick Cave, “Red Right Hand”. A canção foi lançada originalmente em 1994 por Cave e sua banda, The Bad Seeds.

“Red Right Hand” é apenas a segunda gravação de PJ Harvey desde seu fantástico álbum “Let England Shake”, lançado em 2011.


>>