Em pearl jam:

Lembra Bowie, parece Talking Heads e tem um pouco de Foals: a volta pós-punk do Pearl Jam

>>

* Só faltou o Pearl Jam se vestir de Devo…

pearljamdevo

Saiu enfim “Dance of the Clairvoyants”, o cartão de visitas de “Gigaton”, o primeiro álbum do Pearl Jam em sete anos, que virou assunto nas últimas semanas após algumas pílulas de anúncio por parte do grupo norte-americano.

A nova canção surpreendeu muita gente, já que entrega o Pearl Jam em outra vibe sonora. Além da capa “Tame Impala”, “Dance of the Clairvoyants” bebe pesado na fonte do pós-punk, passeia pela fase dance de David Bowie nos anos 80, ecoa um Talking Heads clássico, mas não deixa de olhar para uma sonoridade presente que a gente vê no Foals, com batidas quebradas e vocal potente de Eddie Vedder.

“Gigaton” é o álbum de número 11 do Pearl Jam, tem 12 músicas novas e estará no mercado dia 27 de março. Há algumas semanas, quando o disco foi anunciado, o guitarrista Mike McCready entregou que o projeto pegou um rumo “bem empolgante e experimental”. Parece que ele não estava mentindo.

Gigaton – Tracklist
01. Who Ever Said
02. Superblood Wolfmoon
03. Dance of the Clairvoyants
04. Quick Escape
05. Alright
06. Seven O’Clock
07. Never Destination
08. Take the Long Way
09. Buckle Up
10. Come Then Goes
11. Retrograde
12. River Cross

>>

Pearl Jam revela os nomes das 12 músicas de “Gigaton”, primeiro disco do grupo em sete anos

>>

220818_pearljam2

O Pearl Jam deu mais detalhes sobre seu novo disco, “Gigaton”, o primeiro deles em sete anos e que estará nas lojas dia 27 de março.

A boa nova sobre o projeto é o anúncio dos títulos das 12 faixas que compõem o álbum. Entre elas está “Dance of the Clairvoyants”, o single cartão de visitas do disco, que será divulgado em breve.

“Gigaton” é o álbum de número 11 da carreira do grupo norte-americano. Diz o guitarrista Mike McCready que fazer o disco foi uma grande jornada. “Foi emocionalmente obscuro e confuso algumas vezes, mas com um caminho bem empolgante e experimental. Trabalhar com meus amigos neste álbum foi necessário para notar a necessidade da conexão humana nos dias atuais”, disse.

Com o lançamento do novo álbum, o Pearl Jam anunciou uma turnê mundial que já tem datas confirmadas na América do Norte e na Europa. Na perna europeia, inclusive, Eddie Vedder e seus amigos terão companhias de luxo de bandas como IDLES e Pixies. O show que abre o giro mundial será realizado dia 18 de março, em Toronto.

200120_PJtracklist

Gigaton – Tracklist
01. Who Ever Said
02. Superblood Wolfmoon
03. Dance of the Clairvoyants
04. Quick Escape
05. Alright
06. Seven O’Clock
07. Never Destination
08. Take the Long Way
09. Buckle Up
10. Come Then Goes
11. Retrograde
12. River Cross

>>

Pearl Jam anuncia primeiro disco em sete anos e arma turnê com IDLES e Pixies. Está bom assim?

>>

130120_pj2

Uma das bandas mais adoradas do mundo desde os anos 90, o Pearl Jam anunciou para 27 de março o lançamento de seu primeiro disco de inéditas desde 2013.

“Gigaton” é o álbum de número 11 da carreira do grupo norte-americano, um dos grandes expoentes do grunge, e que ao longo do anos reinventou seu som e continuou relevante com o status de uma das melhores bandas do planeta.

Diz o guitarrista Mike McCready que fazer o disco foi uma grande jornada. “Foi emocionalmente obscuro e confuso algumas vezes, mas com um caminho bem empolgante e experimental. Trabalhar com meus amigos neste álbum foi necessário para notar a necessidade da conexão humana nos dias atuais”, disse.

O primeiro single do projeto se chamará “Dance of the Clairvoyants” e será lançado “em algumas semanas”. Com o álbum, o Pearl Jam anunciou uma turnê mundial que já tem datas confirmadas na América do Norte e na Europa. Na perna europeia, inclusive, Eddie Vedder e seus amigos terão companhias de luxo de bandas como IDLES e Pixies. O show que abre o giro mundial será realizado dia 18 de março, em Toronto.

A capa de “Gigaton” é assinada pelo fotógrafo Paul Nicklen.

130120_pjcapa

>>

MTV Unplugged clássico do Pearl Jam puxa lista de lançamentos da Black Friday do Record Store Day na América

>>

091019_pearljam2

O Record Store Day, evento anual no qual têm sido oferecidos lançamentos cada vez mais legais por parte de bandas que a gente adora, possui uma segunda data, em menor escala, que é a Black Friday.

Neste ano, em 29 de novembro, alguns artistas importantes irão colocar em lojas independentes algumas raridades de suas discografias. Entre elas, está o inédito lançamento em vinil do MTV Unplugged do Pearl Jam, gravado em 1992, na época em que o grupo norte-americano estava estourado no mundo todo com o discaço “Ten”. Aliás, seis das sete canções cantadas pelo grupo são do álbum. A outra é “State of Love and Trust”, da trilha sonora de “Singles”.

** Outros lançamentos de destaque na Black Friday americana:

* Vinil do EP “Coconut Oil”, da Lizzo, de 2016, com tiragem de 5.500 cópias

* Vinil 7″ de “Neighborhood #1 (Tunnels)”, do Arcade Fire, com uma cover de “My Buddy”, da The Alvino Rey Orchestra junto

* Vinil 7″ com as faixas “Home Tonight” e “In A Hurry”, que Paul McCartney não incluiu em seu último álbum, “Egypt Station”

* Relançamento do EP “Three”, do U2, lançado originalmente em 1979 com as canções “Out of Control”, Stories for Boys” e “Boy-Girl” remasterizadas

* Vinil 7″ cor de rosa da Jenny Lewis, com uma versão inédita de “Rabbit Hole” e uma cover de “Standing In The Door Way”, do Bob Dylan, com tiragem limitada de 2.000 cópias

* Disco ao vivo do DEVO com gravações registradas em uma campanha promocional da banda feita pela Warner Bros. em 1980, comercializado pela primeira vez

* Lançamento em vinil do EP “Day Old Belgian Blues”, do Kings of Leon, lançado em 2004, com tiragem de 3.000 cópias

* Session do Jeff Buckley na rádio KCRW em 1994 sairá em vinil, com tiragem limitada a 3.750 cópias

>>

Em seu próprio festival, Eddie Vedder toca Daniel Johnston e divide o palco com The Strokes e Red Hot Chili Peppers

>>

Fotos: Stephen Hoffmeister

Fotos: Stephen Hoffmeister

Rolou neste final de semana em Dana Point, Califórnia, o Ohana Festival, evento que tem como curador nada menos que o incrível Eddie Vedder, líder do Pearl Jam. E, desde a sexta-feira, o cantor fez questão de estar presente e conferindo tudo de perto.

A primeira aparição de Vedder no palco foi com os Strokes. Ele disse que atendeu ao convite de Julian Casablancas e que aquela era uma forma de agradecer a todos os artistas que se envolveram com o festival. Na parte que interessa, Eddie cantou com a banda de Nova York as canções “Had to Imagine”, do seu Pearl Jam, e ainda “Juicebox”.

Já no sábado, Eddie fez um show solo e não deixou de homenagear Daniel Johnston, que morreu no início deste mês. O vocalista do PJ era bastante fã do artista americano e fez uma cover de “Walking the Cow”, canção lançada originalmente em 1983, no discaço “Hi, How Are You”. Eddie canta a faixa de forma frequente em seus shows, mas esta foi a primeira vez após a passagem de Johnston.

Encerrando o festival, ontem, Vedder invadiu o palco do Red Hot Chili Peppers e armou com a banda de Anthony Kiedis uma cover de “Just What I Need”, para homenagearem Ric Ocasek, do The Cars, que também morreu recentemente.

Os registros dos três episódios podem ser conferidos abaixo.

>>