Em pharrell wiliams:

Pharrell Williams, “Happy” no Lollapalooza Brasil

>>

>>

A chocante volta do Daft Punk. Com o Wonder cantando. Paul e Yoko dançando

>>

270114_daftpunk

O algo chatongo Grammy Awards, versão 2014, teve lá seus momentos históricos, como já era de se esperar dada a boa lista de atrações programadas para se apresentarem ao vivo. Mesmo com toda a badalação (justa) em cima dos 50 anos da chegada dos Beatles aos Estados Unidos, com direito a dobradinha Paul e Ringo no palco, fica difícil pensar nos outros números musicais sem destacar, antes de todos, o combo musical que se formou para apresentar “Get Lucky”, o super hit que dominou 2013.

O simples fato de se ter o Daft Punk no palco já é uma menção histórica. O duo francês não se apresentava na TV há mais ou menos seis anos. Não bastasse, executaram a faixa full band, incluindo o produtor bamba Pharrell Williams e o guitarrista Nile Rodgers (Chic), que participam da gravação original. Fora isso, adicione uma certa lenda da música chamada Stevie Wonder para dar um “charme” a mais.

Durante mais de 5 minutos, o Daft Punk & Co. fizeram do Grammy uma enorme pista de dança chique. No meio da “Get Lucky”, meteram ecos de “Freak Out”, do Chic, “Harder, Better, Faster, Stronger”, do próprio Daft Punk, e “Another Star”, de Stevie Wonder.

Os robôs, sempre misteriosos, causaram certa expectativa durante a apresentação, aparecendo apenas na metade final da música, vestidos de branco. Enquanto isso, um certo Paul McCartney (71) e Yoko Ono (80) dançavam na condição de plateia como se não houvesse amanhã.

Histórico ou não?


* O Daft Punk foi o grande vencedor do Grammy 2014, levando álbum do ano e álbum de música eletrônica por “Random Access Memories”, e single do ano e perfomance pop de duo ou grupo por “Get Lucky”.

E o duo francês chegando de limo e tirando fotos no red carpet?

>>