Em Pitchfork:

Melhores de 2016 – O Top 50 da Pitchfork

>>

Pitchfork_logo

Uma das listas mais aguardadas do ano, enfim, está entre nós. Foram divulgados os 50 melhores discos na opinião da bíblia indie Pitchfork, uma das principais fontes para se saber sobre música boa no mundo.

A P4K não deixou de fora nomes como Parquet Courts, Nicolas Jaar e, atenção, ELZA SOARES, com seu aclamado “A Mulher do Fim do Mundo”, que ficou com um honestíssimo 32º lugar. No Top 10, Solange, Frank Ocean, Bowie, Radiohead e uma galera boa.


Top 50 – Pitchfork


1. Solange – A Seat at the Table
2. Frank Ocean – Blonde
3. Beyoncé – Lemonade
4. David Bowie – Blackstar
5. Kanye West – The Life of Pablo
6. Chance the Rapper – Coloring Book
7. A Tribe Called Quest – We got it from Here… Thank You 4 Your service
8. Anohni – Hopelessness
9. Angel Olsen – My Woman
10. Radiohead – A Moon Shaped Pool
11. Danny Brown – Atrocity Exhibition
12. Bon Iver – 22, A Million
13. Anderson .Paak – Malibu
14. Blood Orange – Freetown Sound
15. Nick Cave & the Bad Seeds – Skeleton Tree
16. Kendrick Lamar – Untitled Unmastered
17. Leonard Cohen – You Want It Darker
18. Mitski – Puberty 2
19. Rihanna – Anti
20. Nicolas Jaar – Sirens
21. Young Thug – Jeffery
22. YG – Still Brazy
23. Jenny Hval – Blood Bitch
24. Car Seat Headrest – Teens of Denial
25. KAYTRANADA – 99.9%
26. Parquet Courts – Human Performance
27. Noname – Telefone
28. NxWorries – Yes Lawd!
29. Kaitlyn Aurelia Smith – EARS
30. Esperanza Spalding – Emily’s D+Evolution
31. Whitney – Light Upon the Lake
32. Elza Soares – A Mulher do Fim do Mundo
33. Maxwell – blackSUMMERS’night
34. Kevin Morby – Singing Saw
35. Hamilton Leithauser + Rostam – I Had A Dream That You Were Mine
36. Jamila Woods – Heavn
37. KING – We Are King
38. ScHoolboy Q – Blank Face LP
39. Moodymann – DJ-Kicks
40. Vijay Iyer & Ishmael Wadada Leo Smith – A Cosmic Rhythm with Each Stroke
41. Huerco S – For Those of You Who Have Never (And Also Those Who Have)
42. Vince Staples – Prima Donna
43. Weyes Blood – Front Row Seat to Earth
44. Kevin Gates – Islah
45. William Tyler – Modern Country
46. Pinegrove – Cardinal
47. Kamaiyah – A Good Night in the Ghetto
48. Frankie Cosmos – Next Thing
49. Porches – Pool
50. 21 Savage & Metro Boomin – Savage Mode

>>

Melhores de 2015 – O Top 50 da Pitchfork

>>

Foi publicada, enfim e talvez, a mais esperada lista de melhores discos de 2015. No caso, a da bíblia indie Pitchfork, referência quando o assunto são as reviews de álbuns, especialmente as pontuações esquisitas de cada um deles.

A publicação listou seus 50 discos prediletos e não deixou de fora nomes emergentes como a doce Natalie Prass e Archy Marshall, o King Krule, que entrou na seleção aos 45 do segundo tempo com o álbum lançado neste mês ao lado de seu irmão.

Entre os 10, nenhuma surpresa. Estão lá nomes como Tame Impala, Jamie xx e a Grimes. E, seguindo a maioria, a Pitchfork botou o bombado Kendrick Lamar no topo com o seu “To Pimp A Butterfly”.

Top 50 – Pitchfork

1. Kendrick Lamar – To Pimp A Butterfly
2. Jamie xx – In Colour
3. Grimes – Art Angels
4. Vince Staples – Summertime ’06
5. Tame Impala – Currents
6. Sufjan Stevens – Carrie & Lowell
7. D’Angelo and The Vanguard – Black Messiah
8. Miguel – Wildheart
9. Courtney Barnett – Sometimes I Sit and Think, and Sometimes I Just Sit
10. Kamasi Washington – The Epic
11. Oneohtrix Point Never – Garden of Delete
12. Father John Misty – I Love You, Honeybear
13. Joanna Newsom – Divers
14. Young Thug – Barter 6
15. Björk – Vulnicura
16. FKA twigs – M3LL155X
17. Drake – If You’re Reading This It’s Too Late
18. Julia Holter – Have You In My Wilderness
19. Future – Dirty Sprite 2
20. Floating Points – Elaenia
21. Donnie Trumpet & The Social Experiment – Surf
22. Panda Bear – Panda Bear Meets the Grim Reaper
23. Kurt Vile – B’lieve I’m Goin Down…
24. Thundercat – The Beyond / Where the Giants Roam
25. Earl Sweatshirt – I Don’t Like Shit, I Don’t Go Outside: An Album
26. Deafheaven – New Bermuda
27. Sleater-Kinney – No Cities To Love
28. Beach House – Depression Cherry
29. Rae Sremmurd – SremmLife
30. Deerhunter – Fading Frontier
31. Kelela – Hallucinogen
32. Dr. Dre – Compton
33. Archy Marshall – A New Place 2 Drown
34. Carly Rae Jepsen – E•MO•TION
35. Neon Indian – VEGA INTL. Night School
36. Janet Jackson – Unbreakable
37. Empress Of – Me
38. Arca – Mutant
39. Holly Herndon – Platform
40. Jlin – Dark Energy
41. Jeremih – Late Nights: The Album
42. Jenny Hval – Apocalypse, Girl
43. Destroyer – Poison Season
44. Jazmine Sullivan – Reality Show
45. Jim O’Rourke – Simple Songs
46. Tobias Jesso Jr. – Goon
47. DJ Koze – DJ-Kicks
48. Shamir – Ratchet
49. Natalie Prass – Natalie Prass
50. Dawn Richard – Blackheart

>>

Luxo indie em Paris: dois vídeos de show recente do Father John Misty na cidade

>>

011215_fjm2

No fim de outubro, Paris foi tomada pelo amor indie no Pitchfork Music Festival, evento que carrega o nome de uma das bíblias da música alternativa no mundo. Como é tradição, o veículo começa a liberar por agora alguns materiais de shows, com registros profissionais em áudio e vídeo.

O evento, que acontece na cidade francesa desde 2011, teve como uma de suas atrações incríveis deste ano o grande Father John Misty, espécie de poeta canastrão do indie, que não poderia faltar com suas canções de amor e presença de palco intensa na cidade mais romântica do mundo.

A P4K liberou dois vídeos da apresentação do cantor, com as faixas “Only Son of the Ladiesman” and “Bored in the USA”. O material pode ser conferido abaixo.

>>

Wavves fez show pop-up em Nova York. Liberaram os vídeos disso

>>

* O Pitchfork liberou vídeos de uma apresentação curta e especial feita pela grande banda Wavves em Williamsburg, Brooklyn, no final de agosto. A banda californiana, de propriedade do incrível Nathan Williams, participou de um show “pop-up” organizado pelo site musical americano, avisado para a galera tipo no dia anterior.

Screen Shot 2015-11-25 at 13.46.49

O Wavves lançou seu quinto disco faz pouco tempo, o delicioso “V”. Desse álbum, o rapaz stoner-surf-indie-punk mandou no “showzinho” feito durante sua tour americana as músicas “Heavy Metal Detox” e “All the Same”, além da “clássica” “Sail to the Sun”, do álbum de 2013, que eu acho seu melhor. Pelo menos destas o Pitchfork liberou os vigorosos vídeos abaixo.

>>

Apenas mais um post sobre o Mac DeMarco (com camisa do Nirvana)

>>

270715_demarco2

Prestes a lançar seu novo EP “Another One”, dia 7 de agosto, o canadense-que-a-gente-adora Mac DeMarco recém participou do aclamado Pitchfork Music Festival, em Chicago, há pouco mais de uma semana.

Agora, a bíblia indie (com relacionamento algo estremecido com o Brasil) começa a divulgar vídeos de suas atrações em qualidade profissional.

DeMarco foi o primeiro escolhido e teve suas canções “Blue Boy” e “Let Her Go” divulgadas. O maluquinho genial vem ao Brasil em novembro com sua nova turnê do disco “Salad Days” mais as músicas deste EP novo.

>>