Em podcast:

Popcast número 4. Podcast da Popload conta histórias sobre o Cansei de Ser Sexy

>>

160919_popcast4

* Já há alguns dias está à disposição nas plataformas boas a quarta edição do POPCAST, o podcast da Popload, apresentado por este que vos escreve mais a espertíssima Isadora Almeida, poploader de longa data e uma das mais absurdas enciclopédias indie que eu conheço.

Depois de falar dos fim dos festivais de verão (lá de fora), da adoração Sandy & Junior (o “stranger things” brasileiro) e a possibilidade de não ter existido, em nossas vidas, os Beatles, o Nirvana, os Strokes e o Arctic Monkeys, a gente se dedica a falar do mais novo integrante da escalação do Popload Festival, que surpreendeu até, quase, a própria banda: o grupo paulistano de meninas Cansei de Ser Sexy.

Histórias boas, umas que a gente só viveu, a importância do CSS na música, a bagunça mundial que foi esta banda, as tretas, o fim não-fim e essa volta agora, no palco do Popload Festival. Além do Cansei, os quadros de sempre: as efemérides certas para você lembrar, o pódio dos três melhores lançamentos da semana (de cada um) e o nosso olhar sobre a CENA brazuca.

Todo esse papo é revestido pelas chinfras de Raphael Bertazi, DJ, produtor e autor dos mais maravilhosos mashups do universo. A direção do POPCAST é do descobridor de talentos Manoel Brasil, mestre em podcasts.

Deezer, Spotify, Apple e Google nos guardam. Se for procurar na unha, no search bote “Popload: Popcast”, porque o “New York Times” achou de roubar nossa ideia de nome antes mesmo de a gente a tê-la.

Falando em podcasts, você ainda me acha no Sonzêra (futebol + música, inclusive tocando músicas) e a Isadora na confraria indie “Vamos Falar sobre Música”.

Ouça o POPCAST, diga o que achou, sugira temas e quadros, interaja com a gente nos caminhos que você sabe bem. Queremos saber o que você tem achado.

* No Deezer.

* No Spotify.

* Na Apple.

***

* Aqui, a playlist do POPCAST 4.

>>

Conheça o POPCAST, o podcast da Popload

>>

* É divertido ver a atual obsessão do mundo por podcasts. E, para um veículo que tem uma rádio e já tem seus programas de rádio, que na verdade são podcasts sem (tanta) música e um feed para chamar de seu, é hora de apresentarmos algo nessa linha, vá lá.

Então lá vamos nós. Conheça, veja, ouça, comente o POPCAST, o podcast da Popload.

PHOTO-2019-09-06-11-58-42

O POPCAST chegou manso há duas semanas, tipo fase de testes, e nesta quinta-feira (seu pretenso dia de lançamento, em todas elas), mais conhecido como ontem, apresentou já seu terceiro episódio (capítulo? programa?), trazendo uma questão “assustadora”, baseada no filme “Yesterday”, de Danny Boyle, que recém-estreou. O POPCAST vai pirar em cima da (e principalmete extrapolar a) história tratada pelo delicioso filme de Boyle: e se os Beatles não tivessem existido?

Mas a gente irá além.

O podcast da Popload já está em todas as plataformas, de Deezer e Spotify a Apple Music e Google Play. O POPCAST é apresentado por mim e pela Isadora Almeida. É editado, burilado, enfeitado pelo gênio Raphael Bertazi, o “cara dos mashups”. E tem coordenação de Manoel Brasil.

((Se for procurar na unha, no search bote “Popload: Popcast”, porque o “New York Times” achou de roubar nossa ideia antes mesmo de a tê-la.))

O engraçado é que há tempos estamos no rolê de podcasts, eu com o Sonzêra (futebol + música, inclusive tocando músicas) e a Isadora com o “Vamos Falar sobre Música”, mas o nosso mesmo, da Popload, está chegando agora.

A primeira edição foi sobre um assunto que amamos demais: festivais. Fomos da fim da temporada dos festivais de verão na Europa, com foco especial no Reading Festival, a uma promessa ao vivo de ir no Glastonbury do ano que vem. Entre outros detalhes, até sobre temporadas de verão passadas, mais precisamente 1991. Também teve papo sobre os 50 anos do Woodstock, falamos de festivais brasileiros e apresentamos o nosso pódio de lançamentos da semana, um meu e outro da Isa, em ordem de preferência mesmo.

O segundo POPCAST falou de… Sandy & Junior, o fenômeno. A Isadora, que gosta de bandas obscuras de Dublin, chorou no show da volta da dupla dos filhos do Xororó. Tentamos “analisar” qual o “gatilho emocional” que esse reencontro do duo pop de afluências sertanejas desperta até em indies.

A dinâmica que pretendemos adotar com o POPCAST, semanalmente, a princípio é esta: um bloco grande tratando de um “tema quente” e seus desdobramentos; um bloco relembrando datas e coisas importantes na música independente; outro com um pódio pessoal (de cada um de nós) com os lançamentos mais importantes da semana ou das últimas semanas; e por fim dicas e opiniões sobre shows, discos e/ou músicas recentes da nossa CENA brasileira.

Ah, e uma das chinfras importantes do Bertazi para o POPCAST é o barulhinho “o-ou” toda vez que uma banda ou uma música forem citadas no programa. Significa que elas, bandas ou músicas, vão parar numa playlist que vai acompanhar o podcast da Popload semanalmente. Não precisa parar a audição do POPCAST para anotar nomes nem ir ouvir as músicas mencionadas durante sua duração. Essa playlist vai ser exclusivamente publicada no DEEZER.

Então é isso. Curta o POPCAST, diga o que achou, sugira temas e quadros, interaja com a gente nos caminhos que você sabe bem. Queremos saber o que você achou.

1 - PHOTO-2019-09-06-11-54-30

* No Deezer.

* No Spotify.

* Na Apple.

* No Google Play.

***

* Aqui, a playlist do POPCAST 3

>>

Podcast Popload – A resistência ao tempo, que foi especial aqui, ganha voz e música e vai para o ar

>>

* No começo do mês, em post oferecido pelo TNT Energy Drink, a Popload trouxe aqui um especial sobre a resistência ao tempo de cinco grandes nomes do rock.

Foto sem data Charlie Watts, Keith Richards, Mick Jagger e Ron Wood, integrantes da banda Rollings Stones.

Esses nomes pensados, de astros que envelheceram (e bem) aos olhos do público, foram de Mick Jagger (75 anos) e seus companheiros de Stones, os da foto acima; U2 (todos os quatro integrantes estão chegando nos 60; Bono tem 59); Iggy Pop (72) anos; Debbie Harry, do Blondie (73); e nossa Patti Smith (72), grande atração do Popload Festival deste ano, em novembro.

Para ilustrar ainda mais essa ilustre amostra de ídolos que não tinham em quem se inspirar e construíram suas trajetórias percorrendo momentos revolucionários que lhe permitiram e permitem ainda, todos, resistir ao tempo, a gente organizou um podcast para uma história oral dessa resistência, outro produto também com oferecimento da TNT.

Aproveitamos também para alargar esse especial, assinalando também, com música tocada, algumas bandas novas que fazem canções com gêneros que resistiram ao tempo. Alguns dos exemplos são os punks do Idles e a já musa dance linha “pista de dança” da Georgia, dois grandes exemplares da nova música britânica. A gente explica melhor no podcast.

Esse podcast “Resistência ao Tempo na Música: vai ser colocado na Popload Radio, rádio deste blog, durante esta semana e por diversos horários.

Entra hoje às 22h e tem várias reprises programadas. Anote:
– amanhã, quarta, 16h
– quinta, 11h
– sexta, 20h
– sábado, 12h
– domingo, 18h

** A Popload Radio pode ser ouvida em aplicativos. Tem app para iPhone e para celulares do sistema Android. Pode ser ouvida por aqui mesmo, neste site, na barra principal acima. Também é alcançada no Facebook da Popload/Popload Gig, no item “Popload Radio”, na barra à esquerda.
 E está disponível no TuneIn, a plataforma americana de streaming ao vivo, que tem milhares de rádios cadastradas.

*** A Popload Radio está sendo carregada com músicas novas e as nem tão novas, mas básicas para as nossas vidas. Tanto gringas quanto as da nossa CENA. Uma nova programação está em curso, para ir entrando aos poucos. Aguarde novidades contínuas.

>>