Em pom pom:

A session do Ariel Pink bem vestido e com cabelo normal

>>

170315_arielpink2

O sempre estranho músico californiano Ariel Pink, que costuma aparecer por aí todo zoado com o cabelo colorido e roupas rasgadas, fez uma session linda para a rádio cool KEXP de Seattle. Tudo ok com sua performance e sua banda um tanto eclética. Mas o que chamou a atenção foi o visual do cara. Ele, um desses indies louquinhos do “novo” indie americano, é um dos caras que levanta forte a bandeira do rock alternativo local. E a gente adora, óbvio.

Acontece que na rádio de Seattle, Ariel Pink chegou bem vestido, óculos estiloso e cabelo loiro. Nem parece o Ariel Pink haha. A real é que o cantor está promovendo seu ótimo disco “Pom Pom”, e tocou quatro canções na session: “Dayzed Inn Daydreams”, “Not Enough Violence”, “Sexual Athletics” e “Dinosaur Carebears”.

A apresentação foi gravada em 10 de fevereiro, mas foi ao ar apenas nesta semana na KEXP.

>>

Mais um vídeo zoado do Ariel Pink

>>

* Continuamos de olho nos passos de “Pom Pom”, mais recente e lindo disco do estranho músico californiano Ariel Pink, um dos bons nomes de uma categoria bizarrinha de indies malucos que deixa o rock alternativo americano menos… normal.

Pink lançou hoje o vídeo de seu terceiro single do disco lançado em novembro, a bela e algo confusa “Dayzed Inn Daydreams”, que fecha o álbum.

É de novo um vídeo em que Ariel Pink traz “notícias” do universo que se insere: o mundanismo de buracos de Los Angeles dos quais saiu. Foi assim com os anteriores “Put Your Number in My Phone” e “Picture Me Gone”.

Screen Shot 2015-01-26 at 18.11.51

Agora, em “Dayzed Inn Daydreams”, Ariel Pink mostra em trama videoclíptica a empolgante vida cotidiana de um figura interpretado pelo Rick Wilder (de uma banda punk cultuada e podre chamada Mau-Mau, fundada em Hollywood em 1978). No vídeo, Wilde tem pinta mesmo de ficar relembrando sua vida de “punk star”, tipo quase 40 anos atrás. Isso quando não está trabalhando num supermercado besta e levando bronca do chefe. Ariel Pink aparece numa cena. Tudo bem sub-urbano. Não confundir com suburbano.

À noite, para se “divertir”, Wilde, o do vídeo, bota sua jaqueta de couro preta e vai visitar sua mãe, em um asilo.

Parece que foi nessa “Dayzed Inn Daydreams” que o guitarrista Jason Pierce, do Spiritualized, participa, entre algumas outras de “Pom Pom”.

Olha o vídeo. Ouça a música.

>>

Veja o Ariel Pink em uma session incrível. E rosa, claro

>>

271114_ARIELPINK

Um dos seres mais distintos e esquisitos da nova música, o cantor Ariel Pink lançou semana passada seu 11º álbum (siiiim, 11º).

Com o singelo título “Pom Pom” escrito em uma capa rosa, o maluquinho artista indie de Los Angeles gravou uma session para o projeto cool Boiler Room.

Como não poderia deixar de ser, o show rolou em uma tenda rosa armada só para a banda. A apresentação pode ser conferida on demand no canal do projeto, reproduzida abaixo.

>>

Ariel Pink, a música fofa e o vídeo doido

>>

Screen Shot 2014-09-22 at 12.37.38

* Ainda bem, tem uns caras bem doidos na música independente, soltos por aí. Um deles é o figura Ariel Pink, músico de Los Angeles que frequenta uma espécie de lado D da música independente desde o começo dos anos 2000, aparecendo na revoada de bandas do “novo rock” da época. Mas nunca nem ligou muito para isso.

Pink tem dez álbuns lançados, já. E está preparando o número 11, que vai ser lançadoem novembro. Chamado… “Pom Pom”.

E, de novo, como sempre acontece, uma música delicinha tem me chamado atenção quando toca em rádios indies americanas que escuto, em especial a Sirius XMU. Dessas que dá uma pequena alegria quando executada, assim, de repente.

A canção é a insólita “Put My Number on Your Phone”, muito simples, supergostosa, que me lembra musiquinhas inglesas gostosas do final dos 80, tipo Felt, Lloyd Cole essa The Commotions, essas coisas. Vai estar em “Pom Pom”.

A música é uma declaração a uma garota que ele conheceu, trocou o telefone e não liga. Quer conhecê-la mais e melhor. Chamou para um chá. Às tantas, a garota aparece tipo deixando mensagem numa secretária eletrônica que supostamente não é de Ariel. Porque ela diz algo tipo “Estou tentando te contactar, você deve estar ocupado e tals, não está retornando”. Ela também está interessada em contactar o cantor. Mas acho que eles trocaram telefones errados…

Daí hoje apareceu o vídeo de “Put My Number on Your Phone”. Em que ele é um cowboy zoado com um colar de correntes e uma cança com suspensórios esquisitos que passeia com um amigo num shopping center, tentando diverti-lo, pelo que eu pude “extrair” da história.

Como nada é simples na cabeça de Ariel Pink, no vídeo o amigo está numa cadeira de rodas e usa uma máscara de oxigênio dessas antibomba. Ariel tenta paquerar meninas (para ele e para o amigo), enquanto fazem um lanche na praça de alimentação e jogam videogame, fazem foto com iphone. Tipo isso.

Haha!

>>