Em popload festival:

POPLOAD NOW: No 8M, listamos 5 mulheres espetaculares que já passaram por nossos palcos

>>

* Uma mulher não se define pela amplitude de suas curvas ou pelo tamanho de seus seios. Não é definida tampouco pelo comprimento do seu cabelo ou pelo conteúdo entre as pernas. Ser mulher neste mundo é saber que as probabilidades estão muito contra você, mas ainda assim avançar sem medo. É sabido que você só será culpada por ser mulher, e que cada vitória será por usar muito mais capacidade e coragem, e forçar o seu reconhecimento numa sociedade que só te culpa e julga.

Este dia de hoje, o Dia Internacional da Mulher, não é sobre dar flores e presentes. É sobre lembrar que a mulher merece respeito, igualdade. Sobre apoiar aquela mina que você achou legal, sobre ser inspiração umas para as outras. Lembrar que elas são mais, que podem sim ocupar todos os cargos que quiser, e que a vida é uma batalha diária sobre isso.

Muitas minas fizeram e fazem a Popload possível. Nos shows em cima ou por trás dos palcos, na redação. A nossa homenagem, hoje, é relembrar neste dia em especial algumas dessas mulherzaças que já nos inspiraram muito e que felizmente tivemos a honra de ver em nossos palcos. Apenas cinco aqui, mas representando um infinito delas, que nos ajudam a sermos o que somos.

>>>>

1. PATTI SMITH
(Popload Festival 2019, Memorial da América Latina, SP)

***

2. LORDE
(Popload Festival 2018, Memorial da América Latina, SP)

***

3. COURTNEY BARNETT
(Popload Gig em 2016, Audio Club & Popload Gig em 2019, Fabrique, ambos em SP, e o de 2009 também em Porto Alegre)

***

4. CAT POWER
(No Metrô Paraíso & no Popload Festival 2014, Audio Club, ambos em SP)

***

5. SOLANGE KNOWLES

(Popload Gig em 2013, Cine Joia, SP)

***
* Esta seção da Popload é pensada e editada por Daniela Swidrak e Lúcio Ribeiro.
** A foto de Patti Smith do show no Popload Festival, que ilustra a chamada para este post na home da Popload, é de Filipe Aurélio.

>>

Longe dos discos há três anos, cantora Lorde vai voltar ao assunto primeiro com um livro. Sobre a Antártida. Veja fotos

>>

* A cantora neozelandesa Lorde, que uma vez já foi headliner de um Popload Festival thankyouverymuch, saiu em matéria especial no site da “Rolling Stone” americana por causa de uma viagem que fez em janeiro de 2019 à gelada Antártida, algo que segundo ela era necessário fazer para ver com os próprios olhos o estrago que as mudanças climáticas estão fazendo por lá e já está afetando outras partes do planeta.

“Sendo da Nova Zelândia, você cresce com um entendimento bem substancial da importância de proteger o clima”, ela disse à revista. “Nós passamos boa parte do tempo fora de lá”, concluiu.

Essa viagem da Lorde, em um vôo de sete hora da Nova Zelândia rumo ao sul, vai virar um livro, chamado “Going South” e com previsão de lançamento para o começo de 2021. Um livro desse sobre uma viagem dessa, claro, vai ter muitas imagens, que ficaram a cargo do companheiro de trip de Lorde a essa fria, o fotógrafo Harriet Were. O que “Going South” arrecadar vai direto para um fundo de pós-graduação escolar de uma agência governamental da Nova Zelândia, especialmente para o tema Antártida. Pensa.

Lorde viajou ao continente gelado poucas semanas depois de se apresentar ao vivo em São Paulo, no Popload Festival, a turnê mundial do seu último álbum, “Melodrama”, de 2017. Foi o show aqui, um no México na sequência e nunca mais a cantora apareceu ao vivo depois disso.

A “RS” postou algumas das fotos que vão estar com as memórias de viagem de Lorde em “Going South”. A gente reproduz algumas dessas algumas da revista americana. Envolve muito gelo, baleia orca, focas…

lorde 1 -

lorde2

lorde3

lorde5

>>

POPLOAD FESTIVAL NO SOFÁ, A PARTIR DE 10h: CONFIRA, AO VIVO, OS SHOWS DE THE RACONTEURS, HOT CHIP, CANSEI DE SER SEXY, TOVE LO E MUITO MAIS!

>>

** Se você por algum motivo de força maior não pode comparecer ao Memorial da América Latina neste histórico 15 de novembro de 2019, não tem problema. Você também pode fazer parte do Popload Festival 2019, acompanhando tudo ao vivo, no conforto do seu lar!

O POPLOAD FESTIVAL 2019…

Trata-se de uma edição histórica: será a primeira apresentação da lenda punk PATTI SMITH em São Paulo! Além disso, a escalação tem o supergrupo THE RACONTEURS, de Jack White, a rapper inglesa LITTLE SIMZ e o trio texano KHRUANGBIN, todos estreando em palco brasileiro. As adoradas HOT CHIP e TOVE LO voltam ao Brasil com novos trabalhos de divulgação e o festival promove ainda a volta da explosiva banda CANSEI DE SER SEXY! A cantora baiana LUEDJI LUNA e o bloco afro ILÊ AIYÊ também representam a cena nacional e abrem o festival. A banda norueguesa BOY PABLO se apresenta no TNT AFTER STAGE após o encerramento do festival e o show será limitado à capacidade do Auditório do Memorial.

O UOL TRANSMITE AO VIVO O FESTIVAL, A PARTIR DAS 10h E DIRETO DO MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA, COM APRESENTAÇÃO DE AMAZON PRIME VIDEO.

CONFIRA ABAIXO A PROGRAMAÇÃO DOS SHOWS.

>>

#SpoilerAlert: O que esperar do show do Khruangbin no Popload Festival

>>

pfkhruangbin

Khruangbin. Um nome nada óbvio para uma banda nada óbvia. Qual é a de Laura Lee, Mark Speer e Donald Ray “DJ” Johnson Jr? Difícil definir o som deles em uma palavra ou gênero. Temos baixo, bateria e guitarra e disposição para viagens, verdadeiros passeios musicais.

Te dizer que o nome da banda é tailandês e faz referência ao funk local que inspirou muito eles talvez te ajude a imaginar o som dos caras. Falar em trilha sonora de filme do Tarantino pode dar outra ideia. Melhor mesmo é dar play em um show e em 15 minutos se apaixonar pelas coreografias, pelo jeito concentrado de tocar, de mudar o rumo da música como se fosse um imprevisto.

Ao vivo, a banda parece estar em uma longa jam. Mas fiz o teste de ver duas músicas ao vivo ao mesmo tempo e dá para notar que não é bem assim. Os improvisos são poucos. A banda não estica as músicas, mas dá leve toques que deixam elas vivas. Essa vivacidade garantem o espetáculo. Em disco é bom, no Popload Festival será melhor.

Por que você precisa conhecer o KHRUANGBIN

Setlist

São dois discos lançados e uma boa divisão do material no setlist. Os EP do começo são lembrados também. A ordem das músicas pode mudar bastante, mas a gente aposta na média aqui:

Bin Bin
August Twelve
Cómo Me Quieres
The Infamous Bill
Dern Kala
Friday Morning
Mr. White
August 10
Two Fish and an Elephant
Lady and Man
Evan Finds the Third Room
Maria También
The Number 4
People Everywhere (Still Alive)
White Gloves

Redes sociais

Com o ZZ Top https://www.instagram.com/p/BzbZHbxhjiS/

Laura quer lançar uma tendência no Festival https://www.instagram.com/p/Bo6vz1jHu7g/

Olha onde a banda faz seus discos no Texas https://www.instagram.com/p/ByBL8x0lRvM/

Ao vivo

Essa apresentação deles para a Pitchfork é incrível. Melhor começo para entender a banda

Playlist

>>

#SpoilerAlert: O que esperar do show de reunião do Cansei de Ser Sexy no Popload Festival

>>

card_CSS_logoPF

Imagino que as meninas do Cansei de Ser Sexy dão risada de toda tentativa de resumo sério que é feito da banda. Porque isso meio que explica o lance do CSS. Dar risada. Uma banda que nasceu de curtição e que nessa bagunça foi ser a banda brasileira que foi mais longe lá fora com um punhado de músicas muito divertidas. Imagina puxar um papo muito sério e cheio de teorias? Nada mais chato que isso.

Mas lógico que pensar no CSS é lembrar também de uma época que tinha Trama Virtual, Orkut, fotolog e o mp3 ia destruir o império da indústria musical. Quatro coisas que não rolaram ou já acabaram. É lembrar de uma época de debates acalorados até em páginas de jornal: a imprensa era brother do CSS, elogiava demais? A banda prestava mesmo? Será que eles fizeram sucesso lá fora de verdade?

Também não fica feio lembrar o bom sacode que a banda deu no cenário nacional que hoje celebra um pop muito mais diverso, sofisticado, festeiro que em outros tempos. O mainstream pop nosso era bem careta, vamos lembrar, pelo menos nas aparências era bem mais careta que hoje em dia. E temos a ponte internacional: hoje os gringos olham com mais respeito nossa música contemporânea. Essa ponte o CSS ajudou a construir.

Mas vamos ao que importa. Mais de dez anos depois, as músicas seguem tão divertidas quanto sempre foram. São as músicas que teremos no palco do Popload Festival. A música e a energia de Lovefoxxx, Ana Rezende, Luiza Sá e Carolina Parra. Elas chegam depois de muito descanso. Vai ser arrasador.

Setlist

A gente não tem a menor ideia do que a banda vai tocar. Os ensaios já começaram e na imprensa elas mencionaram a ideia de ser um show para contemplar os hits. Inéditas? Parece que não. Então, vamos sem spoilers, mas de playlist com todos os hits do CSS.

Para entender o CSS

Se eu evitei descrever muito a história da banda aqui, temos um documentário que fala por si só. Tem um tal de Lúcio Ribeiro nele.

Os números do CSS

O sucesso do CSS é conversa para boi dormir ou é real? A gente separou alguns números que dão conta dessa história.

Quando o mundo descobriu o CSS

Jools Holland

Glastonbury, Pyramid Stage

Propaganda de um tal de iPod

Coachella. Em um vídeo que te lembra que em 2011 a gente via show assim no YouTube

Nas Redes Socias

Quando descubro que o Popload Festival já é no próximo fim de semana

Alongar no ensaio para garantir o show

Músicas que viram realidade

Ver essa foto no Instagram

When we met @parishilton Happy Coachella to the brave ones.

Uma publicação compartilhada por CSS . Cansei De Ser Sexy (@cssmusic) em

Encontro com o mestre: Flavor Flav

Ver essa foto no Instagram

Carol ☎️ and @flavorflavofficial ⏰

Uma publicação compartilhada por CSS . Cansei De Ser Sexy (@cssmusic) em

Encontro com o mestre II: Snopp Dogg

Ver essa foto no Instagram

#snoopdogg is at the door @snoopdogg @amdrvda

Uma publicação compartilhada por CSS . Cansei De Ser Sexy (@cssmusic) em


Playlist

FALTA UMA SEMANA!

Últimos ingressos aqui!

>>