Em primavera sound:

Popnotas – José Gonzalez, show e vídeo novo seis anos depois. Ride entra para o Primavera Sound. Hoje tem show em game do BaianaSystem. Coquetel Molotov anuncia edição mineira. E Van Etten & Olsen levam o hit lindo à TV

>>

– Parece que vamos ter inclusões a conta-gotas no line-up do gigantesco festival indie Primavera Sound Festival, para sua edição 2022 em Barcelona, Espanha. Aquele evento do pôster que nos deixou com os olhos doendo com tanta banda e, melhor, tanta banda boa mesmo nas linhas fininhas em letras pequenas do fim de escalação. Ontem eles anunciaram que o grupo francês Phoenix estava dentro para o segundo final de semana. Hoje, a revelação é que o veterano grupo Ride se apresenta tanto na programação grande do Parc del Forum dos dois finais de semana quanto na programação de shows que vão acontecer na cidade entre eles. O Primavera Festival acontece de 2 a 12 de junho do ano que vem.

CENA – A elétrica banda BaianaSystem faz show hoje às 18 horas nas plataformas Youtube e Twitch, como atração do game Valorant. A live, inédita, acontecerá dentro do jogo. O famoso game do futuro, gratuito e para PC, está completando 1 ano de seu lançamento. É a segunda vez faz uma ação para o game. Mas a primeira em live-action dentro do jogo. O grupo baiano, em nova experiência, lançou em etapas seu mais recente álbum, “OXEAXEEXU”, completado em abril pela faixa “Brasiliana”. Não foi divulgado qual o setlist do show do game mais tarde.

– O especialíssimo músico sueco de nome latino José González lançou hoje o vídeo de “Head On”, novo belo single que vai estar em seu próximo álbum, “Local Valley”, que sai em 17 de setembro. Vai ser o primeiro disco de González em seis anos. “Head On” é a faixa que encerra bem o álbum, por ter um pique e uma letra que estimula estar sempre com a cabeça erguida e olhar para frente. A música vai ser desempenhada ao vivo em um show online interativo que José Gonzáles fará desde o Jardim Botânico de Gotemburgo, seguido por uma sessão de perguntas e respostas para os fãs. Além de ter várias possibilidades de acompanhar o concerto do músico, mudando os ângulos das câmeras e até podendo escolher as canções a serem tocadas por ele. O show é pago, 19 dólares, e inclui ingresso ainda para a apresentação que José González fara no dia 12 de setembro, tocando o disco novo cinco dias antes de seu lançamento. Para comprar o ticket para os dois shows, é por aqui.

– Ainda que virtual, o festival pernambucano No Ar Coquetel Molotov anuncia para os dias 29 e 30 de junho sua edição mineira, feita em parceria com o Instituto Inhotim, o maior museu a céu aberto do mundo. Desde 2016, o evento recifense criado em 2004 tem mantido relações íntimas com a CENA mineira, em busca de novos talentos na cena local. O Coquetel mineiro terão dez nomes mineiros, dois selecionados por uma convocatória online: as cantoras Jhê (foto abaixo) e Paige. O rapper Joca e a já conhecida de bandas Marina Sena (A Outra Banda da Lua e Rosa Neon) estão na programação, entre outros destaques. Para informações e acesso aos shows, visite o site oficial do Coquetel. O No Ar – Etapa Minas Gerais acontecerá no canal de Youtube do Coquetel Molotov.

Jhê_cqtl_mltv_inhotim_crédito_luciano_viana

– Elas se juntaram para lançar em maio uma das grandes músicas deste 2021. Ontem, as duas foram mostrar a canção pela primeira vez na TV. As cantoras e instrumentistas indie-folk americanas Sharon Van Etten e Angel Olsen se uniram recentemente para fazer a lindaça (com vídeo) “Like I Used to”, que de tão bonita não para de tocar nas rádios mais legais do planeta, Popload Radio inclusa obviamente. Na noite passada, elas levaram o pequeno e emotivo hit ao programa do Jimmy Fallon para tocarem ao vivo a música. Olha que coisa mais bonita.

>>

Popnotas – Coldplay e o quinto vídeo da mesma música. O vídeo dinossáurico do Van Halen. Os remixes do Future Islands. Mais um single do Wavves. E o Primavera Sound vai e anuncia o Phoenix.

>>

– No lugar de um mero vídeo, “High Power”, novo single do Coldplay, agora acumula quatro representações visuais, porque soma-se a ele ainda um lyric video, uma versão remix do Tiesto e uma versão ao vivo no Brit Awards. E foi lançado hoje um quinto vídeo de “High Power”, uma brisa com filmes tipo “Exterminador do Futuro”, “Blade Runner” e “O Quinto Elemento”. Parece uma versão mais produzida do primeiro, que já contava com personagens alienígenas. É o escapismo do Coldplay em tempos tensos. E a luta para bombar a música.

– O adorável grupo americano Future Islands lançou três remixes de músicas de seu disco mais recente, o excelente “As Long As You Are”, lançado no fim de 2020. O produtor Egyptian Lover, Moss of Aura (projeto solo do tecladista da banda, Gerrit Welmers) e o DJ alemão Alle Alle tocaram as releituras de “Thrill (Did They Hear Me Calling)”, “Plastic Beach” e “The Painter”, respectivamente. Dos sons, vale mencionar que a brisa do Alle Alle, por exemplo, foi soar como Mario Kart no Sega. Que conceito, né?

– Nem precisava, mas o Primavera Sound de Barcelona conseguiu incluir mais uma banda na já extensa programação do festival de 2022, recém-anunciada e tão amada. A surpresa da vez é a participação dos franceses do Phoenix, grupo que andou por aqui de mãos dadas com a Popload. Eles tocam no festival espanhol no segundo fim de semana apenas, no sábado. A banda se apresentará no PS pela primeira vez desde 2013, além de manter a história de que está preparando um novo álbum, papo que rola na calada há algum tempo, já (o último disco é o “Ti Amo”, de 2017). Será que até o show de junho do ano que vem no Primavera vamos ter mais notícias do Phoenix?

– Fãs italianos do Van Halen encontraram um vídeo da banda que ninguém tinha notícia. O famoso grupo registrou uma versão de “So This Is Love” em gravação da TV italiana para a divulgação de datas de uma turnê pela Europa em 1982. E o tal vídeo só passou na TV estatal do país. Em um mundo que começava a engatinhar nos vídeos do jeito que entendemos atualmente (a MTV americana, por exemplo, é de 1981), dá para dizer que o Van Halen tem um pioneirismo nesse quase tosco rolê em um parque de dinossauros. Raridade.

– O grupo indie californiano Wavves divulgou o terceiro single de seu próximo álbum, “Hideaway”, o sétimo trabalho da banda de Nathan Williams. Por acaso é a faixa-título do disco. Ainda que seja o terceiro single, seu vídeo é o segundo de uma trilogia que começou na faixa “Sinking Feeling”. Será que deu para entender? Vale ressaltar que Dave Sitek (TV on the Radio) é o produtor desse rolê.

>>

Popnotas – Chvrches chama o Robert Smith (The Cure) para entender procedimentos de afogamento. O Primavera Sound revela seu lado português. E o Hierofante Púrpura lança manifesto da coragem em forma de single-vídeo

>>

– Tem um Robert Smith tocando numa música nova da banda escocesa Chvrches (foto na home). O grupo da Lauren Mayberry lançou o single “How to Not Drown”, num pacote de novidades que aponta para o álbum “Screen Violence”, anunciado hoje para sair dia 27 de agosto. O veterano vocalista do mitológico The Cure fez um dueto vocal com Lauren, entre o atmosférico e o dance. Dance naquelas, né? A música fala sobre a tentativa de ficar consciente no momento em que se está afogando. Robert Smith coube direitinho nessa. “Screen Violence”, segundo o trio de Glasgow, foi feito com seus integrantes separados entre EUA e Escócia, através de chamadas de vídeo e compartilhamento de áudio. Vai ser o quarto disco do grupo britânico. E o som novo é este aqui.

– Saiu hoje o line-up do Primavera Sound Porto para 2022. A extensão portuguesa e menor (portanto mais aconchegante) do enooooorme festival de Barcelona vai juntar no line-up esta turma aqui: Tame Impala, Gorillaz, Nick Cave and the Bad Seeds, Beck e Pavement. Ingressos, no mesmos moldes do evento espanhol, começam a ser vendidos na próxima sexta, dia 4. Esta é a nona edição do Primavera Sound do Porto, que acontece em um só final de semana, dos dias 9 a 11 de junho de 2022. Boa parte das atrações despencam de Barcelona para lá, mas vão ter novos. E a força indie, os bons nomes pop e o agito eletrônico, sem falar do nosso Pabllo Vittar, vão colar no verão do ano que vem nesta charmosa cidade do norte de Portugal. Saca o pôster mais “contemplativo” da filial lusa do Primavera Sound.

primavera

– CENA – A banda Hierofante Púrpura lançou hoje o terceiro single/vídeo de seu próximo álbum, “Impermanências Lo-Fi Vol.2”, que sai via Balaclava Records no dia 6 de julho e é série de registros sonoros da banda gravadas na fitinha cassete no isolamento pandêmico, lá em Mogi das Cruzes. A faixa é “Aqui Temos Medo”, que a banda divulga como “um manifesto musicado sobre coragem. O vídeo foi captado e editado de maneira remota na cidade de Mogi das Cruzes numa parceria virtual-conceitual entre Danilo Sevali e o onipresente videomaker Gabriel Rolim. O belo resultado, musical e virtual, está aqui embaixo.

>>

ESPECIAL POPLOAD – O lado “E” do Primavera Sound: o festival mais indie do ano vai dançar

>>

* por Kysia Stockmayer

Ninguém pode negar que um dos assuntos mais comentados dos últimos tempos foi o espetacular line-up do Primavera Sound de 2022, divulgado na semana passada e cujos ingressos maravilhosos começaram a ser vendidos/trocados/”migrados” hoje. Com taaaaaantas atrações boas (agora em dois finais de semana seguidos) do festival de Barcelona, mais de 500 shows em praticamente dez dias de evento, a gente poderia ficar meses comentando sobre cada uma delas.

O Primavera Sound é famoso por ser talvez o megafestival mais indie do mundo. Claro que a intersecção com a eletrônica é brilhantemente contemplada pela curadoria do festival espanhol. Estão lá reluzindo no pôster do festival os nomes de Massive Attack, Caribou, Disclosure, Gorillaz, Jamie XX, entre outros.

Mas, falando no lado “E” mesmo, da eletrônica de pista (quase) sem concessões, o Primavera também se destaca forte nessa cena. No festival, há diversas nuances a serem vividas pela galera que curte um fervo, para muito além de headliners e eletroindies em geral. Vamos partir direto para os nomes com os quais o coitado do designer que fez a arte do anúncio deve ter sofrido para fazer caber tudo.

2 - Honey-Dijon-Boiler Room

Começando com a moçada nova-iorquina AceMo e MoMa Ready, que performarão ao vivo como AMoMa + DJ set com batidas do lo-fi house ao breakbeat, além da “vizinha” Aurora Halal , que vai levar para a Espanha seu techno hipnotizante. Altamente recomendados.

O insólito produtor Awesome Tapes, projeto absurdo de Brian Shimkovitz, que se apresenta tocando FITAS CASSETES que comprou em Gana, África, quando ele morou por lá, tocará em formato de DJ set. Porém teremos bastante DJs e produtores se apresentando ao vivo. Alguns deles são:
– Daniel Avery (que já produziu com Hercules and Love Affair, Little Boots e Metronomy);
– VTSS, a polonesa mais selvagem da cena underground de Berlim (foto abaixo);
– O sueco DJ Seinfeld performando seu projeto Mirrors:Live;
– a DJ dinamarquesa Courtesy e seus graves marcantes;
– e DJ Stingray, a lenda mascarada com seu electro futurista à moda Detroit, sua base de vida.

Ainda sobre as live performances, durante a semana, entre um finde e outro, irá acontecer o Primavera a la Ciutat, um evento “fora da programação” oficial do Primavera, espalhado pelos (muitos) clubes de Barcelona. Com direito à santíssima trindade do PC music reunida: A.G. Cook, Charli XCX e Kero Kero Bonito, acompanhada do hyperpop do duo americano 100 Gecs e da performática Dorian Electra.

1 - VTSS BY Jack Reynolds

Falando em DJ sets, para surpresa geral teremos a Fátima Yamaha (um dos nomes do produtor holandês Bas Bron) neste formato, visto que a maioria, senão todas, das suas apresentações são live. Dos vários DJs e produtores no festival, vale a pena ficar atento ainda em nomes como: o veeeelho Dj Shadow, a queridinha das rádios Carista, o espanhol bombado John Talabot, a e-girl fodona do hyperpop Shygirl (foto na home). E, se tem a polonesa VTSS, tem a suecaSPFDJ, tocam um techno bem pesadão e diferentão que a galera de Berlim ama. Mais? Tem a DJ e produtora australiana-que-vive-em-Londres HAAi (que lançou recentemente colaboração com os Chemical Brothers), o produtor Special Request (Paul Woolford, o responsável por um dos melhores remixes de Róisín Murphy deste ano), o holandês famosinhoYoung Marco e MUITOS outros.

Entre os veteranos de festivais teremos: Black Coffee com seu sofisticado afro house; o queridinho duo Bicep; o excêntrico DJ Harvey; a energia e a housera da dona de uns dos Boiler Rooms mais icônicos, mama Honey Dijon (foto que abre este post); o reptiliano Jeff Mills com seu techno de outro mundo; house e disco emotivo de Mano Le Tough; e, claro, o australiano Mall Grab (foto abaixo), o favorito entre clubbers e skatistas, também cabeça do selo Looking for Trouble, no qual já lançou um álbum com outra atração do festival, a banda de punk hard core (!!) Turnstile.

3 - MALL GRAB by Rob Jones

Finalizando a semana extensa de festival, na verdade 11 dias, temos anunciada uma jornada especial toda voltada para a e-music, com diversos gêneros e vertentes. É o Lado E do Primavera terminando a longa festança indie de 2022. É o Brunch on the Beach, que traz de atrações chill out, lo-fi house a grandes atrações do house até o techno mais 4×4.

Começando pelo francês radicado no Equador Nicola Cruz, que tem bastante influência da América Latina em seu som; o deep e tech house do multiinstrumentista Monolink; o lo-fi house divertido dos irmãos Louis e Beans aka Chaos in the CBD (os caras tiram onda não só no Instagram como também nas pistas); a seletora musical em ascensão em vários festivais, a Malika; a produtora musical Anika Kunst com seu som que vai do techno melódico ao minimal; o tech house da dupla Joyhauser; Héctor Oaks, mais conhecido como Cadency, e o seu techno mais anos 90 e 2000s.

peggy

Para encerrar o Brunch on the Beach, o festival reserva o espaço de headliners inteirinho para a mulherada. Essa glória feminina fica por conta das três DJs e produtoras com a maior influência na cena da música eletrônica, seguidas por MILHÕES de fãs no mundo inteiro tanto nas redes sociais quanto nas lives. São elas:
1. Peggy Gou, a coreana da foto acima que tem grande presença em diversos festivais e se apresenta mais uma vez no Primavera Sound (seus sets sempre são construídos com um leque de possibilidades que vão do acid house ao techno e entre seus hits).
2. Teremos também a russa Nina Kraviz, com muito techno pesadíssimo na sua profunda pesquisa musical, suas produções e uma presença de palco bem marcante.
3. Fechando essa trinca, a balada Brunch toda e todo o Primavera Sound 2022 em si, temos a grande belga Amelie Lens, deixando a Europa mais tribal e derrubando tudo o que restou do festival com seu som mais techno 4×4 (pesadão e linear).

O que a gente pode concluir é que um bom festival vai além dos headliners já esperados. Ele precisa ter consistência, pluralidade e diversidade até nos nomes pequenos que mal conseguimos ler, mas sem perder a coerência na curadoria. Seja ela em sua especialidade, o indie, ou em algo que pode não brilhar no pôster, mas que é bem representativo para seus frequentadores de gosto plural.

Novos espaços para novos artistas favoritos, que surgiram neste mais de ano intenso, diferente de nossas vidas, dentro de casa. Com uma pandemia cruel que ainda está acontecendo, o pessoal parece não querer voltar ao “normal” e viver as mesmas coisas de antes. Os novos tempos chamam por ousadia, coisa que o Primavera Sound sempre foi um dos melhores a oferecer.

***

* Kysia Stockmayer é DJ da nova geração da eletrônica brasileira. Mora em Fortaleza, CE. Seus sets às vezes frequentam também o indie-rock e o pop, outras de suas paixões. Se podemos traçar um paralelo geográfico bizarro, virtualmente, Kysia é tão influente quanto qualquer um da cena Sudeste. Em Fortaleza, ela faz parte da 1992 (Dezenove Nove Dois), coletivo de DJs e artistas visuais que atuam (quando dá!) desde 2019 deixando a capital cearense mais eletrônica.

***

* PLAYLIST – A gente mata o line e mostra o beat. Preparamos uma playlist especial com o melhor do LADO E do Primavera Sound 2022, para indie ver. E dançar.

>>

POPLOAD NOW – Oito razões que provam que o Primavera Sound 2022 vai ser o maior festival dos últimos tempos

>>

* Manhã agitadíssima no mundo da música, mais precisamente dos festivais e da volta deles pós pandemia. O gigante catalão Primavera Sound, reconhecido internacionalmente pela sua absurda curadoria, anunciou seu incrível line-up para a edição de 2022, junho do ano que vem, de 2 a 5/6 e depois de 9 a 12/6. Portanto não terá apenas UM final de semana de realização, como de costume, mas sim DOIS findes de programação, além de shows espalhados por Barcelona no meio deles. Para compensar os dois anos sem festival, vão fazer um Primavera Sound 2020 e um 2021 em 2022. Está entendendo?

Bom, a escalação do Primavera Sound está melhor do que o esperado. PORQUE ESTÁ TODO MUNDO LÁ.
É talvez o festival “mais próximo” da Popload, até mais que o Glastonbury. Essas bandas todas que diariamente vêm sendo faladas aqui, ganhando posts e posts neste site de guerreiros indies, TODAS ESTÃO ESCALADAS na edição do ano que vem do festival espanhol. É muita emoção.

Agora aumenta a foto aí e ajusta a visão, porque o pôster não colabora muito para ver as maravilhosas linhas pequenas de bandas.

primaverasound2

Bom, mas vamos ao que interessa. O Primavera deve ser hoje o maior e mais legal festival do mundo e PODEMOS PROVAR POR QUÊ.

***

1 – HEADLINERS DE PESO

Depois de ter duas edições seguidas adiadas por conta da COVID 19, a edição de 2022 juntou alguns dos artistas previamente anunciados e trouxe nomes fortíssimos para a volta do festival. Pavement, Strokes, Massive Attack, Tame Impala, Nick Cave and the Bad Seeds, Gorillaz, Beck, Tyler the Creator, Lorde, Dua Lipa, Megan Thee Stallion, Interpol, Yeah Yeah Yeahs, Jorja Smith, The National e Jamie XX. Está bom para você?

***

2 – LINHAS PEQUENAS QUE IMPORTAM

Estes dias comentamos sobre o “polêmico” Lollapalooza Chicago 2021, que foi questionado por muitos por ter nomes menos conhecidos e estar recheado de DJs.
No espanhol Primavera Sound isso não é problema. Aliás, problema mesmo é acompanhar tanta banda legal anunciada.
Ainda em letras “médias” do seu teste de oftalmo, algumas bandas que amamos: Bikini Kill, Fontaines D.C., Slowthai, King Gizzard & the Lizard Wizard, Kim Gordon, Idles, Charli XCX, Caroline Polachek, Kacey Musgraves, Rina Sawayama, Girl in Red, A.G. Cook, Jehnny Beth, Shame, Honey Dijon, Black Midi, Black Lips, DJ Shadow, Disclosure, Big Thief, Playboi Carti, Pa Salieu, Slowdive, Run The Jewels, M.I.A., Burna Boy, Brittany Howard, Jessica Pratt, Shellac, Celeste, King Princess, Sky Ferreira, Romy… ENTRE OUTROS.

***

3 – VÁRIOS AMIGUINHOS DE SHOWS NA POPLOAD

Além de headliners familiares da casa, tipo Tame Impala, Lorde, Nick Cave, Jamie XX, tem também vários outros nomes que trouxemos ao Brasil para Gigs e Festival: Metronomy, Khruangbin, Jesus and Mary Chain, Yo La Tengo, Sharon Van Etten, Caribou, Beach House, Little Simz, Courtney Barnett…

***

4 – NOMES PARA FICAR DE OLHO

O festival talvez seja um dos maiores termômetros do que você pode esperar para ver em outros eventos musicais pelo mundo, até em anos posteriores. Bandas que ainda vão estourar em muito lugar, achadinhos que valem a pena.
Nossas antenas aqui na Popload estão sempre bem ligadas e neste line-up do Primavera Sound vimos vários nomes que cantamos a bola ao longo do ano: Dry Cleaning, Sinead O’Brien, Black Country, New Road, Porridge Radio, Squid, Working Men’s Club, Rolling Blackouts Coastal Fever, Viagra Boys, The Murder Capital, The Weather Station, Shame, Beabadoobee, Faye Webster, Tim Burgess, Iceage…

***

5 – FESTIVAL DIVERSO E EQUILIBRADO

Talvez uma das coisas mais legais de ver acontecendo em eventos como este é a preocupação em ter uma programação balanceada em questões de gênero. Isso já era uma preocupação quando o Primavera Sound anunciou a edição de 2020 e que felizmente se repete para o próximo ano.
Mais felizes ainda ficamos em ver a que talvez seja a melhor representante brasileira nesse quesito: Pabllo Vittar está confirmadíssima!

***

6 – MAIS?

Sim, o Primavera Sound 2022 recém-anunciado tem tudo acima e mais um pouco. Cada olhada mais atenta ao line-up do festival espanhol soltam aos olhos bandas incríveis que na tontura das primeiras olhadas tiveram o foco desviado. Mas aí a gente volta ao pôster e vai vendo que ainda vai ter Sampa the Great, Connan Mockasin, Tops, Pond, El Mató a un Policia Motorizado…

***

7 – COVID

Diferentemente de como foi semana passada com o anúncio de outro festival gigantesco, o Lollapalooza americano, o espanhol Primavera Sound não gastou muito tempo se referindo a medidas contra a Covid.

A despeito de novas ondas e cepas do vírus, acredita-se que até o ano que vem toda a Europa esteja vacinada.

Em março deste ano, um teste do setor de música ao vivo foi feito em Barcelona, em um show para 5 mil pessoas com testes negativos para a Covid-19. Boa parte usava máscara. Mas outra parte não. E não tinha distânciamento, todo mundo estava junto. Cerca de quatro casos dos presentes foram confirmados a posterior, mas nada garantindo que a contaminação veio do show-teste.

Em 2019, em sua última edição, cerca de 220 mil pessoas foram ao Primavera. Em 2020, com o final de semana dobrado para o evento, espera-se o dobro disso. É tradicional que pelo menos metade desse público que atenderá o festival venha de outras partes da Espanha e dos países europeus vizinhos. Muitos ingleses costumam viajar a Barcelona no verão para ver o Primavera Sound.

***

8 – BARCELONA

Cidade deliciosa, bonita, no Mar Mediterrâneo, rota para outros lugares legais na Espanha e até tiro curto para fora dela, verão europeu, comidas e bebidas incríveis, rica em arte em museu e na rua, o Barcelona, o bairro gótico, clubes incríveis, programação esperta nos dias de semana, pertinho de Ibiza. E um festival como o Primavera para encarar. Se o problema não for $$$, exatamente, e as ondas zoadas da Covid deixar, não vai ter melhor lugar no mundo para se estar em junho de 2022.

***

* Abaixo, o genial filminho de apresentação do line-up do Primavera Sound 2022.

***

PS: O Primavera Sound avisou no Intagram dele que, além de acionar o zoom para ver o line-up, a gente pode esperar MAIS ATRAÇÕES A SEREM ANUNCIADAS. OK?

Ah, e ainda o festival vai acabar com uma grande festa na praia, em 12 de junho, com uma penca de DJs tocando na praia de Sant Adrià de Besòs, incluindo Nina Kraviz, Amelie Lens e Peggy Gou.

***

* Esta seção da Popload é pensada e editada por Lúcio Ribeiro e Daniela Swidrak.

>>