Em process:

Prepare-se para ser devastado. Ouça “Process”, o aguardado disco de estreia do Sampha

>>

030217_sampha1

Está sendo lançado hoje, enfim, o aguardado disco de estreia do Sampha, um dos caras mais requisitados do mundo pop. Depois de dois EPs, o músico e compositor inglês chega para devastar nossos corações com o álbum cheio “Process” e mostrar porque o Kanye West e a Solange fizeram tanta questão de ter o cara em seus discos recentes.

Acho até que não é exagero recapitular o que falamos sobre o cara por aqui neste início de semana. Sampha é guiado por um piano clássico, batidas modernas e por uma voz à la James Blake, mas mais encorpada e menos frágil.

Sampha, mais por seus créditos como artista do que por lobby, é amigo da galera do XX, já apareceu há alguns anos em disco da Beyoncé, deu um toque de arte ao hip hop pop do grande Drake, é idolatrado pelo indie-eletrônico SBTRKT; Kanye West e Frank Ocean não param de citá-lo.

Seus dotes de novo prodígio da música britânica, mesmo aos 27 anos, apareceram ainda e também no último disco da Solange, considerado por muitos um dos grandes discos de 2016. Seu estilo é soul, mas ele passeia por vários gêneros sem perder o clima.

O mais novo número da revista extracool “New Yorker”, que acabou de sair, gastou três páginas com Sampha, para dizer, entre outras coisas, que “Process”, seu disco, apesar do nome, é um dos produtos mais bem acabados da música atual. O álbum sai pela Young Turks, gravadora do XX, FKA Twigs, Jamie XX, e pode ser ouvido, na íntegra, abaixo.

>>

Enquanto prepara o lançamento de um dos álbuns do ano, Sampha lança um dos vídeos do ano. Aliás, dois

>>

* Prepare para ser devastado. O disco sensitivo-emotivo do inglês soul Sampha, esperadíssimo, sai nesta sexta-feira agora, depois de amanhã. Guiado por um piano clássico, batidas modernas e por uma voz à la James Blake mas mais encorpada e menos frágil, “Process” não para de chamar a atenção já há algumas semanas e botado o nome do artista num holofote tão brilhante que chega a cegar.

samphalabumcoverprocess

Sampha, mais por seus créditos como artista do que por lobby, é amigo da galera do XX, já apareceu há alguns anos em disco da Beyoncé, deu um toque de arte ao hip hop pop do grande Drake, é idolatrado pelo indie-eletrônico SBTRKT, Kanye West e Frank Ocean não param de citá-lo. Seus dotes de novo prodígio da música britânica, mesmo aos 27 anos, apareceu ainda e também no último disco da Solange, considerado por muitos um dos grandes discos de 2016.
Seu estilo é soul, mas ele passeia por vários gêneros sem perder o clima.

O mais novo número da revista extracool “New Yorker”, que acabou de sair, gastou três páginas com Sampha, para dizer, entre outras coisas, que “Process”, seu disco, apesar do nome, é um dos produtos mais bem acabados da música atual. O álbum sai pela Young Turks, gravadora do XX, FKA Twigs, Jamie XX. A turma dele.

Sampha vai ter um ano muito agitado para sua música style, vamos acompanhar. Ele para começar tem turnê americana, europeia e pela Ásia marcadas. Nessas, faz dois shows no cabuloso Roundhouse, em Londres, em março, um deles esgotado e o outro a caminho de. Vai abrir a turnê americana do XX em abril e maio. E aproveitando o rolê vai se apresentar no Coachella. Depois encara o Primavera Sound em Barcelona e por aí vai.

No meio de janeiro, Sampha apareceu no programa do Jimmy Fallon para tocar sozinho para os americanos, sem estar no papel de coadjuvante do Drake. A gente registrou aqui. Foi arrasador.

Ontem, dia antes do lançamento do álbum, saiu o vídeo oficial da música que Sampha mostrou no Fallon, como single que já toca muito em rádios cool da Europa: “(No One Knows Me) Like the Piano”.

A canção é meio que dedicada e inspirada na mãe do cantor, que morreu no ano passado. É sobre o piano da casa deles, em que Sampha tirou um som como pode desde os 3 anos de idade, até se transformar no músico que é.

O vídeo lançados são dois, na verdade. Um “normal” e outro em 360 graus, todo poeirento e simbólico, em que Sampha é acompanhado pela ativista e modelo Adwoa Aboah.

Como disse o informe de lançamento deste trabalho lindo, tanto música quanto vídeo são “emocionalmente crus e dolorosamente belos”. Não escreveria melhor que isso.

>>

Sampha e a apresentação de cortar o coração no Fallon. Ao piano, claro

>>

160117_sampha2

Sai dia 3 de fevereiro o aguardado álbum novo do Sampha, esperto produtor, músico e crooner britânico, que tem no currículo alguns EPs lançados. Disco cheio é o primeiro e se chama “Process”.

Ele, nome forte na cena e sempre procurado por artistas do calibre de Kanye West e Solange, por exemplo, lançou semana passada o novo single “(No One Knows Me) Like The Piano” e foi este o som escolhido para a apresentação no programa do Jimmy Fallon, na última sexta.

“Process” fará Sampha cair na estrada para um rolê pela América do Norte em fevereiro, antes de viajar também pela Europa e Austrália.

160117_sampha_slider

>>