Em queens of the stone age:

Josh Homme reativa a “mixtape mais duradoura da história” e anuncia a volta do Desert Sessions

>>

Desert-Sessions

Dentre os muitos projetos que Josh Homme, líder do Queens of the Stone Age, participou durante os anos, talvez o menos conhecido seja o Desert Sessions. Descrito como “a mixtape mais duradoura da história”, o projeto iniciou em 1997, quando Homme convidou alguns músicos para gravar um disco semi-improvisado no lendário estúdio Rancho de La Luna, localizado deserto californiano. Nos anos seguintes, Homme se reuniu com outros músicos mais algumas vezes, para gravar músicas “só pelo prazer de gravar”, e cada vez saia um par de EPs, comumente agrupados em um LP. De 1997 a 2003, foram dez EPs (ou cinco LPs), contando com músicos tipo Mark Lanegan, PJ Harvey, Dean Ween, Twiggy Ramirez, e praticamente todo mundo que já foi do QOTSA. Dessas sessões, saíram músicas tipo “Hanging Tree”, “Millionaire”, e “Make It Wit Chu”, hoje clássicas do QOTSA.

Pois agora, praticamente 16 anos após o último lançamento, finalmente anunciaram um disco novo – Desert Sessions Vol. 11 & 12. Marcado para lançamento em 25 de outubro, o disco conta com participações de gente como Billy Gibbons (ZZ Top), Jake Shears (Scissor Sisters), Les Claypool (Primus), e Mike Kerr (Royal Blood). No baixo, Matt Sweeney (Iggy Pop), e na bateria, as ótimas Stella Mozgawa (Warpaint) e Carla Azar (Autolux, Jack White), dentre outros nomes. O tracklist, capa e foto da galera reunida, você confere abaixo:

Tracklist
Move Together (lead vocal: Billy F. Gibbons)
Noses in Roses Forever (lead vocal: Joshua Homme)
Far East for the Trees
If You Run (lead vocal: Libby Grace)
Crucifire (lead vocal: Mike Kerr)
Chic Tweetz (vocals: Töôrnst Hülpft, Matt Berry)
Something You Can’t See (lead vocal: Jake Shears)
Easier Said Than Done (lead vocal: Joshua Homme)

>>

Eita! The Raconteurs recebe um novo guitarrista em show na cidade de Los Angeles. O nome dele é Josh Homme

>>

290719_josh_raconteurs2

O palco do famoso Greek Theatre, de Los Angeles, mostrou que está firme após aguentar uma reunião pesada na última sexta-feira, durante show do Raconteurs.

É que durante a apresentação da banda de Jack White e Brendan Benson, atração imperdível do Popload Festival deste ano, quem pintou no palco para dar uma ajudinha aos amigos foi nada menos que Josh Homme, que empunhou sua guitarra e desfilou riffs em “Blue Veins”.

Este foi o primeiro encontro de Jack e Josh em um palco. Antes, White havia sido entrevistado pelo líder do Queens of the Stone Age em seu programa de rádio, Alligator Hour, em uma conversa bastante variada. A torcida agora é para que a troca de figurinhas entre os dois astros do rock continue.

O registro de Josh com os Raconteurs em LA pode ser conferido abaixo. Se o Josh quiser, as portas do Popload Festival estão abertas caso ele queira repetir a dose, tal.

>>

Melhores do Ano da Popload. Qual o SHOW INTERNACIONAL de 2018? Vote

>>

* Estou em dúvida aqui se tiro o Nick Cave da contenda, para facilitar para os outros. Você me entende? Ou não?

Mas ok, vamos lá. Melhores shows internacionais do incrível ano de 2018 de taaaaaantas apresentações gringas boas. Escolha o seu em nossa enquete ou aponte outro que não está nas opções oferecidas.

4 - 141218_lcd
3 - 141218_ff

Ano que começou com Phoenix em Curitiba, teve o espetacular Gorillaz na chuva no Jockey, todo o Lollapalooza com os mágicos LCD Soundsystem, Liam Gallagher e David Byrne, não esqueçamos a Laninha Del Rey arrasando, o especialíssimo Mogwai tropicalizando um barulho no Butantã, os supraindies Connan Mockasin e Thee Oh Sees, o galã Father John Misty chamando todo mundo para uma intimidade no palco do mais bonito auditório do Brasil, At the Drive in brigando com fãs da Lorde, a Lorde em si e de sutiã, o Death Cab for Cutie tocando sentado mas tocando, a volta incrível do Franz Ferdinand, a dobradinha Foo Fighters & Queens of the Stone Age, o fodaço Deerhunter. A reta final com Morrissey e New Order.

Teve também três shows históricos. O histórico porque é sempre histórico Radiohead, o primeiro do Roger Waters no Allianz, mais pela tensão política absurda e provocando quase uma guerra de classes e de pensamento real, e o transformador Nick Cave & The Bad Seeds, retornando ao país para uma dessas experiências sonoras e sensoriais que fica muito injusto chamar de “show”.

A gente, semana que vem, vai publicar aqui duas listas. Uma de melhores da Popload em si, outra dessa convocação deste post, chamando você a votar através deste link aqui. VOTE!!!

Grande parte dos concertos sugeridos tem um “olhar paulistano”, por causa da força de SP como praça de shows e tal. Fique livre para votar, por exemplo, no Noel em Belo Horizonte (eu estava lá e até votaria, se…) ou Franz Ferdinand em Natal.

2 - 141218_radiohead
1 - 141218_lorde

** A foto do LCD Soundsystem no Lolla, a primeira deste post, é de Marcelo Brandt, do G1. Na sequência, o Franz Ferdinand em ação em São Paulo, do Fabrício Vianna/Popload. A do Radiohead, a terceira, tem crédito de César Tavares, do G1. A que fecha, da Lorde, é de Fabrício Vianna, da Popload, assim como a do Nick Cave, na home.

>>

Aconteceu: Queens of the Stone Age, desplugado, tocando “The Way You Used To Do”, na Tasmania

>>

130918_qotsa2

Mr. Josh Homme e sua trupe se aventuraram recentemente pela Oceania e lá fizeram um show especial e beneficente para o Royal Hobart Hospital Pediatrics Ward, em Hobart, no estado australiano da Tasmania.

A performance aconteceu no museu de artes e teve uma pegada mais acústica e clássica, e acabou sendo filmada e editada por uma produtora chamada Blackmagic Design.

Apesar de não se ter ainda informações mais detalhadas se o show vai ganhar um lançamento oficial, foi liberado no canal oficial do QOTSA a versão ao vivo para a canção “The Way You Used To Do”. Pesada em seu aspecto original, a faixa ficou bem calminha e linda.

Abaixo, o registro.

>>

Mad: Josh Homme protesta contra área vip e inicia um pequeno caos no show do Queens of the Stone Age na Espanha

>>

160718_qotsa_slider2

Vamos falar bastante sobre o Mad Cool hoje. Festival que é legal até no nome, a edição deste ano contou com um line-up espetacular, mas foram muitas as polêmicas. Além do Massive Attack cancelando seu show por causa do barulho do Franz Ferdinand em outro palco, Josh Homme comprou briga séria com a segurança e a organização do evento por causa da área vip.

Homme achou o espaço vip à frente do palco muito grande e “convidou” a galera da pista comum para invadir o espaço. “É melhor deixar aquelas pessoas entrarem. Não toco enquanto vocês não fizerem isso. Hoje vocês trabalhar para mim. Isto é um show do Queens of the Stone Age e vocês podem fazer o que vocês quiserem. Deixem-nos entrar. Olhem bem para mim. Ou deixem que eles entrem ou eu vou aí buscá-los”, disse o vocalista, durante a execução de “No One Knows”.

Logo depois, Josh emendou. “A razão pela qual pedi para abrirem a área é porque estou cansado de todo mundo dizendo a todo mundo o que fazer. Estou cansado de todo mundo se sentir ofendido. Viajamos milhares de quilômetros para tocar na sua festa, para dar a vocês uma noite inesquecível. E não vamos embora enquanto vocês não estiverem chapados, dançando, se pegando com alguém e tendo a melhor noite das suas vidas. Caso contrário, vocês são todos um bando de animais domesticados”.

Depois da convocação em tom até de ameaça, a segurança, a contragosto, liberou o espaço para o povão. Parte do incidente pode ser visto abaixo, separado. Tem também o show completo, em imagem profissional. O show começa no minuto 4:30 do vídeo.

>>