Em quick white sox:

Popload em Curitiba: terra do teatro (!), do James e dos novos curitibanos

>>

* Vá a Curitiba e me convide.

* A partir de hoje a Popload passa uma curta temporada na capital paranaense, que vira o centro da cultura brasileira por alguns dias, graças ao Festival de Teatro, megaevento nacional que convidou o blog.

Vou aproveitar o rolê para investigar o seguinte:
– essa peça “Deus É um DJ”, dirigida pelo Marcelo Rubens Paiva, é boa mesmo?
– O Keirrison estreia no jogo de líderes Coxa x Londrina ou não?
– O que estão tramando os Novos Curitibanos?
– Cadê o Drunk Disco nesta semana?
– O Subburbia é mesmo uma das melhores bandas indie do país?
– E essa Quick White Fox, banda com TRÊS JAPONESAS e um vídeo-bafo recém-lançado?
– Popload DJ Set no James amanhã, nas comemorações de 9 anos da Quarta Rock, vai ter eletrônico e tudo bem?
– Como está a onda das muitas bandas-cover de muitas bandas indies legais?
– E esse show do inglês Steven Severin dentro do Festival de Teatro do Curitiba. O cara foi um dos fundadores do Siouxsie and The Banshees, parceiro do Robert Smith e está no festival para apresentar um espetáculo chamado “Music for Silents”, que é tocar com importantes filmes mudos passando ao fundo.

* Show me your teeth, Curitiba!

A banda Quick White Fox, da movimentada cena dos novos curitibanos, que tem três japoneses e um baiano. É a composição mais “diferente” da cidade desde o Bonde do Rolê, que tinha três curitibanos fazendo funk carioca

O inglês Steven Severin, membro importante do pós-punk inglês dos anos 80, fundador do Siouxsie and the Banshees, se apresenta no Festival de Teatro de Curitiba botando som em filme mudo

>>