Em Raphael Bertazi:

Popload Live: hoje, 17h, no Stories da @poploadmusic, papo e música com Raphael Bertazi, o rei dos mashups

>>

* O rei dos mashups desembarca hoje, 17h, na live da Popload. Raphael Bertazi, que já juntou Elis Regina & Radiohead, Bozo (ambos) & Rage Against the Machine, Oasis & Iveto Sangalo e ainda Franz Ferdinand & É o Tchan, entre muitas outras, em combinações que ficaram PERFEITAS vai conversar com a gente e tocar uns deles daqui a pouco.

Vai ser tipo um tutorial. Bertazzi vai decompor um de seus famosos mashups, que já chegaram no Carnaval baiano, na MTV e no podcast da Popload, o Popcast, e montar ele de novo, tipo numa aula para pegar um hit indie eterno, juntar com uma música bizarra, e tudo fazer o maior sentido.

Vem com a gente, Já, já no Stories da @poploadmusic.

4 - POPLOAD-LIVES-20_05CARD

A live da Popload foi criada para proporcionar, em tempos de clausura, papo e performance com pessoas legais da nossa música. Inclusive… tocando música.

Já rolou por aqui conversa e som com Flavio FingerFingerrr, André Aldo, Eduardo Apeles, Vivian Kuczynski, Lucas Fresno, Rita Papisa Oliva e Ale Sater, do Terno Rei, Bianca e Rodrigo do Leela, Lucas da Glue Trip, Fefel do Boogarins, Duda Brack, Clarice Falcão, Gabriela Deptuski, do My Magical Glowing Lens, Jay Horsth, do Young Lights, Salma & Macloys, do Carne Doce, a trinca Naíra, Érica e Caro, do sexteto Mulamba, e João Erbetta, do Los Pirata, o Popoto, da banda Raça, a Sara Não Tem Nome e o produtor paulistano CESRV, o internacional Sessa, o cheio-de-histórias-incríveis Supla, a multimídia Lia Paris, o rapper afrojaponês-andróide Yannick Hara e a guitarrista e cantora Brvnks, o professor Frank Jorge, o brit-paulistano Charly Coombes, Tim Bernardes de O Terno, Mario Bross, do Wry, e a . Tudo regado a som ao vivo, adaptado, rearranjado, diferente, tecnicamente perdoadíssimo.

Já teve até DJ set, do ótimo Willian Mexicano, com a digníssima diva pop Pabllo Vittar participando animada. E a do Lúcio Morais, do Database. Do Trepanado, da Selvagem. Já teve conversa sobre a história da CENA brasileira com um dos personagens principais dela desde sempre, o agitador Fabrício Nobre. Já teve papo de jornalismo musical com Pedro Antunes, editor da “Rolling Stone”, também conhecido como o inventor do programa “Tem um Gato na Minha Vitrola”. Já conversamos com Bruno Natal, do podcast Resumido, e Thiago Ney, da newsletter MargeM, dois instrumentos ~modernos~ vitais para entender o mundo hoje.

A ideia da live é que ela, diária, de segunda a sexta no período de quarentena, não necessariamente tenha um horário padrão para rolar, mas até que tem acontecido bastante às 17h. A gente avisa aqui e nas redes o horário certo do dia.

Então, hoje, às 5 da tarde, no Stories do @poploadmusic, conversa e som com a cantora, compositora e cineasta Ava Rocha.

E lembrando que as Lives passaram a ficar disponíveis no igtv da conta do Popload Music, para outras revisitações ou mesmo para ver pela primeira vez. Escolha sua opção, mas veja.

>>

O Carnaval não poderia começar sem ele: o novo mashup do Bertazi, envolvendo o Iron Maiden

>>

* Cada vez mais perto da perfeição, nosso zoeiro de Pirassununga, o produtor Raphael Bertazi, saca mais um de seus incríveis mashups, este até meio carnavalesco, embora com o Iron Maiden (!?). A música mesclada vem às portas do grande Baile da Vogue e de mais uma festa tradicional brasileira onde ninguém é de ninguém.

A banda inglesa totem do heavy metal mundial foi “juntada”, na nova obra-prima de Bertazi, com a “Dança da Mãozinha”, da entidade do axé-pagode baiano Tchakabum. O som usado do Maiden foi a conhecidíssima “The Trooper”.

A música “nova”, então, virou “Iron Maiden & Tchakabum – Tchakabeast (Bertazi ‘Axé Bahindie’ Mashup)” e foi lançada hoje.

Repare, ninguém precisa mais de mashups. Faz tempo. Mas Bertazi não faz um simplesmente mashup. Ele edita de modo tão genial duas músicas aparentemente nada a ver uma com a outra que acaba virando uma terceira, com todo o sentido do mundo. Coisa de gênio.

A capa, que ganha um “Toma Conta” nela, é de uma beleza ímpar, também. Toda ela.

Abaixo, música e capa.

Obrigado, Bertazi. Mais uma vez.

>>

CENA – Quem consegue parar o Bertazi? O pagode do Daft Punk e o encontro de Beyoncé e Daniela Mercury

>>

* Psiu, psiu!

cena

Depois do Tchanz Ferdinand, o mágico produtor paulista Raphael Bertazi volta à Popload com mais dois extraordinários mashups, um encharcando de pagode o mitológico duo francês Daft Punk e outro promovendo o encontro de duas supermulheres, cada uma na sua cena: a grávida Beyoncé e a baianaça Daniela Mercury.

O resultado sonoro é, para variar, genial. As capas são de lascar de boas. O lance do Daft Punk featuring Companhia do Pagode se chama “Robozinho Empinadinho” e o da Bey vs. Dani é “O Boy Mais Belo dos Belos”.

Vote Bertazi para presidente do Brasil!

>>

CENA – Axé Bahindie urgente!!! Bertazi junta Franz Ferdinand e É o Tchan e faz o Tchanz Ferdinand. E tem Clash e Ivete, para acabar com tudo

>>

cena

* Alguém tem que dar um Grammy para esse cara. O genial 2ManyDJs, se ninguém lembra, começou com mashups à primeira vista improváveis. Talvez menos zoeira que as do Raphael Bertazi. Mas e daí? Quem disse que a obra do nosso brasileiro não é séria???

Às portas do Carnaval-al-al, o mashupeiro oficial da cena brasileira concebe, direto de Pirassununga, no interior de SP, concebe mais algumas pérolas que misturam bandas inacreditáveis da música independente com bandas i-na-cre-di-tá-veis da música popular brasileira. Acredite.

Essa Franz-Ferdinand-meets-É-o-Tchan é sensacional. Virou Tchanz Ferdinand. Mix do hino “Take Me Out” com trechos de vários ~hinos~ do histórico É o Tchan. Na real, é um jogral do Alex Kapranos com o Compadre Washington, haha. E, pensa, o Bertazi diz que tem até Banda Eva no sampler. Gênio.

**

* A coisa não para aí. Bertozi escalou o Clash para duelar com a Ivete Sangalo, ela de novo e sempre boa, nessa “Céu de London”, que é a clássica “Train in Vain”com “Céu de Boca”. Tem até capa representativa. Obra-prima.

Captura de Tela 2017-02-13 às 3.28.52 PM

**

* Eu já disse aqui antes e volto a repetir. O Raphael Bertazi deveria ter um bloco de Carnaval. E iria reunir mais gente que esses blocos do Rio de 1 milhão de seguidores.

>>

“Garota de Iphonema” junta Jobim e a Siri, do Iphone. Coisa do Bertazi, claro!

>>

* Os geniais remixes de Raphael Bertazi, o rapaz de Pirassinunga que faz cruzamentos musicais improváveis fazerem o melhor sentido do mundo, tipo quando misturou Morrissey com Compadre Washington, estão de volta. A gente não sabe o que fazer muito com esses mashups depois de ouvi-los algumas vezes, mas que eles são um trabalho notável, isso são!

Screen Shot 2015-11-23 at 16.05.03

Depois de um tempo sumido, Bertazi retorna com uma baita ajuda tecnológica, vamos assim dizer. Ele, que já misturou É O Tchan com Strokes e Racionais com Chapolin Colorado, desta vez apareceu com um som mais “nerd vibes”, tipo “Vale do Silício meets Rio de Janeiro”.

O clássico “Garota de Ipanema” foi encontrar nova cara com uma ajuda dos sons do iPhone, é a Bossa Nova revisitada pela Apple. E virou “Garota de Iphonema”. Ou, no nome certo, “Tom Jobim vs. Apple – Garota de iPhonema, featuring Siri (Bertazi Mashup)”. Se liga!

>>

Haha. O enredo é quase sempre o mesmo. Mas só melhora. Sabe o Raphael Bertazi, né? O moço de Pirassununga, produtor responsável por cruzar de forma incrível e improvável os caminhos da música baiana com o indie, aprontou mais uma com sua série “Axé Bahindie”.

Depois de soltar a “Revoltinha da Garrafa” envolvendo o Rage Against the Machine e a Companhia do Pagode, misturar o David Bowie com a Gaby Amarantos, os Ramones com o Roberto Carlos e o Strokes com o É O Tchan!, agora o Bertazi vem com o… o… The Smiths meets Compadre Washington!