Em record store day:

A lista completa e 10 destaques do Record Store Day 2016. Incluindo Patti Smith, Bowie e muito mais

>>

080316_rsd2

Dia 16 de abril é a data da edição 2016 do Record Store Day, evento cada vez mais importante e abraçado pela indústria da música, no qual são lançados e relançados singles, EPs e discos de artistas independentes até o David Bowie.

O movimento, que ainda caminha a passos lentos em países como o Brasil, bomba nos Estados Unidos e movimenta diversas lojas de disco (elas ainda existem), em todos os cantos do país.

A divulgação da lista de lançamentos hoje em dia é praticamente tão aguardada quanto um line-up do Coachella e foi divulgada hoje. No meio das centenas de produtos e raridades em tiragens limitadas que serão lançados, a Popload selecionou dez, de gente como Patti Smith, Mac DeMarco e Flaming Lips.

A lista completa pode ser baixada aqui. A seleção preliminar de coisas interessantes sob o olhar da Popload aparece abaixo:

* DAVID BOWIE – Relançamentos de “TVC 15” e “The Man Who SOld the World” + aniversário de 50 anos de seus singles lançados pelo selo Pye. Tiragem: 5.000 cópias

* MAC DeMARCO – Another (Demo) One, disco com 16 faixas gravadas pelo canadense em seu quarto. Tiragem: 1.000.

* BIG STAR – Show de reunião da banda Live at Missouri University, em 25 de abril de 93, em LP duplo. Tiragem: 4.000.

* PATTI SMITH – Horses ao vivo no Electric Lady Studios, regravado ano passado no mesmo estúdio onde foi gravado o álbum original. Tiragem: 2.000.

* METZ & MISSION OF BURMA – Uma banda fazendo cover da outra no single 7″ “Good Not Great” / “Get Off”. Tiragem: 4.000.

* FLORENCE AND THE MACHINE – “Delilah / Only Love Can Break Your Heart”. Versões de estúdio e demo de “Delilah” + a cover de Neil Young. Tiragem: 4.000.

* HOPE SANDOVAL – Single 7″ com músicas inéditas. Tiragem: 2.000.

* BEST COAST – Single 7″ com duas b-sides inéditas: “Late 20s” e “Bigger Man”. Tiragem: 3.000.

* CHVRCHES – EP de remixes do disco Every Open Eye, incluindo versão do Four Tet. Tiragem: 5.000.

* THE FLAMING LIPS – Versão alternativa de Cloud Tastes Metallic + quadrinhos escritos e ilustrados por Wayne Coyne. Box com 8 LPs chamado eady Nuggs Vol.II Studio Albums 2006 – 2012. Tiragem: 4.000.

>>

Record Store Day: novo disco do U2 era, na verdade, um disco velho do TOOL. Hein?

>>

* UTool.

230415_u2

Definitivamente, o mais recente disco do U2 nasceu para ser polêmico. Não bastasse todo o bafafá que envolveu seu lançamento repentino via iTunes no mundo todo, quando até quem não queria recebeu o disco em seus aparelhos, a banda irlandesa passou por mais um perrengue no último fim de semana com o Record Store Day.

“Songs Of Innocence” teve uma versão especial lançada em vinil. Só que muitos fãs, ao abrir o produto, se depararam com cópias de “Opiate”, disco da banda americana de metal experimental TOOL lançado em 1992 e que nem fazia parte dos lançamentos do RSD deste ano.

230415_tool

Ainda não houve um comunicado oficial por parte das gravadoras informando quantos discos foram afetados e qual a razão desse deslize. Ou seria uma estratégia meio maluca?

A verdade é que diversos fãs premiados postaram fotos em redes sociais relatando o fato.

230415_toolu2

>>

O Cloud Nothings está nu. E foram seus amigos que o despiram

>>

160415_cloud2

Enquanto aproveita um rolê pela Califórnia, onde é uma das atrações do festivalzaço Coachella, o grupo indie quase hardcore Cloud Nothings anunciou para este fim de semana o lançamento de um projeto exclusivo para o Record Store Day, que acontece sábado agora, 18.

O grupo de Cleveland convidou alguns amigos da região para remixarem faixas de seu mais recente disco, “Here and Nowhere Else”, lançado ano passado. Os convites partiram do vocalista e líder da banda, Dylan Baldi, que convocou gente como Outer Space, Factorymen e Goldberg, para mostra um outro lado do Cloud Nothings em “Here And Nowhere Else (In Wingdings)”.

O resultado em 8 faixas foi mais um trabalho experimental do que eletrônico, como o termo remix pode sugerir. O álbum retrabalhado será lançado em vinil e está disponível para audição gratuita, em oferecimento da própria banda.

>>

Brasil acorda para o Record Store Day. Superfeira de discos do MIS terá 70 expositores, algumas bandas e um Kid Vinil

>>

* Coisa muito séria nos EUA e Inglaterra, o Record Store Day agora em abril agita o mercado da música, em especial o de discos e mais especial ainda o de loja de discos, com grandes e pequenos artistas se envolvendo de forma efetiva, seja U2, seja Parquet Courts. São preparados para a data lançamentos especiais em edições limitadas, relançamentos de discos famosos em versões de luxo, programação de shows pequenos dentro das lojas e tudo mais.

O Record Store Day nasceu como um movimento das lojas de discos independentes americanas em 2007 e sempre ocorre no terceiro sábado do mês de abril. A ideia surgiu em um encontro de donos de record stores em Baltimore, para discutir sua sobrevivência em tempos de música virtual, em que até superlojas tipo Virgin, Tower Records e HMV foram à falência como tais. Hoje, o Record Store Day lá é uma organização com sede, diretoria e CNPJ.

Screen Shot 2015-04-08 at 15.29.45

O Brasil, com a sobrevivência de pequenas lojas indies de São Paulo e o surgimento de algumas novas na esteira da importante revitalização do vinil e dos estabelecimentos enquanto ponto de encontro com bar e palco para shows, tenta há algum tempo pular na barca do Record Store Day, com iniciativas ainda que tímidas durante estes últimos anos. Mas agora a coisa parece que pode decolar. O Museu da Imagem e do Som, o MIS, na avenida Europa, resolveu abraçar a causa que até então acontecia modesta no underground.

Então, no dia 18, sábado da outra semana, em parceria com Locomotiva Discos (loja agitadora de Marcio Custódio, no Centro de SP), o MIS em sua área externa com entrada para o auditório e o foyer organiza um feirão de discos para comemorar a data, com entrada gratuita. Serão cerca de 70 expositores para fazer acontecer venda, troca e compra de CDs novos e usados, raros, importados e nacionais.

Screen Shot 2015-04-08 at 16.29.53

O padrinho do evento não podia ser mais bem escolhido. Ou pelo menos ter o melhor nome para a ocasião. O expert em discos, produtor, jornalista, empresário, colecionador, músico e outras tantas alcunhas sonoras Kid Vinil vai ser o “mestre-de-cerimônias” deste Record Store Day brasileiro. Kid aproveitará o evento para autografar sua biografia, “Kid Vinil – O Herói do Brasil”, que está sendo lançada. Ele autografará ainda o compacto em vinil de “Beatriz”, canção de sua atual banda, o Kid Vinil Xperience.

O feirão de discos do RSD brasileiro acontecerá das 12h às 20h e terá pocket-shows de bandas e artistas grupos independentes, a serem anunciados. O conhecido Romulo Fróes é um deles.

O evento tem um… evento criado no Facebook, aqui.

* RECORD STORE DAY BRASILEIRO – É óbvio que temos um chão a percorrer para termos um RSD no mesmo nível, mas esse feirão dentro de uma instituição como o MIS é bem importante para o mercado independente de discos daqui.
Coisas legais e/ou diferentes estarão disponíveis no Record Store Day no MIS, como:
– algumas cópias do álbum “Molhado de Suor”, disco de 1974 de Alceu Valença (raro, original da época, primeira prensagem, R$ 390,00)
– “Tropicália: ou Panis et Circencis”, primeira edição, 1968, original de época, em mono, autografado por Caetano Veloso, Gilberto Gil e Gal Costa, R$ 700,00)
– Mutantes/Mutantes, primeira edição desse álbum, em mono, R$ 650,00).
Serão lançados neste dia, na feira, discos como:
– o álbum duplo “Girls in Peacetime Want to Dance”, do Belle & Sebastian
– “Tudo Esclarecido”, da cantora Zélia Duncan
– “Vitória”, recém-lançado álbum do Dead Fish depois de um hiato de cinco anos
– “Convoque Seu Buda”, do Criolo

>>

Record Store Day no Brasil venderá single exclusivo do Criolo

O Record Store Day, que de repente virou um dos maiores eventos da música, acontece sábado, dia 19. Na gringa, cerca de 500 lançamentos de bandas especialíssimas são guardados para sair nesse dia, que existe desde 2007, começou pequenininho e hoje está gigantesco, e serve para reunir as bravas lojas independentes de discos que insistem em sobreviver na nova era. A gente já vem falando desse dia há tempos por aqui.

Tipo neste post recente, em que listamos a maioria dos lançamentos, que vão de Disclosure e Haim a David Bowie, Jay Z e Joy Division.

Do novo Parquet Courts ao “Supersonic” do Oasis. Da caixa do Soundgarden ao Mastodon live. O cassete do Skrillex aos 5 álbuns luxo do último show do LCD Soundsystem. De Tame Impala ao vivo ao Ramones de quatro faixas que só saiu nos anos 80 na Inglaterra. Sem falar no single de Nirvana “Pennyroyal Tea”, com ”I Hate Myself and Want To Die” de lado B, em 7 polegadas e 6 mil cópias apenas, disco que sairia em abril de 1994 como terceiro single do álbum “In Utero”, mas que foi abortado por causa da morte de Kurt Cobain, dia antes.

Jeff Tweedy, do Wilco, celebra o Record Store Day porque foi vagando em loja de disco que ele foi introduzido às bandas que marcaram a vida dele. Ele chegou a trabalhar numa loja indie de disco. Paul McCartney disse que nada na vida dele é tão glamuroso do que uma loja de disco. E ele também acha importantíssima a data de 19 de abril, por isso.

Daí que eu tava vendo no site oficial do Record Store Day que tem umas lojas de discos brasileiras cadastradas: umas do Rio, SP, Goiânia, Porto Alegre, Recife… Entrei no site delas e pelo menos por ali não deu para pescar nenhuma programação especial para o RSD.

Mas um grupo de lojas em SP, a Locomotiva Discos, está divulgando um envolvimento independente ao independente Record Store Day. Nas duas lojas no Centro e na de Pinheiros a Locomotiva vai botar 20% de desconto, no sábado, em todos os discos de seu estoque, vinis nacionais ou importados.

E, como artigo especial para o Record Store Day, a loja vai vender o single “Duas de Cinco”, do Criolo, um vinil branco de 10 polegadas. Em edição de 500 cópias numeradas. Esse disco do Criolo vai estar à venda apenas no sábado.

Não vamos ter um agitado Record Store Day aqui no Brasil, até onde eu sei, mas já há uma conexão pequena para que isso vire algo grande no ano que vem, não?

Screen Shot 2014-04-17 at 19.30.46

>>