Em robert smith:

Gorillaz lança o Robert Smith ao espaço e prepara o maior disco deste mundo para outubro

>>

Captura de Tela 2020-09-10 às 8.16.04 AM

* Estou exagerando?
Dá uma olhada na lista de convidados de “Song Machine Season One Strange Timez”, álbum completo que o grupo-cartoon inglês Gorillaz revelou ontem à noite, com a maior lista de convidados da história recente.

O disco sai dia 23 de outubro em vários formatos e apresenta, entre outras, participações do naipe de Robert Smith, Beck, ScHoolboy Q, St. Vincent, Elton John, 6LACK, Georgia, Octavian, Kano, Slowthai, Peter Hook, EARTHGANG, Unknown Mortal Orchestra, Joan As Police Woman, Slaves, Goldlink, UMO, JPEGMAFIA, Skepta, Tony Allen. Algumas faixas já são conhecidas.

Ontem mesmo, liberaram de vez a música e o vídeo que têm a participação do veterano cool Robert Smith, o dono eterno da banda The Cure, e pertence a essa série “Song Machine”. A mesma que soltaram um teaser na segunda-feira. Nos streamings, a banda de Damon Albarn e do Noodle subiu quatro faixas: duas historinhas curtas, a música com Smith em si e um remix desta chamado “Aurora”. Seria a cantora, haha?

“Fizemos essa música com o Robert Smith toda por email”, falou o Damon Albarn na 6Music, a emissora de rádio linda da BBC. “Eu amei a ideia, excelente. Eu senti a força vindo em ondas e pensei: melhor colaborar com eles”, disse o incrível líder do Cure.

Aqui, o vídeo:

***

* O projeto todo em disco de “Song Machine Season One Strange Timez”, para completar, tem duas versões. Uma “normal”, com 11 músicas, e outra deluxe, com 17. Ficam assim:

– Versão normal –
1. Strange Timez (ft. Robert Smith)
2. The Valley of The Pagans (ft. Beck)
3. The Lost Chord (ft. Leee John)
4. Pac-Man (ft. ScHoolboy Q)
5. Chalk Tablet Towers (ft. St Vincent)
6. The Pink Phantom (ft. Elton John and 6LACK)
7. Aries (ft. Peter Hook and Georgia)
8. Friday 13th (ft. Octavian)
9. Dead Butterflies (ft. Kano and Roxani Arias)
10. Désolé (ft. Fatoumata Diawara) (Extended Version)
11. Momentary Bliss (ft. slowthai and Slaves)

– Versão normal –
1. Strange Timez (ft. Robert Smith)
2. The Valley of The Pagans (ft. Beck)
3. The Lost Chord (ft. Leee John)
4. Pac-Man (ft. ScHoolboy Q)
5. Chalk Tablet Towers (ft. St Vincent)
6. The Pink Phantom (ft. Elton John and 6LACK)
7. Aries (feat. Peter Hook and Georgia)
8. Friday 13th (ft. Octavian)
9. Dead Butterflies (ft. Kano and Roxani Arias)
10. Désolé (ft. Fatoumata Diawara) (Extended Version)
11. Momentary Bliss (ft. slowthai and Slaves)
12. Opium (ft. EARTHGANG)
13. Simplicity (ft. Joan As Police Woman)
14. Severed Head (ft. Goldlink and Unknown Mortal Orchestra)
15. With Love To An Ex (ft. Moonchild Sanelly)
16. MLS (feat. JPEGMAFIA and CHAI)
17. How Far? (ft. Tony Allen and Skepta)

>>

Gorillaz vai levar o Robert Smith para o espaço, em novo single. A cura?

>>

* Ou seria buscar no espaço?

Por enquanto é só o aviso. Mas que aviso! Uma das poucas notícias pop a agitar o final de semana aconteceu no nosso feriado de independência OU morte, dando conta de que a bandaça-cartoon Gorillaz vai dar sequência a sua série “Song Machine” trazendo como um de seus convidados ilustres o icónico Robert Smith, da mais que icónica banda The Cure.

“Coming up on Song Machine… It’s Robert Smith.”

A notícia apareceu no Twitter e Instagram do grupo de Damon Albarn. Nenhuma data certa foi feita oficial. Mas o colorido Gorillaz com um toque algo gótico deve render material visual maravilhoso, além obviamente da música.

Entre os músicos já convidados para a série “Song Machine” estão Slowthai, Slaves, Octavian, Skepta, Tony Allen, ScHoolboy Q.

E se o cartaz ilustrativo entrega alguma coisa de como vai soar a música, ela será, digamos, espacial… Agora, se a “viagem” permitir, seria um indicativo de que o Gorillaz estaria buscando a CURE para trazer à Terra. Vai saber.

Veja abaixo.

>>

Apto para pedir música no Fantástico, Robert Smith diz que The Cure está trabalhando em TRÊS discos novos

>>

* Pode falar que foi boa, Robert.

091019_thecure2

Seguindo com seu ano cheio de trabalho, Robert Smith andou dando declarações bastante animadoras para os fãs do seminal The Cure.

Além dos shows especiais pelos 30 anos do álbum “Disintegration”, já era sabido que a banda inglesa prepara para o final do ano o lançamento de seu primeiro disco de inéditas em 11 anos. Só que a novidade triplicou.

Em entrevista ao portal mexicano Zocalo, Smith disse que não tem apenas um disco em curso, mas sim TRÊS, cada um em um diferente estágio.

Diz o líder do Cure que o primeiro, de fato, já é o que vem sendo alardeado há alguns meses e deve ser lançado em dezembro, na época do Natal. Ele falou até em um nome (que deve ser mudado): “Live from the Moon”, e que é um álbum de canções mais intensas e obscuras.

Já em relação ao segundo disco dos três, ele disse que está em um estágio mais avançado. “Este se refere a peças muito mais livres e com sons mais pronunciados e potentes, que precisam ser gravados ao vivo com a experiência de reunir um conceito baseado na interpretação do momento”, explicou.

O terceiro e último, de acordo com o vocalista, é o mais maluco. “É um disco de barulhos, com diferentes aspectos e ambientes, todos baseados em experiências em um palco ou nos meus caminhos, em situações onde esses barulhos estão presentes e com os quais estamos tão acostumados que não prestamos tanta atenção”.

O último álbum cheio do Cure é “4:13 Dream”, lançado láaa em 2008.

>>

Eita! Além do disco novo este ano, The Cure arma quatro shows na Austrália para comemorar os 30 anos do clássico “Disintegration”

>>

260618_robertsmith_slider

O ano de 2019 tem tudo para ser especial para o seminal The Cure. Além de um aguardadíssimo disco de inéditas e um rolê por cerca de 20 festivais pela Europa no meio do ano, a banda de Robert Smith está preparando uma celebração acerca de um de seus grandes álbuns.

O discaço “Disintegration”, oitavo de estúdio deles, será tema principal de uma série de shows na pomposa Opera House de Sydney, na Austrália, nos dias 24, 25, 27 e 28 de maio, talvez o lugar mais bonito de show no planeta.

O maravilhoso álbum, que completa 30 anos agora em 2019, será tocado na íntegra. Os shows contarão, também, com performances de sons mais raros que o grupo não costuma tocar ao vivo.

Indicado ao Hall da Fama do Rock neste ano, o Cure prepara para algum momento do ano o lançamento de seu novo disco. Ano passado, em entrevista à BBC 6 Music, Roberth Smith confirmou que havia alugado um estúdio porque havia recuperado a vibe de escrever novas canções. O novo álbum será o primeiro deles desde “4:13 Dream”, que saiu em 2008.

E, SIM, o Brasil tem tentado desde o ano passado se encaixar na agenda “in progress” da banda. Uma hora deve rolar um anúncio concretizado disso por aqui.

>>

De lá para cá, daqui para lá: The Cure revisita todos os seus discos em show especial na Inglaterra

>>

Foto: Jim Dyson/Getty Images

Foto: Jim Dyson/Getty Images

No último domingo, o seminal The Cure fechou a programação do Meltdown Festival, que neste ano teve curadoria de Mr. Robert Smith. E o show, claro, foi no mínimo especial.

O Cure encanou de tocar músicas de todos os seus discos e dividiu a apresentação em duas. A primeira, chamada “From There To Here”, contou com uma música de cada um de seus 13 álbuns em ordem cronológica, do começo de carreira até os dias atuais, culminando na não lançada “It Can Never Be The Same”. Já a segunda parte, “From Here To There”, aconteceu em ordem inversa, partindo da mais recente música deles que se tem notícia, “Step Into The Light”, de 2016, e terminando na clássica “Boys Don’t Cry”.

Em maio passado, Smith confirmou para a BBC 6 Music que alugou um estúdio para os próximos meses onde o Cure começaria a gravar demos de músicas novas e que o festival o encorajou a criar material novo. “Instantaneamente me apaixonei com a ideia de escrever novas canções”, disse ele. Dia 9 de julho o Cure completará 40 anos de estrada. Eles farão um show no Hyde Park em comemoração.

Setlist
From There to Here
Three Imaginary Boys
At Night
Other Voices
A Strange Day
Bananafishbones
A Night Like This
Like Cockatoos
Pictures of You
High
Jupiter Crash
39
Us or Them
It’s Over
It Can Never Be the Same

From Here to There
Step Into the Light
The Hungry Ghost
alt.end
The Last Day of Summer
Want
From the Edge of the Deep Green Sea
Disintegration
If Only Tonight We Could Sleep
Sinking
Shake Dog Shake
One Hundred Years
Primary
A Forest
Boys Don’t Cry

>>