Em romy:

Loira e linda, Dua Lipa aparece toda elétrica em single feito em parceria com o Diplo e Mark Ronson

>>

060918_dualipa2

Popstar mais carismática do momento (não?), Dua Lipa está toda lindona no vídeo para a nova “Electricity”, canção feita em parceria com o Silk City, duo que consiste na união dos bambas Diplo e Mark Ronson.

A cantora britânica protagoniza o vídeo como anfitriã de uma balada cool em um flat, em uma noite quente e sem eletricidade. Ela canta, dança, pula em cima do sofá. Ou seja, a dona do agito. Convidados, Ronson e Diplo não chegam a tempo e perdem o auê.

Dua Lipa tem se destacado como uma das principais revelações da música pop nos últimos anos e considerada por muitos a maior estrela da música britânica hoje. É talentosa a menina. “Electricity” foi composta pela Florence com a Romy Madley Croft, do the xx.

>>

A grande volta do XX. Por trás de uma “pequena” música do Jamie XX

>>

Screen Shot 2015-11-23 at 8.25.50

* Um fato desdobrado em outro. Tinha ouvido essa ao vivo na quinta, via Radio One, mas agora temos o vídeo da pequena maravilha. Uma reunião nos estúdios da rádio inglesa, no programa da grande Annie Mac, botou como pano de fundo uma performance estrelada para “Loud Places”, uma das músicas mais bonitas do ano, fruto do disco solo do produtor Jamie XX, um dos discos mais bonitos do ano. Tudo, então, fazendo sentido. Mas, para essa session especial, Jamie trouxe Romy XX e Oliver XX. Ou seja, The XX. Para completar, trouxe o Four Tet (Kiran Hebden) para fazer barulhinhos, enquanto convidou a baterista Stella, do Warpaint, para fazer barulhão. Chic.

Jamie XX ainda deu entrevista, no programa, para a Annie Mac. Ele soltou que de hoje até o Natal o XX tem estúdio reservado para o próximo disco, o terceiro do especialíssimo trio, que vai ser lançado no ano que vem. O álbum novo já estaria “desenhado”, faltando agora gravá-lo para valer. Ele vem suceder, finalmente, o “Coexist”, que saiu lááá em 2012.

>>

A Solange e o XX

>>

* Em dezembro, em Nova York, tentei ir ao Bowery Ballroom ver o show da Solange Knowles, atriz e modelo içada agora à condição de nova musa do R&B americano, mesmo sem ingresso (o show estava esgotado há tempos, parece). Para a maioria das vezes, com um pouco de sorte, rola descolar um ticket na hora no Ballroom para um concerto bombado. Morrer com uma grana de cambista na saída do metrô, comprar de alguém cujo amigo desistiu e tals. Depois de meia hora flutuando sem sucesso pela porta do clube, um segurança chegou a mim e disse: “Hoje esquece”.

Na última quarta-feira, Londres recebeu o primeiro show da Solange Knowles como “cantora bombada” na capital inglesa.

Reconhece o sobrenome? Solange é irmã da musa-suprema-salve-salve Beyoncé. Família abençoada pela genética, ao que tudo indica, gerando meninas com estrutura para manter quadris para toda obra e o dom de fazer música pop boa. Para ajudar, a garota é, ainda por cima, também cunhada do mega-rapper Jay-Z. Buscando evitar sombras familiares, miss Knowles, não aquela outra, quer ser chamada de apenas “Solange”.

Mas voltemos à noite de quarta.

Solange se apresentou no hypadíssimo XOYO, em Shoreditch, o Brooklyn londrino. O XOYO sempre traz uma bela lista de shows e DJs para o seu calendário anual, só nome #treta da nova geração ou da velha querendo pagar de “descolex”.

No show, além do desempenho obrigatório de “Losing You”, que trouxe a donzela R&B para a mídia e tudo mais, Solange achou de desencavar para os ingleses uma cover de Nicole Wray, outra cantora de R&B, mais caída para o hip hop, que deu certa bombada no final dos 90 e atingiu um certo ar cult. Para o grau “cult” ir às alturas ainda mais, Solange chamou Oliver Sim, metade da voz do XX, para fazer o duo em “Make It Hot”, o hit de Nicole. A voz masculina do XX, mais ou menos, encarnou uma Missy Elliott rápida no cover.

Romy XX, que estava na plateia, fez questão de deixar de mencionar o assunto na fanpage da banda inglesa, toda orgulhosa da participação de Oliver no show da pupila Knowles.

* Make it hot, Solange!

>>