Em Sam Herring:

Uma session massa do Future Island? Pois não…

>>

Captura de Tela 2020-11-24 às 10.41.07 AM

* Session da rádio americana KEXP, de Seattle, já devia ter um link direto de postagem automática na Popload. Vou sugerir para eles, vamos ver.

Principalmente quando a session da vez, por exemplo, é de uma banda como a Future Islands, do dançarino Sam Herring, uma das pessoas que a gente mais gosta na música.

O vídeo que a KEXP subiu ontem tem tipo 1h15 de duração, mas música mesmo foram quatro, todas do apaixonante sexto álbum do Future Islands, “As Long as You Are”, lançado em outubro. São elas “For Sure”, “The Painter”, “Born in a War” e “Moonlight”.

Foi uma session gravada e enviada para a emissora indie da terra do grunge. A sala meio apertada da performance não dava muito lugar às danças rompantes de Herring”, mas temos ali um balancinho dele.

Fora a música, e deu para perceber pela duração do vídeo, tem muito papo, numa entrevista com todos os quatro integrantes e conduzida pela DJ Morgan. Para quem quiser encarar sem pular direto para as músicas, a conversa é bem legal. Tem detalhes sobre como fazem música, sobre o último disco e até sobre a nova vida de Sam, que hoje vive na Suécia com seu “partner”.

Enjoy!

>>

A dancinha do Sam… Future Islands toca single novo na TV americana

>>

Captura de Tela 2020-10-09 às 9.54.03 AM

* Que saudade que estávamos dessa “dancinha” esquisita e característica do maravilhoso Samuel Herring, o vocalista-performer da banda americana Future Islands, talvez o som mais escancaradamente romântico do indie depois do Father John Misty, que também dançava em show que era uma beleza, mas deu um tempo dos movimentos corporais ao microfone.

Mas, enfim, o Future Islands apareceu à distância no programa tardão do Stephen Colbert na quarta-feira, na TV americana, como a atração musical de encerramento, e mandou o single novo, a bacana “For Sure”, que vai estar no novo álbum, “As Long As You Are”, o sexto deles, que sai HOJE.

E tem mais, além da dancinha própria do Sam. O jeito que ele, ali de camisa social abotoada até em cima, com as mangas dobradas e para dentro da calça, bate no peito ou bota a mão no coração na hora de cantar um trecho mais “vulnerável” é de matar.

>>

Série Tiny Desk lembra session em que o Future Islands tocou com Keith Herring cantando sentado, veja bem!

>>

Captura de Tela 2020-09-22 às 6.18.55 PM

* Ninguém canta como o Sam Herring, líder improvável da banda americana Future Islands, uma das nossas favoritas há muito tempo. Ninguém urra como o Sam. Mas, principalmente, ninguém canta como ele.

Daí, nestes dias, uma das nossas séries prediletas na internet, a série Tiny Desk, shows incrivelmente lindos dentro de um escritório, produzida pela NPR, o conglomerado de rádios americanas NPR que faz esse famoso programete virtual em Washington DC, resolveu desencavar neste esquema pandemia uma apresentação de 2011 do Future Islands em seu domínio.

Foi uma das primeiras da Tiny Desk, série criada há dez anos, em 2010 portanto.

O Future Islands fez performance de três músicas: “On the Water”, “The Ink Well” e “Walking Through that Door”. A banda de Baltimore estava esquentando as turbinas para lançar seu terceiro álbum, “On the Water”, dali a alguns meses.

A session é muito bonita, quase crua. O único senão é que, num ambiente de escritório e ainda definindo seus formatos, Sam Herring não dançou. Cantou sentadinho. Mas está valendo.

>>

Future Islands anuncia primeiro álbum em três anos e divulga novo single lindo, com o Sam Herring botando emoção em um vídeo singelo

>>

120820_futureislands2

Se a pandemia não vai embora, vamos encará-la dançando/chorando ao som das batidas incríveis do Future Islands e a voz emocionante de Sam Herring.

É que a banda norte-americana enfim oficializou os detalhes de seu primeiro disco em três anos. “As Long As You Are” será lançado dia 9 de outubro e é o sexto de estúdio da animada trupe de Baltimore.

O primeiro sinal de que o Future Islands estava tramando algo bom foi a divulgação da ótima “For Sure” no mês passado. Agora, conhecemos através de um vídeo singelo e lindo mais uma faixa do projeto, chamada “Thrill”, esta mais desacelerada do que de costume.

Junto com o lançamento do disco, teremos a oportunidade de ver Sam e suas dancinhas únicas em um show ao vivo, diretor de Baltimore, também em 9 de outubro. No total, o novo álbum tem 11 canções.

“As Long As You Are” – Tracklisting
1. Glada
2. For Sure
3. Born In A War
4. I Knew You
5. City’s Face
6. Waking
7. The Painter
8. Plastic Beach
9. Moonlight
10. Thrill
11. Hit The Coast

>>

A dancinha do Sam perto da gente. Future Islands toca no Brasil em maio

>>

* Opaaaaaaaaaa!

sam3

A deliciosa banda indie americana Future Islands, comandada pelo desengonçado-cool fofo-cavernoso Sam Herring, toca no Brasil em maio deste ano. Um show em São Paulo é certo. Não temos notícias ainda de mais shows pelo Brasil.

O anúncio da primeira vinda da banda de Baltimore ao país deve sair nos próximos dias. É certo que o grupo de Sam toca, pelo menos, no dia 5/5 em Bogotá, Colômbia, no dia 7 em Lima, no Peru, e no dia 12 em Santiago, no Chile. Brasil deve estar no entre-datas de Peru e Chile.

Sam Herring é um dos figuras mais pitorescos da música independente atual, para muito além das canções boas do Future Islands. Visual mais para gerente de banco do que para rock star, dancinha absurda de desencontrada, uma voz que oscila entre o romântico fofura para abraçar e o romântico descontrolado de dar medo, Herring é um espetáculo magnético para ser visto ao vivo.

sam1

O Future Islands lançou no ano passado seu quinto álbum, “The Far Field”, três anos após estourar mesmo no “grande público indie” com o quarto disco, o grande “Singles”. Um reconhecimento “tardio”, de certa forma, assim como o War on Drugs, para citar como exemplo. O disco de estreia do Future Islands é “Wave Like Home”, de 2008, quase dez anos atrás.

Veeem, Sam!!

>>