Em saturday night live:

Popnotas – O documentário tombado da Karol Conká. O menor show do mundo na “Tiny Desk”. O volume dois do Boogarins. E as homenagens do Kid Cudi ao Kurt Cobain

>>

– A hoje nacionalmente polêmica rapper curitibana Karol Conká, que há poucos meses saiu algo cancelada do programa global “Big Brother Brasil”, do qual participou, com taxa de votação altíssima, está ganhando um mimo da emissora carioca, para ajudá-la na retomada de sua carreira. Vem aí o documentário “A Vida Depois do Tombo”, título muito bom que brinca não só com seu episódio no famoso reality quanto com seu maior sucesso, o single “Tombei”, de 2014. O doc sai no final do mês, dia 29, na Globoplay, prometendo “bastidores de seu novo projeto”, além do impacto do reality show em sua carreira.

***

– O menor show do mundo só poderia ter acontecido dentro da série “Tiny Desk”, do conglomerado de rádios americanas NPR. Esta performance especial foi feita, ainda que para a “Tiny Desk”, dentro da versão virtual do South by Southwest deste ano. E foi protagonizada pelo inovador trio de hip hop experimental Clipping., de Los Angeles. Foram seis músicas tinies em 15 minutos. Tipo impressionante de tão pequeno este show.

***

– Banda indie brasileira de alto padrão musical ainda que lançando demos, outtakes ou sonorizando memórias, o Boogarins acaba de lançar o volume 2 de seu “Manchaca”, disco que remonta à temporada que o quarteto goiano passou na casa de mesmo nome em Austin, Texas, em 2016, que resultaria no EP “La Vem a Morte”, de 2017, e no álbum “Sombrou Dúvida”, de 2019. O volume 1 foi lançado em agosto do ano passado. Este “Manchaca: A Compilation of Boogarins Memories, Demos and Outtakes from Austin, TX – Vol. 2” traz 12 faixas, sendo a última delas a “Far and Safe”, versão em inglês da famosa “Te Quero Longe”), que teve letra reformulada e vocal de Erika Wennerstrom, da banda Heartless Bastards, de Ohio. Contamos essa história aqui, há umas semanas. Abaixo, o disco todo.

***

– O importante rapper americano Kid Cudi foi a atração de anteontem do programa “Saturday Night Live”. No “SNL”, Cudi apresentou ao vivo duas músicas de seu sétimo disco, “Man on the Moon III: The Chosen”, lançado em dezembro: “Tequila Shots” e “Sad People”, esta última com o rapper cantando com um vestido floral, em um tributo a Kurt Cobain, ex-Nirvana, cujo 27º aniversário da morte por suicídio se deu semana passada. Várias vezes Cobain apareceu em palco ou capa de revista usando vestido. “Sad People” traz uma letra que pede carinho e amor a pessoas abatidas pela tristeza, na linha “mental health” que se espalhou pela música, em vários gêneros. Na primeira música interpretada pelo rapper, “Tequila Shots”, ele cantou com uma camiseta do saudoso comediante Chris Farley, ex-“SNL”, morto também nos anos 90, este por overdose de drogas. Por cima da camiseta, Kid Cudi vestia um desses sweaters de lã, verde, também uma marca de vestimenta de Cobain. Confira as duas performances com todas as homenagens, abaixo.

******

* A imagem que ilustra a chamada para este post na home da Popload é uma montagem tirada do site musical americano “Consequence of Sound”. E traz Kid Cudi e Kurt Cobain usando vestidos florais parecidos.

>>

St. Vincent vai “sujinha” ao “Saturday Night Live”

>>>>

Seguindo a onda de divulgação do disco que estreia no próximo mês, a cantora americana multi-personagens St. Vincent fez sua primeira aparição na televisão americana sábado passado, no tradicional “Saturday Night Live”.

Marcando esta nova “era”, a cantora Annie Clark apareceu com o visual repaginado e acompanhada de banda e backing vocals a caráter. Tudo numa vibe mais “funk/soul/groovy/anos 70”, bem diferente da turnê do seu disco anterior “Masseduction”, onde Annie aparecia sozinha com um look mais “plástico” e com ares de “dominatrix”. Ela mesma vem descrevendo esta nova fase como mais “sujinha”.

stvincent1

A apresentação no “SNL” teve performance de “Pay Your Way in Pain” e também contou com a estreia do seu mais recente single, lançado na sexta-feira passada, “The Melting of the Sun”, que faz parte do sexto álbum da cantora, “Daddy’s Home”, que sai no próximo 14 de maio e que teve um teaserzinho liberado recentemente.

Confira as duas performances mais o teaser abaixo.

>>>>

Bad Bunny faz dueto caliente com Rosalía no “Saturday Night Live”

>>

Captura de Tela 2021-02-21 às 5.08.47 PM

* A esperada atração musical do programa “Saturday Night Live”, falada por semanas, não decepcionou. O fenômeno latino Bad Bunny, porto-riquenho, apresentou sábado à noite duas músicas de seu mais recente álbum, “El Último Tour del Mundo”, incluindo uma que teve a companhia de outro estrondoso sucesso de língua espanhola, a cantora catalã Rosalía.

A dupla quente, ou caliente, como preferir, desempenhou a música “La Noche de Anoche”, do jeitinho como está no álbum do rapper cantor. Ainda no “SNL”, Bad Bunny fez performance para “Te Deseo lo Mejor”, outra do disco lançado em novembro (e lembrando que ele soltou dois álbuns em 2020; o primeiro, “YHLQMDLG”, lançado em fevereiro).

bunny

A presença da Rosalía e de suas unhas gigantes na performance de Bad Bunny foi muito especulada, mas ninguém confirmou antes de o programa entrar no ar. E agora estão valorizando tanto que o “SNL” e a gravadora-mãe da obra do artista, a Universal, andam derrubando os vídeos todos do ar, diferentemente do que acontece com os de outras atrações musicais do programa nova-iorquino.

Mas temos um “adaptado” que ainda insiste em ficar no ar. Aqui embaixo.

***

* Bad Bunny, 26 anos, além da apresentação musical, mostrou ainda sua faceta ator em dois sketches divertidos no “Saturday Night Live”. Sem contar que no dueto com Rosalía rolou aquele climinha romântico de uns abraços calientes que quaaaaase acabam em beijo, mas no fim os dois caem na gargalhada.

>>

Phoebe Bridgers espanca a guitarra no “Saturday Night Live”

>>

* Atração musical do último Saturday Night Live”, a cantora californiana Phoebe Bridgers levou sua graça e belo álbum “Punisher” para performance no programa histórico da TV americana no sábado.

De seu segundo disco e com a vestimenta esquelética que é seu uniforme na pandemia, Phoebe e sua banda mandaram a fofa “Kyoto”, o maior single de “Punisher”, e “I Know the End”, música que fecha o álbum.

Nesta segunda performance, da música que começa calminha e vai enlouquecendo no barulho, Phoebe chegou a quebrar a guitarra num dos monitores do palco, meio que num descarrego de algo tóxico talvez, de algum fim que a música transmite. E sai rindo feliz, abraçando uma das companheiras de banda.

Phoebe Bridgers parece ter sido seu momento, num sábado à noite.

>>

Jack White anuncia novo álbum ao vivo e solta versão exclusiva e explosiva de “Missing Pieces”

>>

Nesta segunda, o gênio multibandas Jack White anunciou o lançamento de mais um álbum ao vivo. “Jack White: Live at the Masonic Temple” faz parte daquele clube de assinatura supercool de sua gravadora, a Third Man Records.

vault47_banner

O disco é o registro de uma apresentação de Jack em 2014, no Templo Maçônico de Detroit, locação que não foi escolhida por acaso. O lugar tem um significado especial para o músico: sua mãe já trabalhou ali e, em 2013, Jack impediu que o lugar fosse fechado de vez. O teatro da casa, inclusive, acabou ganhando seu nome.

O show em questão, durou TRÊS HORAS (empolgado, ele), contou com a participação de seus colegas de banda do Dead Weather, Alison Mosshart (também The Kills) e Dean Fertita (também QOTSA), além de ter covers incríveis de Beck e Led Zeppelin. E, obviamente, os hits maravilhosos do White Stripes AND músicas de sua carreira solo.

A edição número 47 do Third Man Vault traz todas aquelas firulas que a gente gosta: vinis coloridos e material exclusivo. Inclusive, conta com um 7″ de sua recente performance no programa de televisão “Saturday Night Live”, aquela em que White homenageou Eddie Van Halen.

Abaixo, você confere uma faixa exclusiva desse pacotão sensacional e o tracklist completo.

***

* TRACKLIST “JACK WHITE: LIVE AT THE MASONIC TEMPLE”

1. Fell in Love with a Girl
2. Astro
3. The Big Three Killed My Baby
4. High Ball Stepper
5. Lazaretto
6. Missing Pieces
7. Just One Drink
8. Hotel Yorba
9. You Know That I Know
10. Love Interruption
11. Weep Themselves to Sleep
12. I Cut Like a Buffalo
13. Cannon
14. Hoodoo Man (Junior Wells cover)
15. Icky Thump
16. Screwdriver
17. Ramblin’ Man (Hank Williams cover)
18. Apple Blossom
19. Three Women
20. The Same Boy You’ve Always Known
21. We’re Going To Be Friends
22. Sugar Never Tasted So Good
23. Entitlement
24. Alone in My Home
25. Steady, As She Goes
26. Ball and Biscuit
27. The Lemon Song (Led Zeppelin cover)
28. The Hardest Button to Button
29. Sixteen Saltines
30. Devils Haircut (Beck cover)
31. Hypocritical Kiss
32. That Black Bat Licorice
33. Would You Fight For My Love?
34. Blue Blood Blues
35. You Don’t Know What Love Is (You Just Do As You’re Told)
36. My Doorbell
37. I Fought Piranhas
38. Seven Nation Army

>>