Em savages:

O disco de amor do Bobby Gillespie e da Jehnny Beth. Are you ready to be heartbroken?

>>

Captura de Tela 2021-07-02 às 11.20.28 AM

* O disco possível de uma parceria improvável saiu hoje, olha lá no seu streaming. O lançamento do dia é “Utopian Ashes”, álbum conjunto entre o líder da incrível e lendária banda escocesa Primal Scream, Bobby Gillespie, veterano da música britânica que já foi herói indie, roqueiro retrô e doidão dance psicodélico, com a poderosa vocalista da inglesa Savages, Jehnny Beth, ativista, front-líder de banda pós-punk superatual e experimentalista sonora de muitas vertentes quando está trabalhando sozinha.

Essa dupla, veja bem, rendeu um disco de amor. Ou de um fim de amor. O mais bizarro de tudo: lançado pela Third Man Records, a gravadora de Nashville pertencente ao Jack White.

A história do álbum, cheio de baladas boas e uns spoken words tipo “confessionário da madrugada solitária” em alguns momentos, é sobre um casal que está terminando seu relacionamento. Uma brisa ficcional, mas que de acordo com os dois ressoa na história pessoal e em situações vívidas por todos.

Fazendo uma análise bem rápida, esse bonito “Utopian Ashes” traz embutido em seus sulcos um monte da história da música britânica passada e atual. Tudo travestido de “love songs”. Mas de um jeito Bobby e Jehnny de ser, o que só melhora a coisa.

“Utopian Ashes” está todo “por aí”. Vamos deixar duas de suas lindas músicas e um faixa-a-faixa em “escocês”, para você brincar de tentar entender as palavras todas que o Gillespie pronuncia. Não botamos o single, a lindona “Chase It Down”, porque essa você conhece por aqui.

>>

Atenção, lovers! Jehnny Beth solta álbum solo, vídeo lindo NSFW, e ainda vai lançar um livro de contos eróticos. Uia!

>>

Jehnny-Beth-To-Love-is-to-Live-696x696

* Dia dos Namoradxs e nós estamos como? Ouvindo o disco de estreia solo da Jenny Beth, a vocalista-furacão da banda inglesa Savages, chamado “To Love Is To Live”, poderoso disco que é o assunto do dia no mundo da música.

Na capa (a que abre o post), Jehnny já aparece causando, nua, com uma leve camuflagem artsy sobre seu corpo. A arte foi assinada pelo aclamado estúdio Hingston, que também criou um vídeo lindo e incrível para o single “We Will Sin Together”, com a mesma identidade. Melhor ver para entender e apreciar tudo isso.

“To Love Is To Live” tem participações especialíssimas do ator Cillian Murphy, do intenso Joe Talbot (IDLES), e da cantora e instrumentista Romy Madley Croft, do the xx. A produção é assinada pelo trio de peso Atticus Ross, Flood e Johnny Hostile.

Inclusive, é com Johnny Hostile na fotografia que Jehnny tem um outro projeto engatilhado para breve. Dia 9 de julho, a dupla lança o livro C.A.L.M.: Crimes Against Love Memories, que reúne contos eróticos escritos pela cantora. A capa é esta abaixo. Em seguida, tem o disco.

Jehnny anda saidinha, não?

calm

>>

Jehnny Beth, do Savages, revela nova música que contou com uma ajudinha (coercitiva) da Romy, do The xx

>>

060520_jehnnyromy

Figura forte da linha de frente da banda feminina Savages, Jehnny Beth lançaria nesta semana seu primeiro disco solo, “To Love Is to Live”. Mas, devido ao problema que você já imagina, a divulgação do projeto foi jogada para 12 de junho.

No entanto, Jehnny soltou nesta quarta-feira um novo single, “Heroine”, que tem toda uma historinha por trás.

Entre as figuras ilustres envolvidas no projeto está Romy Madley Croft, do The xx, e foi ela quem deu o primeiro pitaco sobre esta nova música.

“Quando eu penso nessa música, eu lembro da Romy do The xx me estrangulando no estúdio. Ela estava tentando me tirar da minha própria bolha de composição, e eu estava tão resistente que ela ficou impaciente. A música se chamava originalmente ‘Heroism’, mas eu não estava contente porque era um título muito genérico. Flood (produtor) foi o primeiro a me sugerir que mudasse o nome para ‘Heroine’. Lembro-me também de Johnny Hostile (outro produtor) tarde da noite no meu quarto de hotel me dizendo que não estava entendendo o que eu estava cantando. Ele me perguntou quem era a ‘Heroine?’. E ele me disse que eu era a ‘Heroine'”, contou Jehnny, que continuou.

“Na manhã seguinte, cheguei cedo ao estúdio e gravei os vocais, adicionando o termo ‘to be’ na linha do refrão: ‘all I want is TO BE a heroine’. Foi quando Flood entrou no estúdio e saltou no ar para me dar o sinal de positivo através da janela. Creio que estou contando essa história porque às vezes procuramos modelos e roteiros para seguir, sem atentar que a resposta pode estar escondida dentro de nós. Eu estava com receio de ser a heroína da música, mas todas as pessoas ao meu redor me levaram até lá”, completou.

“To Love Is to Live” tem ainda participações especialíssimas do ator Cillian Murphy e do intenso Joe Talbot, o vocalista incrível do IDLES. Além de Flood e Johnny Hostile, Atticus Ross também assina a produção.

>>

Além de tudo, é chique: Jehnny Beth, do Savages, reúne Primal Scream, IDLES e LIFE em programa de TV

>>

020320_jehnny2

O canal francês de cultura ARTE divulgou em seus espaços digitais neste final de semana o programa ECHOES, apresentado por nada menos que Jehnny Beth, a líder incrível da banda inglesa Savages.

O programa mistura música e bate-papo cabeça sem filtro e reuniu três bandas: Primal Scream, IDLES e o LIFE.

Diz a Jehnny que este era um seu desejo de muitos anos. “Sempre quis reunir músicos e permitir que essas pessoas do nosso meio se interajam. Compartilhar nossos erros, nossas histórias engraçadas, prazeres, arrependimentos. É um reflexo natural durante as conversas entre artistas. Quero trazer para o público o tipo de discussões mais íntimas e inspiradoras que testemunhei tantas vezes”, contou.

O programa foi rodado no clubinho YOYO, em Paris, e pode ser conferido abaixo. Dura uma hora e tem todo mundo tocando.

>>

Jehnny Beth deixa o Savages de lado e anuncia seu primeiro disco solo. Tem o Joe Talbot e a Romy Madley Croft envolvidos

>>

Amiguinha do Damon Albarn e do Noel Gallagher, a carismática e incrível Jehnny Beth, líder do também incrível Savages, deu os detalhes de seu primeiro disco solo.

“To Love Is to Live” será lançado dia 8 de maio e terá participações especialíssimas do ator Cillian Murphy, do intenso Joe Talbot (IDLES), e da cantora e instrumentista Romy Madley Croft, do the xx.

O primeiro cartão de visitas do projeto é o single “Flower”. A produção é assinada pelo trio de peso Atticus Ross, Flood e Johnny Hostile.

** A capa.

JB_PACKSHOT_01_FLAT_200122

>>