Em so sorry:

CENA – Adriano Cintra expurga sentimentos em belo terceiro álbum. Agora, sobre a volta do CSS, não sabemos de nada

>>

**Com UPDATE no fim do post!**

popload_cena_pq

Captura de Tela 2017-08-14 às 9.29.48 AM

* Um dos músicos mais prolíficos da cena independente brasileira desde sempre (Thee Butchers’ Orchestra, Cansei de Ser Sexy, Madrid etc.), o também produtor e remixador Adriano Cintra acaba de lançar agora em agosto seu terceiro disco solo, “Nine Times”. O álbum já se encontra nas plataformas gerais (Soundcloud, Spotify, Apple Music e tals…) tem o download gratuito em seu site oficial e vem construído todo em lyric videos, colocados na fanpage do Facebook de Cintra, além de seu site.

Dia 1º de agosto, o dia em que publicou seu último lyric vídeo, para a faixa “Collateral Damage”, foi a data de lançamento de “Nine Times”.

Tudo muito bem, tudo muito bom. Adriano Cintra, multiinstrumentista e multi-concepções, carrega uma interessante variedade indie pop nos dedos, seja pendendo ao dance, ao punk, ao ~romântico~.

“Nine Times” inteiro, segundo Adriano, foi feito agora em 2017 durante um período muito difícil, o de uma recuperação de uma grave doença. Foram 19 músicas compostas durante pouco menos de dois meses. Quase uma música a cada dois dias. Além das dez escolhidas para o álbum, as demos de todas elas estão no Soundcloud do músico.

Entre discos, músicas, doença e “Nine Times”, dois fatos sentimentais chamam a atenção no disco novo de Adriano Cintra. A capa do álbum, esta acima, é uma foto do coelho de pelúcia que ficou na porta da maternidade quando ele nasceu e hoje está pregado na parede do quarto da artista e agitadora Ida Feldman, sua amiga.

E a faixa da gostosa “So Sorry”, em especial, não só meio que registra o atual estado de ânimo de Adriano como aparentemente serve de pedido de desculpas para as meninas de sua ex-banda, o CSS, que não acabou bem. As imagens escondem uma festinha clubber estrelando as… meninas do CSS.

Abaixo, “Collateral Damage”, o vídeo que encerrou a postagem visual de Adriano Cintra para “Nine Times”.

* E, não! Embora algumas reflexões de Adriano na internet recentemente, o vídeo e o “so sorry” de “So Sorry”, o Facebook de Adriano às vezes ser direcionado para a página do CSS, dizendo que as mesmas “haviam sido mescladas”, comecem a sugestionar uma “teoria da conspiração”, nós não temos nenhuma notícia sobre uma volta do internacional grupo indie-dance deboche paulistano que marcou uma era na cena independente nacional.
Favor não insistir!

** UPDATE **

Em sua página no Facebook, Adriano Cintra comenta este post e fala sobre as especulações da volta da banda. “Um adendo sobre uma ‘volta’ do CSS”, ele escreve, dizendo em seguida que a banda não acabou e que se fosse convidado a se juntar ao grupo novamente, ele iria. Opa:

>>