Em song 2:

Damon ao quadrado. Gorillaz toca “Song 2”, do Blur, em festival na Califórnia

>>

* Damon fazendo Damon no Demon Dayz? Uhuuuuuu!!!

DqES0yiU4AAztvZ

Talvez o crossover de bandas mais legais dos últimos tempos, o Gorillaz, de Damon Albarn, fez em Los Angeles, no último final de semana, uma cover de Blur, de Damon Albarn.

Foi no Demon Dayz Festival, o único show da banda-cartoon na Costa Oeste americana, que o grupo aproveitou a ocasião especial e transformou num festival. O Gorillaz passou com essa tour em março por São Paulo.

Mais bizarra ainda foi a cover escolhida. A explosiva “Song 2”, para o qual o gorilla Damon Albarn convidou ao palco o guitarrista do Blur, o excelente Graham Coxon.

A música até começou numa levada meio Gorillaz, tranquilinha, viajante, até virar a bomba que sempre foi na guitarra rápida e no vocal gritado.

O mesmo show teve ainda a presença do histórico guitarrista jazzy George Benson, para tocar na faixa que ele colaborou, “Humility”, o primeiro single do novo álbum do Gorillaz, “The Now Now”, lançado no meio do ano.

>>

Damon Albarn cantando “Song 2”. Chic tocando “Get Lucky”

>>

* Tem a ver. Não totalmente, mas tem. Não me refiro ao chapéu.

Screen Shot 2014-06-11 at 15.01.33

* O onipresente Damon Albarn, líder da veterana britbanda Blur, anda em turnê bombada pelos EUA. Anteontem, o músico inglês se apresentou em Boston, no Royale. Lá, pela primeira vez em sua vasta carreira fora-Blur, ele cantou o hino de sua banda, a energética música “Song 2”. E, na ocasião, usava um chapéu de elefante. Ok? Eis dois vídeos do mesmo momento.


Damon Albarn é outro que vai ter anunciado nas próximas horas, oficialmente, sua vinda para o Brasil, no segundo semestre. Na Argentina estão divulgando que é 7 de outubro, em Buenos Aires. Estamos de olho.

* Enquanto isso, o veterano guitarrista Nile Rodgers, dono do Chic e grande colaborador do disco do duo francês Daft Punk do ano passado, furou os robôs e fez a primeira performance ao vivo, em show na França, do megahit “Get Lucky”, uma das músicas mais veiculadas no mundo nos últimos anos. MUma das mais veiculadas porém uma que nunca esteve presente em um show do Daft Punk, porque nunca teve um show do Daft Punk. “Get Lucky” chegou a ser ouvida em trucagens para televisão e uma vez numa apresentação solo do Pharrell Williams, a voz da música, que cantou um trecho. E, aqui, com o Chic de Nile Rodgers, “Get Lucky”, ganhou uma versão mulher.

>>

Tchau, Olimpíada: mais três do Blur (e uma do New Order)

>>

* Os Jogos Olímpicos de Londres estão mortos. Viva a PREMIERE LEAGUE.

* Talvez o grande show dos shows de encerramento da festa esportiva na capital inglesa, o show do Blur foi o mais bombado. E, segundo Damon Albarn, pode ter sido a última apresentação m-e-s-m-o da histórica banda do britpop. Pelo menos no Reino Unido, o que não nos descarta totalmente, falaê. Como disse uma amiga: “Maybe so, maybe no”.

Então toma mais três canções do big concerto de ontem no Hyde Park. A explosiva “Song 2”, “Tracy Jacks” (uma das minhas preferidadas do Blur ~lagriminha~) e o grand finale de tudo, a apoteótica “The Universal”. Tudo vídeo da galera.

“It really, really, really could happen/
Yes, it really, really, really could happen/
When the days they seem to fall through you, well just let them go”

Vai nessa, Albarn!

** No fim tem uma tal de “Blue Monday”, do New Order, que tocou na abertura do encerramento. OK?

>>