Em sorocaba:

Show de “retorno” do Wry acontece neste sábado, em Sorocaba

Indie nacional bom-ban-do esta semana ou impressão?

210514_wry

E já que o assunto é esse, não tem como não lembrar do WRY, banda de Sorocaba (a nossa Manchester) que despontou lááá em 1994 (quantas coisas aconteceram em 94, gente??).

Formada por Mario Bross (vocal/guitarra), Lu Marcello (guitarra), Chokito (baixo) e Renato Bizar (bateria), a banda tocou em todos os palcos por aqui e vários de lá (“lá” sendo Londres, onde alguns de seus integrantes passaram a viver). Lembrando que na época pré-internet e pré redes sociais, esse “sucesso” do WRY dentro das cenas alternativas nacional e inglesa era de se destacar mesmo. Foram sete discos lançados, sendo o último deles, “She Science”, de 2009.

A banda se desfez em 2010 e, mesmo longe dos palcos, seus integrantes nunca deixaram de viver do rock. Mantiveram shows, bares e festas indie em Londres e agora, o vocalista Mario Bross, de volta ao Brasil, é dono de um bar incrível em Sorocaba, o Asteroid. É nele que a nova cena da cidade e do país vem se apresentando, com festas lotadas e ótimo som ao vivo.

E daí que, quatro anos depois (vinte desde o primeiro show!), o internacional WRY volta a se reunir no próprio Asteroid Entretenimento, neste sábado, dia 24, tocando músicas de todas as fases do grupo e com os integrantes de todas as formações.
O grande “retorno” terá shows de abertura das bandas Justine Never Knew The Rules, Bit Beat Bite Bright e Yugoslavos

Ótima baladinha para o fim de semana, estejam avisados. Outras informações aqui.

>>

Uma noite em Sorocaba. Com o ALDO, a banda

FAB_1625

O Asteroid, famoso clube de Sorocaba, interior de São Paulo, fica a uma hora de estrada da capital, pela Castello Branco, embora eu tenha preferido ir pela Bandeirantes, que é mais legal. A noite estava linda e o lugar estava cheião, fazendo uma espécie de promoção ligando tequila e os Rolling Stones. Quando eu entrei no clube, rolava Jagwar Ma na pista. Me ofereceram uma taça de vinho, taça em vidro, e eu atravessei o mar de galera com ela na mão, para me posicionar e ver a atração da noite, a banda paulistana Aldo, que em minutos ia entrar em ação, depois de umas sessões de coxinhas da Padaria Real, famosa iguaria típica do pré-balada e pós-balada sorocabano.

Sorocaba, vinho em taça de vidro, Jagwar Ma na pista, Aldo no palco. Que clube é esse?

FAB_1630

Grupo dos irmãos Faria que lançou o melhor disco brasileiro do ano passado (“Aldo Is Love”), o Aldo só melhora ao vivo, show a show. Eles “sofriam” do mesmo problema do LCD Soundsystem, guardado o tempo de estrada de cada banda. Faziam discos, músicas extremamente bem produzidos e ricos sonoramente, difíceis de serem traduzidos organicamente no palco. Mas, hoje, agora, a engenharia orquestrada por Murilo Faria, a energia emanada do “unstoppable” André Faria, mais o excelente suporte no baixo de Isidoro Cobra e principalmente as duas baterias, a eletrônia e a normal, pilotadas por Érico Theobaldo, deixam, tudo somado e sincronizado, o show do Aldo vibrante, pesado, incrível.

O Aldo toca na Casa do Mancha, em São Paulo, sábado que vem, 3 de maio. Mais para o fim do mês, o grupo se apresenta no festival Bananada, em Goiânia. O Aldo recentemente lançou música nova, Bluffing”, para uma coletânea de música eletrônica brasileira de vanguarda, assinada pelo produtor carioca Chico Dub, a “Hy Brazil Vol 4: Fresh Electronic Music From Brazil 2014″.

“Bluffing” é uma das grandes canções feitas e lançadas neste ano. Mas ainda não está “preparada” para ser mostrada ao vivo, em show do Aldo. “Ensaiamos ela umas vezes. Mas ficou uma merda. Temos que ensaiar mais e achar um jeito de encaixá-la no setlist”, afirmou Murilo Faria. Um problemão para o Aldo resolver. :)

** As duas imagens deste post são do Fabricio Vianna, fotógrafo poplôadico há quatro anos.

>>

Club America solta disco de estreia na próxima semana. Ouça a faixa "Mary Did", exclusiva para a Popload

>>

Vem de Sorocaba, a Manchester brasileira, uma das boas novidades da nossa cena. O Club America, duo formado pelos irmãos Andy e Bruno Alves, nascido das cinzas do grande The Name, vai lançar na semana que vem seu disco de estreia.

“To Get There” é o primeiro esforço sonoro do projeto tocado pelos irmãos, que fizeram na noite de ontem, no famoso Asteroid Bar, uma espécie de “private session”, onde tocaram ao vivo o disco na íntegra para convidados, para “testar a intensidade” das músicas.

Deste show secreto, a Popload destaca em primeira mão a faixa “Mary Did”, que conta a história de uma menina que é muito “FDP” com os caras. “Mary Did” é uma espécie de precursora de faixa “Mary Did Again”, som que saiu no EP “Assonance”, ainda na época do The Name.

Ano passado, o Club America já havia soltado o single “Believe”, composto ainda pelas faixas “Start Again” e “Wonder Sometimes”. Eles também estrelaram a nossa Popload Session, mandando uma cover de “What’s on Your Mind”, da banda americana Information Society, que fez show lendário em Sorocaba no início dos anos 90.

A gravação da faixa “Mary Did” vem das mãos do fotógrafo Poploader Fabrício Vianna. O técnico de som Marcel Marques quebrou um galho e cedeu a gravação da mesa de som. “To Get There” será lançado em streaming via ShowLivre na próxima terça, às 16h.

Wilco em Sorocaba

>>

* Galera fica pedindo tanto a vinda da banda Wilco para São Paulo que toma esta: enquanto o grupo real de Jeff Tweedy não vem, vamos ter um “mais ou menos Wilco” em “mais ou menos São Paulo”. Acontece amanhã em Sorocaba, no interior de SP, terra de contrastes, o show “Wilco, ETC.”, projeto que reúne vários integrantes de bandas locais para fazer um tributo à grande banda do indie-country americano. A apresentação acontece no principal clube de rock local, o Asteroid Bar, sede do agito indie nacional da cidade, que já recebeu show de nomes como Emicida e Subburbia (PR).

A Wilco, ETC., a banda, é formada por Márcio, guitarrista do Tina Thunder, Felipe, vocalista do Tank Tape, Igor, que toca baixo no Fast Food Brazil, André Zanini, ex-Wry, é o baterista, e completam a formação-tributo os irmãos Ivan (guitarra) e Wagner (teclado), da Back Road Band. A cantora paraense Marisa Brito faz participação especial.

O septeto, quer dizer, sexteto Wilco, ETC., que faz show tributo amanhã em Sorocaba

Dizem pelos ensaios, que a coisa de tributo ao Wilco está saindo bem séria, caprichada, fiel. São músicos fãs que sabem o que estão tocando. Conhecem Uncle Tupelo de cantar as músicas, manja?
Fã de Wilco não é um fã qualquer. Tanto que, em Sorocaba, é esperado um público grande de vários lugares para conferir esse Wilco, ETC., que não pretende parar só com esse show de amanhã.

O Wilco, ETC. tem até um vídeo de apresentação. E um email próprio para contato: info@wilcoetc.com.

teaser – wilco, etc from Fabricio Vianna on Vimeo.

** As fotos e a edição do vídeo são de Fabrício Vianna.

>>

Popload Session apresenta… CLUB AMERICA!

>>

* Vem de Sorocaba, a Manchester brasileira, a nova edição da Popload Session. Das cinzas do grupo The Name, grande banda indie da cidade, surgiu o Club America, projeto da dupla de irmãos Andy e Bruno Alves.

Em junho, eles lançaram o single “Believe”, com outras duas canções: “Start Again” e “Wonder Sometimes”. Essa última ganhou uma versão exclusiva para a Popload Session.

“A idéia nossa tem sido fechar o ciclo deste primeiro lançamento. Fizemos o clipe de ‘Believe’, estamos no meio do processo de gravação de um outro vídeo, desta vez de ‘Start Again’, e, para o Popload Session, escolhemos a terceira música do single, que é ‘Wonder Sometimes’. O vídeo também pretende mostrar um pouco das nossas idéias quanto à formação de palco da banda e como o Club America poderá funcionar ao vivo, já que somos apenas dois”, contam.

Além de “Wonder Sometimes”, o duo gravou para a Popload Session uma versão de “What’s on Your Mind”, da banda americana pop e “infamous” Information Society, que tocou em Sorocaba em 1992 e que, parece, causou um grande impacto urbano na cidade, haha. “Há até hoje uma lenda de que a prefeitura fechou algumas ruas para que banda pudesse andar de patins”, conta a dupla.

A gravação e produção dos dois vídeos foram feitas pelos irmãos America, no sótão da casa dos pais, com seus celulares. Um registro bem caseiro e fiel.

* O Club America tem um site oficial e está no Facebook.

* A Popload Session é um espaço dentro do blog que traz performances ao vivo de boas bandas indies brasileiras e até gringas. O Teenage Fanclub e os Cribs já fizeram a deles. Entre as nacionais, Brollies & Apples, Jair Naves, Tokyo Savannah, Madrid, Apolonio, Me & The Plant, Inky, Wannabe Jalva, Cabana Café, ruído/mm, Single Parents, Pélico e muitos outros também já compareceram com performances. A produção das sessions especiais para a Popload é da própria banda, no ambiente que quiser, gravada como quiser. Só chega coisa incrível. Mais sessions internacionais estão em produção. E sessions de eletrônica também.