Em Spin:

Os Melhores de 2017 – O Top 50 da SPIN, que tem até o álbum “World Spirituality Classics 1: The Ecstatic Music of Alice Coltrane Turiyasangitananda”

>>

melhores_popload2017spin-2017

A lista do site/revista norte-americano SPIN é o nosso destaque de agora. A publicação enumerou seus 50 discos prediletos de 2017 e não fugiu à regra ao colocar Kendrick Lamar no posto mais alto. O Top 10 é marcado, também, pelo “World Spirituality Classics 1: The Ecstatic Music of Alice Coltrane Turiyasangitananda”, álbum póstumo de Alice Coltrane.

Curtimos as boas lembranças ao Spoon e ao Destroyer, ambos no Top 20. Bons lançamentos como o da Feist, National, Slowdive, Japandroids e Perfume Genius completam a lista.

** Confira as listas divulgadas até o momento.

Top 50 da SPIN
50. Open Mike Eagle – Brick Body Kids Still Daydream
49. Drake – More Life
48. Taylor Swift – reputation
47. Japandroids – Near to the Wild Heart of Life
46. Fleet Foxes – Crack-Up
45. Syd – Fin
44. Pile – A Hairshirt of Purpose
43. Randy Newman – Dark Matter
42. Feist – Pleasure
41. Slowdive – Slowdive
40. The Weather Station – The Weather Station
39. Miguel – War & Leisure
38. Mac DeMarco – This Old Dog
37. The National – Sleep Well Beast
36. Playboi Carti – Playboi Carti
35. Ex Eye – Ex Eye
34. Ty Dolla $ign – Beach House 3
33. Jay-Z – 4:44
32. Actress – AZD
31. Jessie Ware – Glasshouse
30. Vince Staples – Big Fish Theory
29. Björk – Utopia
28. King Krule – The OOZ
27. Future – HNDRXX
26. Perfume Genius – No Shape
25. LCD Soundsystem – American Dream
24. Sampha – Process
23. Mount Eerie – A Crow Looked at Me
22. Young Thug – Beautiful Thugger Girls
21. Kaitlyn Aurelia Smith – The Kid
20. Spoon – Hot Thoughts
19. Hurray For The Riff Raff – The Navigator
18. Priests – Nothing Feels Natural
17. Fever Ray – Plunge
16. Destroyer – ken
15. Kelela – Take Me Apart
14. Sheer Mag – Need to Feel Your Love
13. Kehlani – SweetSexySavage
12. Thundercat – Drunk
11. Migos – Culture
10. Moses Sumney – Aromanticism
9. Julie Byrne – Not Even Happiness
8. Paramore – After Laughter
7. Alice Coltrane – World Spirituality Classics 1: The Ecstatic Music of Alice Coltrane Turiyasangitananda
6. Jlin – Black Origami
5. The War on Drugs – A Deeper Understanding
4. Lorde – Melodrama
3. SZA – CTRL
2. Big Thief – Capacity
1. Kendrick Lamar – DAMN.

>>

Que comecem as listas de “melhores do ano”. O Top 50 da SPIN

>>

Vai chegando o fim do ano e, com ele, as sempre ótimas, interessantes e polêmicas listas de melhores do ano. As primeiras delas já começam a ser publicadas, e confesso que ando curioso para ver a recepção para o disco do Tame Impala e em qual lugar do Top 3 geral vai ficar a doçura Courtney Barnett.

A primeira lista que a Popload destaca é a da revista norte-americana Spin. O Top 50 da publicação inclui álbuns do Chvrches, FKA twigs, Blur e Majical Cloudz. E o Top 10 ficou um tanto bonito, com o bamba Kendrick Lamar vencendo a batalha contra os gênios Courtney Barnett e Jamie xx.

TOP 50 – SPIN

50. Janet Jackson – Unbreakable
49. Girlpool- Before the World Was Big
48. Majical Cloudz – Are You Alone?
47. RP Boo – Fingers, Bank Pads & Shoe Prints
46. Mount Eerie – Sauna
45. Seinabo Sey – Pretend
44. Krallice – Ygg Huur
43. CHVRCHES – Every Open Eye
42. Best Coast – California Nights
41. Fetty Wap – Fetty Wap
40. Mbongwana Star – From Kinshasa
39. Bully – Feels Like
38. FKA twigs – M3LL155X EP
37. Blur – The Magic Whip
36. Donnie Trumpet & the Social Experiment – Surf
35. Rabit – Communion
34. Chastity Belt – Time to Go Home
33. Jason Derulo – Everything Is 4
32. Titus Andronicus – The Most Lamentable Tragedy
31. Colleen Green – I Want to Grow Up
30. Oneohtrix Point Never – Garden of Delete
29. Kurt Vile – b’lieve i’m goin down…
28. Björk – Vulnicura
27. Earl Sweatshirt – I Don’t Like S**t, I Don’t Go Outside
26. Grimes – Art Angels
25. Kelela – Hallucinogen EP
24. Destroyer – Poison Season
23. Drake – If You’re Reading This It’s Too Late
22. Carly Rae Jepsen – E•MO•TION
21. Sufjan Stevens – Carrie & Lowell
20. Protomartyr – The Agent Intellect
19. SOPHIE – PRODUCT
18. Lana Del Rey – Honeymoon
17. Future- DS2
16. Beach House – Depression Cherry
15. Royal Headache – High
14. Miguel – WILDHEART
13. Father John Misty – I Love You, Honeybear
12. Deafheaven – New Bermuda
11. Sleater-Kinney – No Cities to Love
10. Alex G – Beach Music
9. Shamir – Ratchet
8. Kacey Musgraves – Pageant Material
7. Deerhunter – Fading Frontier
6. Waxahatchee – Ivy Tripp
5. Vince Staples – Summertime ’06
4. Tame Impala – Currents
3. Jamie xx – In Colour
2. Courtney Barnett – Sometimes I Sit and Think, and Sometimes I Just Sit
1. Kendrick Lamar – To Pimp a Butterfly

>>

Mais dois Top 50 do ano. Quem é melhor: Arctic Monkeys ou Kanye West?

>>

021213_AM

Eba. Mais listas de melhores do ano saindo. Elas podem dizer tudo, podem não falar nada, mas adoro todas. Mesmo que não concorde. Depois da MOJO botar o Bill Callaham, agora vem as revistas norte-americana Spin e inglesa Q bagunçar a coisa toda. Na publicação dos Estados Unidos, o Bill pegou apenas o 40º lugar. Na britânica, melhor um pouco, 27º.

Incrível ver como cada um ouve música de um jeito. Cada um, no final das contas, puxa a sardinha para seu lado. As duas revistas botaram alguns nomes “manjados” no Top 10. Pelo jeito, vai ser uma tendência ver o Vampire Weekend e as babes do HAIM entres os melhores do ano. David Bowie e Daft Punk idem.

Mas o topo de ambas segue uma tendência caseira. A Spin elegeu “Yeezus”, de Kanye West, como o disco do ano. Já a Q botou o “AM”, do Arctic Monkeys, no topo. O rapper pegou só o 26º lugar para os ingleses. E a banda de Sheffield nem apareceu entre os 50 mais dos americanos. Gozado, o Disclosure, talvez maior respiro novo da música britânica, pegou um triunfante Top 5 na publicação americana. Na inglesa, não ficou entre os 20. Vai entender.

021213_kanye

Aos poucos, vamos destacando outras listas importantes, até chegar a nossa. Os Top 50 da Spin e da Q ficaram assim.

SPIN (Estados Unidos)
50. Drake – Nothing Was the Same
49. Queens of the Stone Age – …Like Clockwork
48. Body/Head – Coming Apart
47. Neko Case – The Worse Things Get, the Harder I Fight, the Harder I Fight, the More I Love You
46. Pusha T – My Name is My Name
45. Superchunk – I Hate Music
44. William Tyler – Impossbile Truth
43. Death Grips – Government Plates
42. James Holden – The Inheritors
41. Colin Stetson – New History Warfare Vol. 3: To See More Light
40. Bill Callahan – Dream River
39. My Bloody Valentine – m b v
38. Janelle Monae – The Electric Lady
37. Arcade Fire – Reflektor
36. Kelela – Cut 4 Me
35. Ashley Monroe- Like A Rose
34. Kvelertak – Meir
33. Laura Marling – Once I Was an Eagle
32. Justin Timberlake – The 20/20 Experience
31. Earl Sweatshirt – Doris
30. 2 Chainz – B.O.A.T.S. II: Me Time
29. Rudimental – Home
28. Eminem – The Marshall Mathers LP 2
27. Migos – Young Rich Niggas
26. Rhye – Woman
25. Caitlin Rose – The Stand-In
24. DJ Rashad – I Don’t Give a Fuck EP
23. Oneohtrix Point Never – R Plus Seven
22. Deafheaven – Sunbather
21. Run the Jewels – Run the Jewels
20. Waxahatchee – Cerulean Salt
19. Daft Punk – Random Access Memories
18. Mikal Cronin – MCII
17. Kacey Musgraves – Same Trailer Different Park
16. Omar Souleyman – Wenu Wenu
15. Nine Inch Nails – Hesitation Marks
14. The Haxan Cloak – Excavation
13. Tegan and Sara – Heartthrob
12. Danny Brown – Old
11. M.I.A. – Matangi
10. Kurt Vile – Wakin on a Pretty Daze
9. The Knife – Shaking the Habitual
8. Ka – The Night’s Gambit
7. Boards of Canada – Tomorrow’s Harvest
6. Tim Hecker – Virgins
5. Disclosure – Settle
4. Haim – Days Are Gone
3. Vampire Weekend – Modern Vampires in the City
2. Chance the Rapper – Acid Rap
1. Kanye West – Yeezus

**********

Q (Reino Unido)
1. Arctic Monkeys – AM
2. Vampire Weekend – Modern Vampires of the City
3. David Bowie – The Next Day
4. Daft Punk – Random Access Memories
5. Jon Hopkins – Immunity
6. Manic Street Preachers – Rewind the Film
7. Cass McCombs – Big Wheel and Others
8. Bill Ryder Jones – A Bad Wind Blows in My Heart
9. John Grant – Pale Green Ghosts
10. Haim – Days Are Gone
11. Jagwar Ma – Howlin’
12. My Bloody Valentine – MBV
13. Steve Mason – Monkey Minds in the Devil’s Time
14. Queens of the Stone Age – Like Clockwork
15. Foals – Holy Fire
16. Laura Mvula – Sing to the Moon
17. Matthew E White – Big Inner
18. Laura Marling – Once I Was an Eagle
19. Factory Floor – S/T
20. Biffy Clyro – Opposites
21. Palma Violets – 180
22. Suede – Bloodsports
23. Disclosure – Settle
24. Empire of the Sun – Ice on the Dune
25. Boards of Canada – Tomorrow’s Harvest
26. Kanye West – Yeezus
27. Bill Callahan – Dream River
28. Franz Ferdinand – Right Thoughts, Right Words, Right Action
29. Daniel Avery – Drone Logic
30. Pet Shop Boys – Electric
31. Janelle Monae – The Electric Lady
32. Savages – Silence Yourself
33. Parquet Courts – LIght Up Gold
34. Prefab Sprout – Crimson Red
35. Devendra Banhart – Mala
36. Kurt Vile – Walkin on a Pretty Daze
37. The National – Trouble Will Find Me
38. Goldfrapp – Tales of Us
39. Alunageorge – Body Music
40. Run the Jewels – S/T
41. Neon Neon – Praxis Makes Perfect
42. These New Puritans – Field of Reeds
43. The Knife – Shaking the Habitual
44. Pearl Jam – Lightning Bolt
45. Sigur Ros Kveikur
46. James Blake – Overgrown
47. The Strokes – Comedown Machine
48. Cate Le Bon – Mug Museum
49. Primal Scream – More Light
50. Mazzy Star – Seasons of Your Day

Lana Del Rey mais odiada que Phil Collins e New Kids on the Block

>>

* Maaaaaais Lana hoje.

* Lana Del Rey está triste…

* Mas nem liga.

A revista “Spin”, revista americana que atualmente busca forte sua reputação passada para ainda ser referência, é famosa especialmente por suas listas de melhores e piores de qualquer coisa, durante qualquer época do ano.

A mais nova é sobre os “30 artistas mais odiados de todos os tempos”. Tem de tudo nessa lista. Até o Kenny G, óbvio. Nela, a publicação levou em consideração não apenas a qualidade musical (ou falta dela), mas também escândalos e polêmicas envolvendo os nomes selecionados.

Em meio à vencedora dupla de reggae Milli Vanilli – escândalo pop dos anos 90 quando eles foram acusados de ser uma banda fake, que só fazia playback em cima de vozes que não eram deles – ao Limp Biskit, ao Phil Collins, ao Black Eyed Peas, está a… Lana Del Rey.

Ela, tadinha, na música há “um ano” só, sucesso na internet, capa de revistas no mundo todo, álbum com boas vendas, assunto por onde passa, está lá na 25ª posição, sob a acusação de ser “uma bonequinha pré-fabricada que finge ser indie”, que mudou de nome e mudou os lábios.

Como contraponto, a revista defende que o grande mistério de LDR é que – produto do mercado ou não – nós não estamos dispostos a acreditar que ela é movida por suas próprias paixões e ambições, o que a torna pouco atrativa, mesmo se tratando de uma “hot girl”. “Mas o álbum nem é tão ruim assim”, ressalta a Spin.

E, vamos dizer, ela não é mais odiada que o Black Eyed Peas. Pelo menos, haha.

A lista completa da “Spin”:
1. Milli Vanilli
2. Limp Bizkit
3. Kenny G
4.Creed
5. Insane Clown Posse
6. Vanilla Ice
7. Emerson, Lake & Palmer
8. Matchbox Twenty
9. Pat Boone
10. Yoko Ono
11. Nickelback
12. Michael Bolton
13. Journey
14. Billy Ray Cyrus
15. Puff Daddy
16. Winger
17. Barry Manilow
18. KC And The Sunshine Band
19. Lawrence Welk
20. The Osmonds
21. Duran Duran
22. Christopher Cross
23. Smash Mouth
24. The Black Eyed Peas
25. Lana Del Rey
26. Candlebox
27. John Mayer
28. New Kids On The Block
29. Phil Collins
30. The Monkees

Popload em NYC – Anna Calvi, ao vivo. E o "F*cked Up" na capa da "Spin"

>>

* Popload em NYC. Antes de mostrar a incrível Anna Calvi, a história da capa da “Spin”. O mais recente número da revista de música traz, óbvio, o balanço de 2011. E bota na capa o título “One Fucked Up Year”, em maiúsculas. Para quem não conhece o gordão careca da banda canadense de punk metal Fucked Up, parece que a “Spin” botou para f*der logo na capa. Mas, na parte do “Fucked” da capa da revista, tem o código de barra, aliviando o palavrão esculpido. Dizem que existem números da “Spin” aqui no meio sem o código de barra “atrapalhando” o “Fucked”. Parece que depende da banca ou livraria ou farmácia ou supermercado ou lojinha de indiano querer bancar exibir a capa da revista em seu estabelecimento. Ainda não achei essa “Spin” liberada.
A “Spin” deu à ópera hardcore do Fucked Up, “David Comes to Life”, o título de “álbum do ano”.

* ANNA CALVI, LIVE – Dona de um dos discos do ano, uma das mulheres do ano, a inglesa Anna Calvi fez show no Brooklyn, nesta semana, no bacana Music Hall of Williamsburg.
A noite foi aberta pelo incrível show bluesy da Eleanor Friedberger, da cultuada banda Fiery Furnaces, e até onde eu sei a namorada/mulher de Alex Kapranos, do Franz Ferdinand.
Mas quando entrou a Anna Calvi, tipo possuída pelo espírito de Jack White na guitarra, a noite foi plenamente roubada. É a segunda vez que tenho a oportunidade de ver a guitarrista inglesa ao vivo, não sei o que aconteceu na primeira vez, mas esse show me impressionou. Vou dedicar mais do meu (pouco) tempo para a Anna Calvi.
Aqui embaixo, ela tocando a impressionante “I’ll Be Your Man”, que fica especialmente linda vindo de quem vem.

>>