Em sports team:

Here’s the thing: as incríveis apresentações de Sports Team e Porridge Radio no Mercury Prize 2020

>>

Captura de Tela 2020-09-25 às 11.50.04 AM

* Nesta semana aconteceu em Londres, do jeito que deu para acontecer, meio na internet meio no rádio, a cerimônia do Mercury Prize, um dos mais honestos e legais prêmios da música britânica. A premiação, que acontece desde 1992 e só tem uma categoria, a de “disco mais relevante do ano”, teve o “Screamadelica” do Primal Scream como o primeiro vencedor.

O Popcast, o podcast da Popload, fala bastante nesta semana do Mercury Prize 2020 e de seu vencedor, o espetacular Michael Kiwanuka e seu discaço homônimo, ele que anda até com envolvimentos obscuros com a misteriosa banda Sault. Merecidaço. O episódio já está no ar.

Mas à reboque do prêmio tem as apresentações especiais para a ocasião. Foram muitas bem boas. Mas sacamos aqui duas delas, de bandas que a gente paga um tributo lascado e lançaram discões também neste ano: Sports Team (foto na home) e Porridge Radio (foto acima).

Eu juro que não ia ficar chateado se o Sports Team levasse o Mercury.

Deixamos ambas aqui embaixo, para sua degustação:

>>

Sports Team faz vídeo sem torc… público em estádio inglês. Veja o incrível “Camel Crew”

>>

Captura de Tela 2020-08-05 às 9.32.28 PM

* Em nosso plantão do Sports Team, viemos aqui dizer que uma das nossas bandas prediletas soltou um vídeo em seu Youtube de uma das muitas músicas deliciosas de seu álbum de estreia, “Deep Down Happy”, lançado agora em junho.

“Camel Crew”, a faixa, já foi a música preferida do disco, mas não estou seguro se é mais. É a que mais parece The Cribs, outra nossa paixão antiga, talvez por causa das guitarras “desobedientes” e os gritos.

Mas o que interessa, também, além da ótima música, é que o vídeo foi gravado no lendário estádio The Oval, no sul de Londres, hoje em dia só usado para cricket.

Já rolaram alguns jogos de futebol nesse estádio construído em 1845, pensa. A seleção inglesa fez sua primeira partida internacional lá, contra a Escócia. E nesse campo ocupado pelo Sports Team para o vídeo foi utilizado para sediar a final da primeira Copa da Inglaterra. Já teve jogos de rúgbi importantes lá no século retrasado, pensa de novo.

Estádio, cricket, futebol, rúgbi. Tudo a ver com o nome da banda, não acha?

Ali aconteceram alguns shows de música também. “Somos a primeira banda a tocar no Oval desde o show do Who em 1972. Mesma pegada”, zoou a banda no Instagram, quando subiram o “Camel Crew” no Youtube.

Antes de irmos ao vídeo, vale lembrar que o disco do Sports Team, o explosivo “Deep Down Happy”, recentemente foi indicado ao importante Mercury Award, premiação que ilumina os melhores discos da cena britânica. Tomara que ganhe.

>>

Sports Team lança single sobre o longo verão quente. Algo deu errado. E algo deu muito certo

>>

Captura de Tela 2020-06-19 às 9.24.28 AM

* A banda inglesa Sports Team, queridinha de sites de música POR AÍ, lança vídeo lyrics como outros artistas lançam vídeos oficiais. É o caso desta fofura que é o vídeo de “Long Hot Summer”, outro single que é uma pequena maravilha de “Deep Down Happy”, o primeiro incrível disco deles, lançado não tem um mês.

A música certamente deve ter sido feita com um outro pensamento do que seria o verão desse sexteto neste ano atípico de nossas vidas. Mas ainda sim, vendo pelas lyrics do vídeo e o sentimento da linda animação, algumas coisas cabem.

Voltando ao assunto do “fazer vídeos”, então sempre espere dois vídeos legais para a mesma música, do sexteto Sports Team.

Que beleza tudo isso!

>>

Sports Team encara Lady Gaga nas paradas e faz história imediata no indie britânico

>>

Captura de Tela 2020-06-15 às 11.32.02 PM 2

* Nossa atual banda favorita, a inglesa Sports Team, fez bonito com seu disco de estreia, o incrível “Deep Down Happy”, lançado no último dia 5.

A banda, sexteto de Londres formado na Universidade de Cambridge, entrou direto em segundo lugar das paradas gerais britânicas, perdendo o topo por 600 míseras cópias para do disco novo da Lady Gaga, veja bem.

Nessas, o Sports Team conseguiu a mais alta vendagem na primeira semana para um disco de estreia de uma banda britânica em quatro anos. A marca é superiora a 12.400 discos na primeira semana. “Deep Down Happy” foi mais comprado no formato físico, CD e vinil, que o “Chromatica” da Gaga.

O primeiro álbum do Sports Team atingiu ainda a marca de o mais vendido nas lojas independentes da Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte. O grupo Blossoms tinha sido a última banda britânica a atingir o topo dessas vendagens, em 2016.

O efeito da performance na parada do disco debut do Sports Team pode ser considerado um triunfo só no post-punk inglês, por exemplo. “Deep Down Happy” vendeu mais que o primeiro do Shame e do Idles, para ficar só nesses dois importantes grupos da cena atual.

“Deep Down Happy” tem um monte de pequenas pérolas, uma delas é a faixa “Camel Crew”, que parece The Cribs um absurdo, toca sem parar na BBC 6Music e na Popload Radio e foi lançada semana passada como single acompanhado de um vídeo bem esperto, sobre ficar em casa. Em casa miniatura.

Que banda boa!

>>

Smells like TEAM Spirit? Conheça sua nova banda predileta: a inglesa Sports Team

>>

* Eles estão zanzando pelo underground desde 2018 e ninguém nunca os tinha levado tão a sério, talvez pela aparência de banda de playboy, o nome coxa-estudantil Sports Team, ter sido formada na pomposa universidade de Cambridge, falar na letra de pescaria e golfe, o vocalista com jeitão de dândi-dramático de terninho comprado na Topman da Oxford Street, a loira na bateria, o vídeo do último single parecendo o vídeo de “Smells Like Teen Spirit”.

sportsteam1

Aí, olhando direito, esse single novo, de fevereiro, “Here’s the Thing”, ele é espetacular. O vídeo é espetacular e começa com um menino inglês tosco tentando dominar uma bola de futebol. O lyric vídeo é espetacular, porque eles fazem um lyric vídeo caprichado e não somente bota uma letra em cima de umas fotos still. Você presta mais atenção na voz única do vocalista figuraça Alex Rice, percebe que ele canta coisas do tipo “Eu queria ser um advogado ou alguém que caça raposas” e que a banda tem um segundo vocalista, tão legal quanto.

Agora na pandemia, eles alugaram uma casa grande com cinco quartos (são um sexteto) no sul de Londres e foram se trancar juntos. Na sala tem dois pôsteres: um do Sports Team e um do Oasis. Um grudado no outro. Você já ama a banda e eis que…

Chega sexta passada e eles lançam o álbum de estreia, “Deep Down Happy”. É caótico, é furioso, começa e termina a toda velocidade. É indie e cabe bonito dentro do pós-punk atual. Você ouve a primeira música e pensa: “que música boa”. Isso se repete na segunda faixa. Na terceira. Na quarta. Na quinta. Na sexta, “Feels Like Fun”, que parece punk 1976, a sensação é a mesma. Na sétima, que é a hora da incrível “Here’s the Thing”, o single, também. O jogo já está ganho, chega a oitava, “The Race”, e você acha a melhor música do disco. Pelo menos eu achei, de cara. Mas ainda nem chegou a sua preferida meeeeeesmo, a “Kutcher”, feita para ele meeeeeesmo, o ator Ashton Kutcher (“I just wanted to be your Demi Moore”). Vai assim até a 12. Até o álbum acabar.

“Deep Down Happy”, o disco, traz algumas músicas que a banda vem lançando desde 2018, em singles e EPs, só que em versão melhorada. Quando falo aqui 2018 parece tão longe, não? Essa tese do “melhorada” não serve para “Fishing”, single de 2019, que nasceu clássica e chegou ao álbum clássica do mesmo jeito ao disco.

O álbum tem a energia do primeiro Fontaines DC, parece Art Brut na melhor fase do Art Brut, lembra Blur do começo, lembra Parquet Courts muito, tem o pique do Rakes, a capa é Pavement puro. Mas tem muita, mas muita personalidade. Quando você acostuma à banda, tudo vai parecer mesmo Sports Team.

Se você achava que o “college rock” tinha morrido, como eu, pensa de novo. Ele está bem vivo, ou acabou de ressuscitar sexta passada, com “Deep Down Happy” e o Sports Team.

Agora é com você, se vira. O disco está aqui. Abaixo, tem umas coisinhas.

***

* A foto do Sports Team neste post foi feita por Sarah Louise Bennett, para a ótima revista inglesa “Dork”. A imagem da banda que está na home da Popload é de David Titlow e saiu na “NME”.

>>