Em St. Vincent:

St. Vincent pode tudo. Até tocar metal e errar o nome da música

>>

110618_stvincent2

Diva indie que a gente não para de amar, Annie Clark tomou conta do Instagram da BBC 6 Music na sexta passada e respondeu, com seu violão (às vezes), aos questionamentos e observações dos fãs.

Em um dado momento, perguntaram para St. Vincent quais eram seus riffs de guitarras favoritos, que ela gostaria de ter criado. Ela não titubeou e logo emendou “Cowboys From Hell”, do Pantera.

Não o bastante, Annie ainda tocou e cantou “Forty Six & 2”, do Tool, que ela de forma bastante fofa errou o nome, chamando de “My Shadow”. Mas ela pode, claro.

O vídeo flagrando os dois momentos pode ser conferido abaixo.

>>

St. Vincent segue mais charmosa do que nunca e agora quer cair na pista de dança

>>

060618_stvincent2

A diva indie Annie Clark, aka St. Vincent, segue por aí distribuindo charme, estilo e riffs. Ela, que está em processo de divulgação de seu mais recente disco, “MASSEDUCTION”, tem trabalhado uma nova versão para uma das canções do projeto.

“Slow Disco” ganhou versão repaginada e se tornou “Fast Slow Disco”, com pegada eletrônica e tudo. Annie parece ter curtido tanto a nova versão que até a tocou ao vivo no programa do Jools Holland, ontem, na BBC.

* A versão de estúdio também pode ser conferida abaixo.

>>

Em estúdio psicodélico da KEXP, St. Vincent mostra que está cada vez mais introspectiva em nova session espetacular

>>

070318_stvincent2

Quando lançou seu ótimo “MASSEDUCTION” ano passado, Annie Clark avisou: “É um disco diferente, em primeira pessoa. Se você quer saber sobre minha vida, basta ouvir esse projeto”. E ela estava falando sério.

Divulgando este seu primeiro álbum em três anos, St. Vincent esteve há algumas semanas no estúdio “psicodélico” da cool KEXP, rádio de Seattle, onde bateu um papo com a veterana apresentadora Cheryl Waters e tocou quatro músicas só ela e o violão.

Annie mostrou, na sequência, as faixas Los Ageless, New York, Slow Disco e Cruel. E, claro, falou do seu lado fashionista, bastante elogiado pela apresentadora.

>>

And the Oscar goes to… Casaco do Sufjan Stevens

>>

050318_sufjan2Foto: Just Jared

Para fechar o último domingo, aconteceu nos Estados Unidos a tradicional premiação do Oscar, que consagrou o filme “The Shape of Water”. Mas, fora isso, estamos aqui pela turma do indie.

O grande destaque ficou para Sufjan Stevens, espécie de gênio recluso da música alternativa, o talento de Detroit pela primeira vez nos seus 40 anos de idade apareceu com uma música em uma trilha. A faixa em questão é “Mystery of Love”, do filme “Call Me By Your Name”, uma das concorrentes em “melhor canção original”, categoria vencida por Gael García Bernal, Libertad García Fonzi e Gabriella Flores, com “Remember Me”, de Coco.

Ainda que não tenha vencido o prêmio, Sufjan fez uma bela releitura ao vivo no palco e contou com um time de peso como banda de suporte, incluindo nada menos que St. Vincent, Moses Sumney e Chris Thile, além de seus habituais colaboradores Casey Foubert e James McAlister.

Se não teve a melhor música, Sufjan ganhou o prêmio de melhor casaco:

** Quem também é da “nossa área” e apareceu na premiação foi Eddie Vedder. Ele, que virá ao Brasil no fim deste mês para shows solo e com o Pearl Jam, um deles no Lollapalooza, foi o responsável por embalar uma das partes mais tristes da cerimônia, que é a que homenageia artistas que morreram no último ano. Vedder cantou “Room at the Top”, de Tom Petty, um dos homenageados.

** Claro, não poderia faltar uma foto indie-fashionista da Annie Clark.

050318_stvincent

** Se você se importa, segue a lista dos ganhadores do Oscar 2018:

Best Picture:
Call Me By Your Name
Darkest Hour
Dunkirk
Get Out
Lady Bird
Phantom Thread
The Post
The Shape of Water

Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Best Director:
Guillermo del Toro, The Shape of Water
Christopher Nolan, Dunkirk
Jordan Peele, Get Out
Greta Gerwig, Lady Bird
Paul Thomas Anderson, Phantom Thread

Best Actor:
Gary Oldman, Darkest Hour
Timothée Chalamet, Call Me By Your Name
Daniel Day-Lewis, Phantom Thread
Daniel Kaluuya, Get Out
Denzel Washington, Roman J. Israel, Esq

Best Actress:
Frances McDormand,Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Saoirse Ronan, Lady Bird
Sally Hawkins, The Shape of Water
Meryl Streep, The Post
Margot Robbie, I, Tonya

Best Supporting Actor:
Sam Rockwell,Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Woody Harrelson, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Willem Dafoe, The Florida Project
Christopher Plummer, All the Money in the World
Richard Jenkins, The Shape of Water

Best Supporting Actress:
Mary J. Blige, Mudbound
Allison Janney, I, Tonya
Lesley Manville, Phantom Thread
Laurie Metcalf, Lady Bird
Octavia Spencer, The Shape of Water

Best Original Screenplay:
Emily V. Gordon & Kumail Nanjiani, The Big Sick
Jordan Peele, Get Out
Greta Gerwig, Lady Bird
Guillermo del Toro and Vanessa Taylor, The Shape of Water
Martin McDonagh, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Best Adapted Screenplay:
James Ivory, Call Me By Your Name
Scott Neustadter and Michael H Weber, The Disaster Artist
Scott Frank, James Mangold, and Michael Green, Logan
Aaron Sorkin, Molly’s Game
Virgil Williams and Dee Rees, Mudbound

Best Foreign Language Film:
A Fantastic Woman
The Insult
Loveless
On Body and Soul
The Square

Best Documentary Feature Film:
Abacus: Small Enough to Jail
Faces Places
Icarus
Last Men in Aleppo
Strong Island

Best Documentary Short:
Edith & Eddie
Heaven is a Traffic Jam
Heroin(e)
Knifeskills
Traffic Stop

Best Animated Feature Film:
Boss Baby
The Breadwinner
Coco
Ferdinand
Loving Vincent

Best Animated Short Film:
Dear Basketball
Garden Party
Lou
Negative Space
Revolting Rhymes

Best Live Action Short Film:
DeKalb Elementary
The Eleven O’Clock
My Nephew Emmet
Silent Child
Watu Wote:All of Us

Best Original Score:
Hans Zimmer, Dunkirk
Jonny Greenwood, Phantom Thread
Alexandre Desplat, The Shape of Water
John Williams, Star Wars: The Last Jedi
Carter Burwell, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Best Original Song:
Mary J. Blige – “Mighty River”, Mudbound
Sufjan Stevens – “Mystery of Love”, Call Me By Your Name
Gael García Bernal, Libertad García Fonzi, and Gabriella Flores – “Remember Me”, Coco
Andra Day feat. Common – “Stand Up for Something”, Marshall
Kaela Settle, Benj Pasek, and Justin Paul – “This is Me”, The Greatest Showman

Best Production Design:
Beauty and the Beast
Blade Runner 2049
Darkest Hour
Dunkirk
The Shape of Water

Best Cinematography:
Blade Runner 2049

Darkest Hour
Dunkirk
Mudbound
The Shape of Water

Best Costume Design:
Beauty and the Beast
Darkest Hour
Phantom Thread
The Shape of Water
Victoria and Abdul

Best Film Editing:
Baby Driver
Dunkirk
I, Tonya
The Shape of Water
Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Best Sound Mixing:
Baby Driver
Blade Runner 2049
Dunkirk
The Shape of Water
Star Wars: The Last Jedi

Best Sound Editing:
Baby Driver
Blade Runner 2049
Dunkirk
The Shape of Water
Star Wars: The Last Jedi

Best Visual Effects:
Blade Runner 2049
Guardians of the Galaxy Vol 2.
Kong: Skull Island
Star Wars: The Last Jedi
War for the Planet of the Apes

Best Makeup and Hairstyling:
Darkest Hour
Victoria and Abdul
Wonder

>>

Meninas superpoderosas: St. Vincent faz cover incrível de “Consideration”, parceria de Rihanna com a SZA

>>

300617_stvincent2

A diva master Annie Clark não cansa de nos brindar com surpresinhas. A mais recente é uma cover inesperada de “Consideration”, parceria original de Rihanna com a SZA, que abre o último e já “antigo” álbum da superstar pop, “Anti”.

A cover de St. Vincent foi para uma session feita especialmente para a plataforma de streaming Spotify, realizada em Nova York, e aparece poucos meses depois de Annie cantar “London Calling”, do Clash, em uma apresentação na BBC.

A cantora e guitarrista fashion está na estrada divulgando seu mais recente disco, o bom “MASSEDUCTION”, lançado no fim do ano passado.

>>