Em star wars:

O Wilco e suas “surpresinhas” ao vivo

>>

030815_wilco2

Há duas semanas, o Wilco chocava o mundo indie ao oferecer de graça (e de surpresa) seu novo álbum de estúdio, “Star Wars”, aquele que tem um gato na capa. “Por que lançar um disco desse jeito e por que dar ele de graça? Bem, a maior razão, e não tenho certeza se precisamos de outras razões, é que assim nos parecia um jeito divertido de fazer. E o que é mais divertido que uma surpresa?”, disse na ocasião o líder da banda, Jeff Tweedy.

Um dia depois da ousada ação, o grupo foi a atração principal do festival Pitchfork, em Chicago, e menos de 24 horas depois do lançamento do disco, a banda tocou algumas canções do novo registro. Provavelmente muita gente que assistiu ao show nem sabia da existência do álbum novo.

Os vídeos de “More…” e “Random Name Generator” ao vivo em Chicago agora foram liberadas pelo P4K e podem ser conferidos abaixo. O Wilco está em turnê pela América do Norte e é uma das grandes atrações do gigante festival Outside Lands no próximo fim de semana, em San Francisco.

>>

Wilco “gente fina” agradece o download gratuito do disco novo, mas manda um recado sério

>>

Screen Shot 2015-07-24 at 8.44.48

* Quem na semana passada saiu correndo para baixar o disco novo surpresa do supergrupo indie americano Wilco, o do gatinho na capa, recebeu ontem um email a princípio de agradecimento da banda, mas que pode revelar bem o estado de coisas da música atual.

No belo final de tarde de sexta passada, o veterando e cultuado grupo de Chicago liberou de graça, em seu site, o download de “Star Wars”, o novo álbum do Wilco, o primeiro de estúdio desde 2011. “Porque lançar desse modo nos pareceu mais divertido”, justificou o capo Jeff Tweedy nas redes sociais.

“Star Wars” é um TOTAL disco do Wilco. Foi gravado com os próprios esforços, tem o selo próprio da banda, produção do próprio Jeff Tweedy e distribuição através do site da banda, o Wilcoworld.net

O email dizia aos fãs baixadores um “muito obrigado” e um “espero que você goste das canções”, mas trazia um recado importante.

“Nós nos consideramos sortudos em estar na posição de dar a você músicas de graça, sem cobrar nada, mas sabemos também que nem toda banda, selo ou estúdio pode fazer o mesmo. Muito do “mundo de negócios da música” depende da venda física para se manter existindo, com as luzes acesas e os microfones ligados. Sem suporte dos consumidores que compram os discos, fica cada vez mais difícil para eles trabalharem.

Por isso, o Wilco elaborou uma lista de alguns de seus mais recentes lançamentos, os favoritos. Nós convidamos vocês a explorar esses novos nomes e, sim, caminhar até suas lojas de discos de prefêrencia e perto de casa para COMPRAR os discos. Tem muita música boa por aí, vamos tentar incentivar que ela sempre exista. Afinal, depois de tantos anos com os fãs do nosso lado e comprando nossos discos, o Wilco hoje pôde fazer o que fez na semana passada.”

Alguém ainda vai fazer um apelo desses em relação à difícil tarefa de fazer um show ou festival em terras áridas e a importância de comprar (e não pedir) ingressos, hahaha.

O Wilco anunciou nestes dias uma extensa turnê americana, para mostrar ao vivo canções do novo “Star Wars”, que começa dia primeiro de agosto e toma as datas da banda até o final de setembro.

No final de semana passado, a banda foi a grande atração do cool Pitchfork Festival, de Chicago. Tudo em casa.

A gente lista abaixo alguns vídeos dessa apresentação, que pelo que a gente viu foi linda, sem surpresas aqui. Deixemos o Wilco mostrar algumas novas ao vivo e ainda tentar despedaçar nosso coração.

>>

De surpresa, Wilco libera álbum novo de graça. Com gato que pisca na capa

>>

* Parecia zoeira, se você olhasse a capa e o nome “chamativo” do disco novo, mas bastava as músicas de “Star Wars” começar a rolar logo após um download rápido e ansioso para percebermos que se lidava, ali, com o real deal. A cultuada e veterana banda Wilco, de Chicago, patrimônio do rock independente americano desde que fez um indie-country aliviava a barra pesada grunge nos anos 90, soltou ontem à noite (final de tarde para eles), com um aviso no Facebook, de surpresa, testando exatamente sua independência, o seu sempre aguardado novo disco, desta vez o nono.

Produzido em sua gravadora própria, o selo dBpm, e lançado de graça em seu site, o Wilcoworld.net, com produção do “dono da banda” Jeff Tweedy, ou seja um controle total sobre sua obra, o Wilco aparece saído de um estúdio pela primeira vez com um álbum de carreira desde 2011, quando lançou “The Whole Love”, o primeiro disco a sair pelas próprias mãos.

“Por que lançar um disco desse jeito e por que dar ele de graça? Bem, a maior razão, e não tenho certeza se precisamos de outras razões, é que assim nos parecia um jeito divertido de fazer. E o que é mais divertido que uma surpresa?”, soltou Tweed nas redes sociais, logo depois da “traquinagem”.

“Star Wars”, cujo nome aparentemente nada deve ao filme de sci-fi famoso, apesar de toques de space rock aqui e ali, tem 11 faixas:

1 EKG
2 More…
3 Random Name Generator
4 The Joke Explained
5 You Satellite
6 Taste the Ceiling
7 Pickled Ginger
8 Where Do I Begin
9 Cold Slope
10 King Of You
11 Magnetized

Baixe logo ele, depois a gente conversa. Porque, parece, a gratuidade deve acabar a qualquer momento.

Abaixo, o anúncio do disco no Twitter.

Screen Shot 2015-07-17 at 8.47.16

O Wilco também está no cinema atual, citado de forma engraçada dentro de um filme teen hollywoodiano, o algo bacana “Cidades de Papel”, por causa de um disco deles invadir a trama adolescente.

Olha o Wilco… Olha o Tweedy.

Screen Shot 2015-07-17 at 8.59.51

>>