Em Sugar:

Sufjan Stevens prega a doçura em música nova, que tem o melhor vídeo do ano

>>

suffy

* Dos nomes mais distintos da música independente desde sempre, Sufjan Stevens lançou hoje uma belezura em forma de música chamada “Sugar”, que vai estar em seu oitavo disco, “The Ascension”, que chega às nossas mãos gulosas na semana que vem, dia 25.

O “problema” nem é a música em si, essa “Sugar”. Mas o vídeo, que se eu não estiver exagerando (nem sou destes) é o mais bonito do ano.

Tudo gira em torno do “sugar”, do título, uma sobremesa que uma mãe de família faz para o marido e o casal de filhos. Com o twist que a iguaria (torta de maçã? morango?) é degustada enquanto os quatro fazem coreografias de dança na cozinha e nos quartos. E enquanto a casa literalmente cai. É um pouco isso, mas muito isso.

“‘Sugar’ tem a ver, em última instância, com o desejo de bondade e pureza (e verdadeiro sustento)”, disse o músico. “Na superfície, é apenas uma série de clichês, mas a mensagem é imperativa: agora é a hora de reunir o que é bom, puro e valioso, torná-lo seu e compartilhá-lo com os outros. Alimente sua alma e dê nova vida àqueles ao seu redor. Dê amor, respeito e sacrifício um ao outro. Abandone todos os velhos hábitos, todas as velhas maneiras de pensar e fazer, todas as práticas anteriores – ‘negócios, como de costume’ – e traga uma nova vida ao mundo. Essa é a nossa vocação.”

Caramba, Suf!!!

>>

Ajude o Bob Mould a ter um Natal feliz. Dave Grohl já fez sua parte

>>

* Popload em alto mar, no cruzeiro do Coachella.

Uma das grandes lendas do rock alternativo dos Estados Unidos, Mr. Bob Mould, que um dia esteve à frente das importantes bandas Hüsker Dü e Sugar, está se metendo a ser diretor de cinema. Para que o projeto vá em frente, ele precisa da sua ajuda.

Através de um sistema crowdfunding chamado Kickstarter, Mould precisa arrecadar até o próximo sábado, 22, cerca de 95 mil dólares para que “See a Little Light”, seu documentário, seja finalizado.

A obra, uma homenagem à carreira e ao legado de Mould, é baseada em um grande show realizado no final de 2011 no mítico Hollywood Bowl de Los Angeles, organizado por ele, e que tem uma listinha invejável de convidados que a gente gosta. Dividiram o palco com o ex-líder do Hüsker Dü nomes como Dave Grohl (ele), Britt Daniel (Spoon), Ryan Adams, o popload-gigger No Age, Jessica Dobson (The Shins), Margaret Cho, Grant Lee Phillips, além da dupla Craig Finn e Tad Kubler (Hold Steady).

Restando menos de 4 dias para encerrar a ação que vai bancar ou não o filme, Mould já conseguiu arrecadar quase 84.500 dólares. Faltam então pouco mais de 10 mil dólares para o projeto, que já tem quase 1400 colaboradores, ser aprovado. O lance mínimo para quem quiser colaborar é 1 dólar.

Para bombar essa reta final de fecha-não-fecha, Mould liberou o vídeo exclusivo da dobradinha que ele fez com Dave Grohl no palco. Juntos, eles mandaram a clássica “Ice Cold Ice”, faixa importante do aclamado álbum “Warehouse: Songs and Stories”, o último da carreira do Hüsker Dü.