Em sweet relief:

Peter Hook bota o Joy Division para ajudar a galera da música na pandemia. Envolvendo até o Mark Lanegan

>>

* A organização inglesa Sweet Relief que busca levantar dinheiro para músicos e toda a galera que trabalha na retaguarda de shows e eventos, muito prejudicados pela pandemia, criou o projeto “For the Crew”, outro jeito de criar um fundo de doação para esses profissionais

Um dos artistas que estão ajudando a causa do “For the Crew” é o famoooooso baixista britânico Peter Hook, um dos fundadores do Joy Division e depois New Order, que engajou o filho Jack e tem armado performance de suas ex-bandas absurdas, com convidados famosos, para atrair doações.

Neste final de semana chamaram o grande cantor americano Mark Lanegan para desempenhar um vídeo pandêmico para “Disorder”, um dos hinos do Joy Division e faixa que abre o fundamental “Unknown Pleasures”, de 1979, álbum de estreia da banda e o único lançamento em vida do vocalista Ian Curtis, que se matou menos de um ano depois que o disco saiu.

Mark Lanegan é o Ian Curtis nesta versão especial que Peter Hook nem aparece, deixando o filho Jack Bates brilhar no baixo. Jeff Schroeder, guitarrista do Smashing Pumkins, compõe a banda, completada pelo baterista Shane Graham.

***

* Outra música para ajudar o “For the Crew” foi “Ceremony”, desta vez cantada por Hook, que também empunhou seu baixo, mais para um teatrinho do que para valer, como nos velhos tempos. Esse papel, de novo, ficou para seu filho.

“Ceremony” é histórica. Foi escrita por Ian Curtis e gravada pelo Joy Division pouco antes da morte do vocalista. Passado o luto, ela foi regravada e serviu como primeiro single da então nova banda New Order, que nasceu no ano seguinte das cinzas do Joy Division.

>>