Em tame impala:

Tame Impala anuncia para 21 de abril show do primeiro disco, da primeira à última faixa. O marcante “Innerspeaker” fez 10 anos

>>

* Uma de nossas bandas prediletas há dez anos, o Tame Impala anunciou hoje um show especialíssimo tocando seu disco de estreia, o “Innerspeaker”, de cabo a rabo, no dia 21 de abril.

O álbum de estreia do grupo do dono Kevin Parker, que a partir da praieira cidade de Perth enjetava cores psicodélicas no indie mundial, foi lançado em maio de 2010 e agora em março ganhou uma edição deluxe com quatro discos de vinil. Na verdade o disco especial comemorativo já estava vendendo desde o ano passado, mas por causa de entraves pandêmicos começou a ser entregue agora a quem o comprou em pré-venda.

Esse show do disco début está marcado para acontecer ao vivo na Wave House, o estúdio onde o álbum foi gravado, a quatro horas da casa de Kevin Parker cortando o país na direção do Oceano Índico. Para quem vive nas Américas, do Norte e do Sul, os ingressos para essa apresentação estão sendo vendidos aqui. Custa R$ 68,08 na moeda brasileira. Preço até que honesto para ouvir ao vivo a banda tocando coisas como “Lucidity”, “Expectation” e “Solitude Is Bliss”. Se quiser comprar ainda uma camiseta esperta desse concerto especial o valor pula para R$ 258,60.

Para quem vive no horário de Brasília, o show começa às 11h da noite, pelo que entendemos.

Com o “Innerspeaker”, o Tame Impala veio ao Brasil pela primeira vez, trazido pelo selo de shows deste site, o Popload Gig. Foram duas apresentações no Cine Joia, em São Paulo, em agosto de 2012: a primeira, fechada, para uma festa dispersa de um canal de TV a cabo; a segunda, histórica, esgotada, para o Popload Gig. De nada… hahaha. Você esteve lá?

Captura de Tela 2021-04-01 às 1.25.42 PM

>>

Tame Impala faz dois shows “normais” com público na Austrália, com ingressos esgotados. Lá é possível, já

>>

* Tá tudo bem, gente. Tame Impala fez sexta e sábado dois shows na Austrália com pessoas vendo. Sim, com público!!!

A situação na Austrália, com o controle da pandemia digno de um país sério (tem 909 mortes desde janeiro de 2020 e hoje 29 internados), já segue a Nova Zelândia na liberação cautelosa de espetáculos com público aglomerando.

tame

Ambas as apresentações da banda de Kevin Parker foram no esquema Tame Impala Sound System e aconteceu no Metro City, clube em Perth, a cidade dele, com mil pessoas esgotando os ingressos nas duas apresentações. Um Cine Joia lotado praticamente. E sem separação de grades e mesas afastadas ou de dentro de carro.

O esquema Sound System do Tame Impala não é a banda completa, ainda. É o som deles reimaginado, menos orgânico, com sintetizadores e samplers, que desde que a pandemia começou foi o jeito de o Tame Impala se manter vivo e fornecer vídeos de suas músicas para TVs e rádios.

Os shows tiveram 20 músicas cada, de todas as fases da banda. Teve até uma brincadeirinha tipo cover de AC/DC. O setlist de sábado está abaixo.

Vamos botar alguns vídeos destas apresentações históricas, em muitos sentidos. Feitos por galera, que se comportou como galera, como de 2019 para trás. Gatilho vai roncar geral, mas temos que encarar.

*****

>>

Fazendo jus à psicodelia, Tame Impala revela um vídeo muito loko para “Breathe Deeper”

>>

Captura de Tela 2020-12-15 às 4.30.18 PM

* Fazer animação tem sido um recurso seguro, rápido e talvez mais barato para as bandas e artistas botarem seu nome para circular com um vídeo novo. Deve ter sido isso que motivou o grupo australiano Tame Impala a anunciar hoje como vídeo oficial uma pegada gráfica e colorida para a faixa do excelente álbum “The Slow Rush”, seu quarto disco, lançado em fevereiro deste ano.

Mas, grande nome da nova psicodelia, o Tame Impala pode bem usar desse recurso.

A excelente e viajante “Breathe Deeper”, uma das muitas excelentes e viajantes músicas do último disco do Tame Impala, ganhou uma animação que mistura natureza e coisas hiperreais, se é que você me entende. Bichinhos fofos gigantes, insetos que às vezes parecem ET. Não, eu não tomei nada. Mas não me respondo pelo Kevin Parker.

E, vou falar, achei que teve hora ali no vídeo que aquela linda natureza animada, floresta encantada e tal, parecia dentro do corpo humano. E os animais fofos coloridos loucos uns micróbios.

Teve também um momento em que eu achei que tinha que respirar profundo, como manda o nome da música, e nessas vi uns cogumelos…

https://youtu.be/UTwlmgV3pEI

****

* “Breathe Deeper”, a faixa do vídeo, foi apresentada neste final de semana ao vivo nos estúdios da Triple J, a melhor rádio australiana e uma das mais legais do mundo. Demos ontem essa história aqui, em mesma session que o Tame Impala fez cover para a maravilhosa “A Girl Like You”.

>>

Tame Impala mostra “On Track” ao vivo na Austrália. Esta é a notícia!!

>>

Captura de Tela 2020-11-25 às 8.52.09 AM

* Nessa dança das premiações que estão ocupando as notícias nos últimos dias, o nosso Tame Impala compareceu a um, lá na Austrália deles, para receber láureas sobre o discaço “The Slow Rush”, que a banda lançou no começo deste ano.

Foi o ARIA Awards, que joga luz da indústria da música na rica cena australiana e nesta edição deu cinco prêmios ao Tame Impala, incluindo “Disco do Ano” e tals.

Mas talvez para nós a grande notícia aqui é que a banda fez uma apresentação especial no ARIA tocando ao vivo a faixa “On Track”, especialíssima canção do mais recente disco que nunca teve, digamos, uma visibilidade maior do que ser faixa do disco, tipo não apareceu em vídeo, session ou live qualquer.

Mas agora apareceu. E, com Kevin Parker em performance com os rapazes que compõem sua banda ao vivo geralmente, a linda “On Track”, cheia de climas e paradinhas, ao vivo ficou assim:

>>