Em tame impala:

Primavera Sound anuncia line-up campeão para 2021. Será que brasileiro vai poder ir?

>>

* Olha, se houver mundo em junho de 2021, se brasileiro puder entrar na Europa e principalmente ainda ter dinheiro para viajar, o programa ideal será ir para o Primavera Sound de Barcelona, que hoje anunciou line-up INICIAL ótimo e sua devida venda de ingressos.

O festival indie mais importante do planeta (tirando o gigantismo do Glastonbury e a modéstia do Popload Festival), o Primavera vai acontecer de 2 a 6 de junho, confirmando desde já em sua escalação Pavement, Iggy Pop, Gorillaz, Tame Impala, Strokes, Fontaines DC, Idles, Bauhaus, Dinosaur Jr., Tyler the Creator, Charlie XCX, Black Midi, Disclosure, Jamie XX, The National, Jesus & Mary Chain, King Krule, Metronomy e.. Pabblo Vittar, só para citar ALGUNS do line-up INICIAL que o evento espanhol soltou e que já fazem valer (entre um milhão de motivos) a descoberta da vacina.

Confira o line-up inteiro abaixo, que mantém bons nomes deste 2020 assombrado e traz alguns novos. O festival deste ano aconteceria por estes dias. No site do Primavera tem mais informações e detalhes sobre os ingressos, que começam a ser vendidos no dia 3 agora, semana que vem. Quem tinha ingressos para este ano vai saber também, no mesmo dia 3, como faz para trocar por entradas para o ano que vem.

Sabe-se lá o que vai acontecer em junho de 2021, já que não sabemos nem o que vai acontecer em junho de 2010, mas este anúncio “dá um quentinho no coração”. Odeio “quentinho no coração”, haha. Amargo, eu?

prima

>>

KCRW desova session do Tame Impala de quando a banda ainda não era “o Tame Impala”. E só com músicas do InnerSpeaker

>>

250520_tameimpala2

Nesse clima de bandas sendo obrigadas a rebuscarem em seus arquivos shows nostálgicas, a rádio californiana KCRW, de Santa Monica, resolveu entrar na onda e tem divulgado em seu YouTube vídeos de suas sessions deliciosas e antigas.

E a divulgada neste final de semana mostra o novinho Tame Impala rodando o mundo em ritmo de divulgação do disco de estreia, InnerSpeaker, na época em que Kevin Parker e seus amigos eram vistos como ‘the next big thing’, mas ainda sim como uma banda esquisitinha e psicodélica. Normal para um vocalista cabeludo vestindo uma camisa das Tartarugas Ninjas.

Na preciosidade audiovisual de meia hora, canções lindas como “It Is Not Meant To Be”, “Alter Ego” e “Solitude Is Bliss”, tocadas de um jeito cru como se fosse em um estúdio caseiro.

O resultado pode ser visto abaixo.

SETLIST
0:01 It Is Not Meant To Be
5:56 Why Won’t You Make Up Your Mind
9:46 Alter Ego
14:41 Solitude Is Bliss
18:59 Desire Be Desire Go
27:07 Runaway, Houses, City, Clouds

>>

Música de abertura do último disco do Tame Impala, “One More Year” ganha remix de 18 minutos!

>>

070515_tameimpala2

A rádio inglesa NTS soltou nesta sexta-feira um remix robusto de “One More Year”, a faixa de abertura de “The Slow Rush”, o disco mais recente do Tame Impala.

De acordo com Kevin Parker, a versão de 18 minutos (!) é uma espécie de house balearic, se referindo à mistureba eletrônica surgida nos anos 80. A versão original da faixa dura pouco mais de 5 minutos.

O lançamento faz parte de uma série beneficente chamada Remote Utopias, que vem arrecadando fundos a partir da programação ao vivo da rádio, com dinheiro revertido para a Global FoodBanking Network no combate ao coronavírus.

>>

Vários Kevin Parker “diferentes” tocam versão caseira do Tame Impala para a incrível “Is It True”

>>

* Foi ontem à noite para o programa do apresentador americano Stephen Colbert. De sua casa na Austrália, Kevin Parker montou com três dele mesmo uma apresentação tocando a faixa “Is It True”, uma das pérolas do mais recente álbum do Tame Impala, “The Slow Rush”, lançado em fevereiro, no começo da pandemia.

É legal pegar as diferenças dos três Kevins tocando a mesma música. Todos vestidos um diferente do outro, na ordem tinha o Kevin baixista, o Kevin cantor e o Kevin guitarrista. Cada um tinha um relógio marcando um horário diferente. O primeiro Kevin, o baixista, estava descalço, como o dono do Tame Impala gostava de se apresentar no começo da banda.

Tem o lance também que os Kevins extremos estão invertidos, então o guitarrista parece ser destro e o baixista, canhoto. As luzes…

Será que tem mais (ou alguma) simbologia?

Não parece ser exatamente uma gravação ao vivo, mas foi inventivo, como tudo o que o Kevin Parker costuma fazer.

>>

Banda inglesa Blossoms faz da quarentena um belo disco com Beatles, Tame Impala e vídeos legais

>>

Captura de Tela 2020-05-04 às 9.04.01 AM

* O simpááático grupo inglês Blossoms, de Manchester, anunciou que vai pegar suas ótimas “isolation covers”, que vem sendo apresentadas nas redes durante o “Lockdown” britânico, e transformá-las num disco real de covers a ser lançado neste ano inclusive em vinil e CD, em data a ser anunciada.

Cada um na sua casa, no sofá, sala, cozinha, quintal, e às vezes com um convidado especial participando da esperta edição, o Blossoms já revelou suas versões quarentenescas para Tame Impala (com o guitarrista galã Miles Kane cantando), Frank Ocean. Músicas deles mesmos e até dos Beatles vão entrar na roda.

O Blossoms entregou a capa do álbum, com fotos isoladas do quinteto, como manda as regras dos dias de hoje.

blossomscapa

As versões apresentadas em vídeo no Instagram da banda já foram para o Youtube e a partir de hoje entram em áudio para download nas plataformas tipo Apple Music, Spotify, Deezer etc. A primeira a ir para o formato nesta madrugada foi a cover de Frank Ocean, para “Lost”. E seguem este cronograma:

hoje: Lost (Frank Ocean)
amanhã: My Swimming Brain (single do mais recente álbum do Blossoms, lançado em janeiro)
quarta: Paperback Writer (Beatles)
quinta: There’s A Reason Why (I Never Returned Your Calls) (o maior hit do Blossoms, 2018)
dia 11: If You Think This Is Real Life (outro single “novo”)
dia 12: The Less I Know the Better (Tame Impala, com Miles Kane)
dia 18: Dreaming of You (The Coral, com James Skelly, que inclusive produz os discos do Blossoms)

Os vídeos que já rolam da série “Blossoms in Isolation”, incluindo o da incrível versão para “Dreaming of You”, hit dos anos 2000 com o Coral, com o próprio James Skelly cantando, lançada no fim de semana, são:

>>