Em tassia reis:

Mini-Bananada do Sul, Festival Saravá, de Floripa, pede passagem na CENA indie brasileira com sua quarta e maior edição

>>

1 - cenatopo19

* Ah, este mundo maravilhoso de festivais indies brasileiros em que vivemos…

LaLeuca

No ano passado a Popload foi até o interior do Rio Grande do Sul para conferir o curioso, peculiar mesmo, festival Morrostock, que acontece à beira de um rio, perto de cachoeiras, clima de indie-bambolê, a 40 minutos de van sacolejante da cidade de Santa Maria, mato a dentro. O evento gaúcho, que já passou de uma década de realização, se estabeleceu de vez não só como grande evento do Sul do país como da CENA brasileira no geral.

Acontecendo já há quatro anos, o catarinense Festival Saravá, que mexe com Floripa por três dias neste final de semana, é outro que parece emergir de vez para a rota dos principais festivais indies do Brasil com a sua edição de 2018, a quarta ao total e a maior até agora. O evento traz para a bela capital de Santa Catarina, mais precisamente em dois lugares à beira da agitada Lagoa da Conceição, indo de sexta a domingo, nomes como Letrux (RJ), Carne Doce (GO), Bike (SP) e até um DJ set da Gabriela Deptulski, guitarrista e dona do My Magical Glowing Lens (ES), além de proporcionar uma mistura interessante entre bandas da região e esses grandes nomes da cena nacional já citados.

Segundo Adriano Saito, um dos produtores de toda junção do Saravá, o festival já está em sua quarta edição e decidiu marcar a data como uma estrutura e line up ainda maior. Também de acordo com ele, os eventos anteriores chegaram a reunir mais de 500 pessoas por edições, mas mantendo um formato bem menor do que estão trazendo para 2018.

Além do festival cheio de atrações, a produtora responsável, a Saravá Produções, já vem há algum tempo sacudindo a cena da região com shows de todos os tipos, do pernambucano Tagore até os paulistas do Black Papa. Com essa função constante, a produtora acabou abrindo caminho para fazer uma espécie de micro-Bananada (ocupando diferentes locais da cidade, com a ideia de aumentar isso na próxima edição) em uma região um pouco fora da rota comum de shows nacionais.

O Saravá não é só mais um a puxar a atenção do indie nacional para o Sul (além do já citado Morrostock e do conterrâneo Psicodalia, por exemplo, e cada qual no seu tamanho). Ele ajuda também a botar foco na cena local e, pela proximidade, na do Paraná, também. Como os Skrotes, Muñoz, Apicultores Clandestinos e a banda de garotas La Leuca, da foto que abre o post.

Veja a escalação completa mais abaixo.

Os ingressos com o primeiro lote já esgotado, estão disponíveis para venda no evento do Festival Saravá no Facebook e custam entre R$15,00 e R$100,00, incluíndo entradas para dias específicos ou passaporte completo. Junto aos shows, ainda acontece feira de vinil, bazares de arte local e exposições.

Confira a programação completa do Saravá:

► Sexta (9/3)
– PALCO LAGOA: Casa de Nocam
a partir das 22h
• Hierofante Púrpura (SP)
• Muñoz (SC)
• Cora (PR)
• La Leuca (SC)
• DJ Gabriela Deptulski (MMGL – ES)

► Sábado (10/3)
– PALCO JOACA: Àtôa na Jôa
a partir das 20h
• Tássia Reis (SP)
• Mulamba (PR)
• Trombone de Frutas (PR)
• Skrotes (SC)
• Apicultores Clandestinos (SC)
• DJ Lê Bafão (SC)

► Domingo (11/3)
– PALCO JOACA: Àtôa na Jôa
a partir das 20h
• Letrux (RJ)
• Carne Doce (GO)
• BIKE (SP)
• Orquestra Manancial da Alvorada (SC)
• The Cegus (SC)
• DJ Rafael Barros (SC)

** A foto da cantora Letrux, do Rio, que está na home da Popload chamando para este post, é de Sillas Henrique.

>>

CENA – Boooooom. Sequência de shows absurda agita São Paulo até domingo

>>

cena

* Dá até uma canseira antecipada só de pensar. Daqui a pouco, a partir das 20h, com show da carioca Marcela Mahmundi no Auditório do Ibirapuera, e se estendendo até domingo (tem mais, mas até aqui está bom), São Paulo vai ser sacudida por indie, indie psicodélica, indie-MPB, electro cool, pós-punk retrovanguarda, tudo embalado numa pacoteira incessante de shows legais em lugares legais e diferentes e tudo mais.

A grande atração da semana vai ser a cada vez mais relevante e hoje enorme SIM – Semana Internacional de Música, uma feira de música, com foco na indústria e mercado e que traz encontros, negócios, palestras e muitos shows. E na órbita da SIM, que abre oficialmente hoje à noite com shows do Liniker & Elsa Soares, com abertura da Mahmundi, vão girar muitos dessas apresentações na cidade. Mas, fora do “music convention”, a programação vai ser dinâmica. Vamos tentar abraçar (quase) tudo.

Captura de Tela 2016-12-07 às 7.38.56 PM

quarta

* Abertura SIM – Semana Internacional da Música
Auditório do Ibirapuera
Mahmundi – 20h
Liniker (foto acima) e Elsa Soares – 21h
ingressos esgotados

* Showcase Bananada @ SIM
Stage Bar (Barra Funda)
Hierofante Púrpura – 23h30
Boogarins – 0h30
mais infos aqui

quinta

* SIM
Centro Cultural SP – Sala Adoniran Barbosa
– Jéf 15h
– FingerFingerrr 15h40
– Deb and the Mentals 16h20
– Ogi 17h
– Tássia Reis 17h40
– Verônica Ferriani 18h20
– Chocolat 19h
– The Baggios 19h40
– Maglore 20h20

Z Carniceria
– Allie X
– Jaloo
– Tássia Reis
Das 21h às 3h

Casa do Mancha
Showcase Bananada

– Ventre
– Brvnks
Mais infos aqui.

Cine Joia
– Céu
– General Elektriks
– Sophie Hunger
Das 22h às 1h50

Centro Cultural Rio Verde
Festival Dias Nórdicos

– Inky
– Julia Clara
– Sandra Kolstad
– Teitur
Das 22h às 23h55

* Honey Bomb Mini Fest
Breve
– Bike 21h
– Catavento 22h

sexta, dia 9

* SIM
Centro Cultural SP – Sala Adoniran Barbosa

– Vicente Barreto 15h
– Craca e Dani Nega 15h40
– Molina Y Los Cósmicos 16h20
– Isaar 17h
– Yangos 17h40
– Quartabê 18h20
– Iara Rennó 19h
– Random Recipe (Canadá) 19h40
– Nomade Orquestra 20h20

Casa do Mancha
Showcase Bananada

– Carne Doce
– Bike
Mais info aqui.

Associação Cultural Cecília
– FingerFingerrr
– The Baggios
Das 20h à 0h

Z Carniceria
– Cartola
– Catavento
– Wannabe Jalva
Das 22h à 1h

Estúdio
– Dingo Bells
– Silva
Das 21h às 23h55

Cine Joia
– Orquestra Brasileira de Música Jamaicana
– Pardieiro
Das 23h às 5h

Jongo Reverendo
– Mi Amigo Invencible
– Pélico
– Un Planeta
Das 21h às 23h55

* Rakta
Show de lançamento do álbum “III”
Sesc Belenzinho – comedoria
Das 20h30 às 23h

sábado, dia 10

* SIM
Centro Cultural SP – Sala Adoniran Barbosa

– Juliana Cortes 15h
– Jack Nkanga (Angola) 15h40
– Luiza Lian 16h20
– Projeto Rivera 17h
– Mi Amigo Invencible (Argentina) 17h40
– Allie X (Canadá) 18h20
– Ventre 19h20
– Tagore (Canadá) 19h40
– As Bahias e a Cozinha Mineira 20h20

Estúdio
– Adam Naas
– Scalene
– Selvagens à Procura da Lei
Das 21h à 0h

Centro Cultural Rio Verde
– Chocolat
– Foreing Diplomats
– Les Deuxluxes
– Random Recipe
Das 21h às 23h55

VIC – A Casa do Centro
– El Efecto
– Francisco El Hombre
– Juanafe
– Rachid
Das 22h à 0h

Stage Bar
– Banda Uó
– Gabi Milino
– Luê
– Serge Erege
Das 22h às 4h

Z Carniceria
– Ego Kill Talent
– Far From Alaska
– Medulla
Das 22h às 4h

* Honey Bomb Mini Fest
Breve

– The Holydrug Couple 21h
– Winter 22h

* NoPorn
Dois shows ainda de lançamento do álbum “Boca”
– Pavilhão da Bienal – 16h
Show faz parte da Oficina de Imaginação Política (que começa às 14h)
– Al Janiah
Show com Babá Eletrônica (2h) e André Baiano (23h) no espaço árabe cultural e político do Bexiga. O NoPorn toca à 0h.

mauricio-pereira

domingo, dia 11

* SIM
Centro Cultural SP – Sala Adoniran Barbosa

– Mauricio Pereira 20 anos atrás 18h

Mirante 9 de Julho
Baile Tropical

– Patricktør4 convida DJ Manga
– Dr. Swing
– Kick Bucket
Das 15h às 20h

>>

CENA – Shows de Jaloo e Rico Dalasam abrem nova casa de SP

>>

cena

O cantor, produtor e DJ de electrobrega paraense Jaloo faz as honras de inauguração da VIC, uma nova casa de shows de São Paulo, que vai abrir no Centro de São Paulo agora em novembro. Com capacidade para 1000 pessoas, o VIC surge no calor da movimentação independente nacional para servir de palco inclusive para apresentações internacionais, abrigando um público da capacidade entre o Z Carniceria (400 pessoas) e o Cine Joia (1200).

Outra casa a inaugurar na CENA em um espaço de um ano (tem o Breve e o próprio Z nesta lista), o VIC vai funcionar na rua Marques de Itu, 284, em um espaço antes ocupado por um pub chamado Gillan’s Inn e as boates gays Meow Disco Club e UltraDiesel.

A noite de abertura acontece para convidados no dia 21 de novembro, uma segunda-feira, com shows de Jaloo, do rapper Rico Dalasam e de MC Linn da Quebrada

Depois, na quinta, 24, tem a primeira apresentação aberta ao público, com o veterano cantor da vanguarda paulistana Arrigo Barnabé, com repertório de Lupicínio Rodrigues. No dia seguinte, sexta 25, a banda eletrorock paulistana INKY (foto abaixo) e a rapper Tássia Reis mostram shows de seus recém-lançados discos.

inky

>>