Em Tears for Fears:

Lives da quarentena, versão família: Yeah Yeah Yeahs, Tears For Fears e David Gilmour fazem apresentações diferentes e em casa

>>

Entre as milhares de lives que invadiram a internet nas últimas semanas, algumas estão ficando legais por envolver artistas e seus familiares. E, entre estas, destacamos pelo menos três.

130420_tearsforfears2

** Ontem, a diva Karen O, vocalista do Yeah Yeah Yeahs, desenterrou uma das primeiras músicas da banda, “Our Time”, que foi lançada em EP homônimo em 2001, nos primórdios do grupo. A Apresentação contou com a participação especial de seu filho Django, “abrindo” o show. Haha.

** Na semana passada, o incrível David Gilmour participou de uma live da esposa, Polly Samson, para divulgar “A Theatre For Dreams”, novo livro dele. Enquanto Polly leu alguns trechos do seu novo romance, Gilmour relembrou no violão seu amigo Leonard Cohen, que é um dos personagens citados no livro. O ex-Pink Floyd tocou as canções “Bird on the Wire” e “So Long, Marianne”, sucessos do catálogo do canadense.

** Quem também fez bonito na internet foi a Diva, filha de Curt Smith, do Tears For Fears. Ela soltou sua bela voz ao lado do pai na icônica “Mad World”, uma das principais canções do duo inglês, que muito tem a ver com o momento atual do planeta. Fofa a Diva, não?

>>

Everbody Wants To Rule The World: os anos 80 e os 90 se chocam na improvável dobradinha do Weezer com o Tears for Fears

>>

160419_weezer_tears_slider

No último final de semana, o Weezer, uma das atrações do Rock in Rio, fez uma das mais aclamadas apresentações no festival Coachella, no deserto da Califórnia. O ponto alto do show foi a visita do duo Tears for Fears para uma reedição da clássica “Everybody Wants To Rule The World”.

Vale lembrar que o Weezer, mesmo com disco novo na praça, está na vibe de covers graças ao lançamento também recente de “The Teal Album”, projeto só de releituras de canções antigas.

Além da parceria no Coachella, o Weezer levou a dupla britânica para o palco do Jimmy Kimmel onde eles repetiram a dobradinha da faixa lançada em 1985 e que resiste ao tempo como uma das principais lançadas naquela década.

O resultado pode ser visto abaixo.

>>

Mad: Lily Allen viaja aos anos 80 e canta hit do Tears For Fears

>>

260918_lily2

Depois de alguns anos um tanto afastada dos holofotes, a cantora britânica Lily Allen voltou com tudo neste ano. Além de uma biografia recheada de polemiquinhas, ela lançou um novo disco, “No Shame”, que vem divulgando no momento.

Em session para o Spotify, Lily mostrou a sua “Family Man” e ainda uma cover do superhit “Mad World”, do duo Tears For Fears, lançado originalmente em 1983, mas que transcende décadas como se fosse um som atual.

A versão da cantora se aproxima mais da releitura feita por Gary Jules e Michael Andrews para a trilha sonora de “Donny Darko”, de 2001, do que da canção original. Ainda assim, ficou honestíssima e pode ser conferida abaixo.

>>

Quarenta minutos nostálgicos com o Tears For Fears (e um Radiohead como bônus)

>>

251114_tff1

O famoso duo britânico Tears For Fears, um dos grandes nomes do pop nos anos 80, segue com o clima de nostalgia total, já que eles estão relançando o discaço “Songs from the Big Chair”, maior sucesso comercial da dupla, que completa em 2015 seu trigésimo aniversário.

O álbum já computou mais de 10 milhões de cópias vendidas no mundo todo e é puxado por canções históricas como “Shout”, “Everybody Wants to Rule the World” e “Head Over Heels”.

Recentemente, a dupla fez uma session de 40 minutos para a plataforma de streaming de música Spotify, relembrando grandes sucessos do disco e contando a história por trás de cada uma das músicas tocadas. Na apresentação, eles também fizeram uma versão para “Creep”, do Radiohead, que está disponível em áudio.

Mesmo com o passar das décadas, Curt Smith e Roland Orzabal seguem em alta. O último álbum deles de inéditas foi lançado há 10 anos. Um novo de inéditas deve sair ano que vem. O show especial para o Spotify, sem Radiohead, pode ser visto na íntegra em vídeo, abaixo. O áudio de “Creep” vem em seguida.

>>

O Tears For Fears garante: é 1985 outra vez

>>

131114_tearsforfears

O veterano e famoso duo inglês Tears For Fears prepara para algum momento do ano que vem o lançamento de um novo álbum de inéditas, que será o primeiro em mais de uma década, já que o último registro desta natureza lançado pela dupla Curt Smith e Roland Orzabal é láaaaa de 2004.

Antes disso, eles trabalham o relançamento do discão “Songs from the Big Chair”, maior sucesso comercial da dupla, que completa em 2015 nada menos que 30 anos. É deste álbum de mais de 10 milhões de cópias vendidas hits pesados tipo “Shout”, “Everybody Wants to Rule the World” e “Head Over Heels”.

Na noite de ontem, os ingleses reviveram os áureos anos 80 no programa de Jimmy Kimmel e por lá tocaram justamente “Everybody Wants to Rule the World” e outra clássica, “Sowing the Seeds of Love”. Atualmente, o grupo faz shows pelos EUA e nos últimos tempos eles têm tocado canções de bandas mais recentes como Hot Chip, Arcade Fire e Radiohead.

* “Songs From The Big Chair”, o relançamento, tem um box com 6 CDs e inclui faixas que nunca foram ouvidas antes.

>>