Em Temples:

Lá vem o Temples sendo incrível em “You’re Either On Something”, novo single do disco que sai em setembro

>>

temples

Banda que a gente curte para valer, o Temples liberou a segunda amostra de “Hot Motion”, terceiro disco de estúdio deles, que será lançado dia 27 de setembro.

“You’re Either On Something” traz o aspecto um pouco mais sombrio que este novo disco promete. “Estou muito orgulhoso da música, especialmente da letra, porque eu me sinto profundamente conectado com as palavras, elas são muito verdadeiras”, disse o vocalista e compositor James Bagshaw, que relatou notar suas influências musicais na canção.

“Hot Motion” é o sucessor de “Volcano”, álbum que saiu em 2017, e reflete em um novo momento da banda, que diz ter se aprofundado de um jeito mais sombrio tanto na parte de composição das letras quando na parte musical. “Não são 10 faixas de rock implacável do começo ao fim. Tem muita luz e sombras, além de momentos mais amenos. Mas queremos explorar um som mais pesado e sombrio”, disse o baixista Thomas Walmsley em comunicado na época do anúncio do álbum.

>>

Mais profundo e sombrio, Temples prepara novo disco para setembro e libera o single “Hot Motion”

>>

050619_temples2

Um dos nosso grupos prediletos, o Temples anunciou os detalhes de seu novo disco. “Hot Motion” estará nas lojas dia 27 de setembro e dele já conhecemos o primeiro single, que também vem a ser a faixa que dá título ao projeto.

“Hot Motion” é o sucessor de “Volcano”, álbum que saiu em 2017, e reflete em um novo momento da banda, que diz ter se aprofundado de um jeito mais sombrio tanto na parte de composição das letras quando na parte musical.

“Não são 10 faixas de rock implacável do começo ao fim. Tem muita luz e sombras, além de momentos mais amenos. Mas queremos explorar um som mais pesado e sombrio”, disse o baixista Thomas Walmsley em comunicado.

O single, bem bom, chegou com um vídeo, e pode ser conferido a seguir.

>>

Ainda o Glastonbury, com os shows incríveis de Royal Blood, Temples e Biffy Clyro

>>
GLASTONVIN3PQ
270617_temples

Aos poucos estão aparecendo os registros completos dos shows do Glastonbury que foram transmitidos apenas em rede para o Reino Unido. A BBC andou vetando geral, mas a internet está aí para dar seus pulos.

Em uma breve zapeada pelo YouTube, é possível ver que apresentações de bandas legais como Royal Blood, Temples e Biffy Clyro estão disponíveis, mas só Deus sabe até quando.

O Royal Blood recém lançou o disco “How Did We Get So Dark?”, com 10 faixas inéditas e um leque de influências, incluindo Rolling Stones, The Hives e Daft Punk. Já o Temples, banda liderada pelo excêntrico James Bagshaw, está na estrada divulgando o ótimo álbum “Volcano”, que chegou ao mercado em março deste ano. Os escoceses descamisados do Biffy Clyro estão nos palcos mostrando, ainda, sons do disco “Ellipsis”, este lançado há mais tempo, tipo um ano atrás.

As três apresentações na íntegra podem ser conferidas abaixo.

>>

Pare tudo o que você está fazendo para ouvir o possível melhor álbum do indie em 2017 (até agora): “Volcano”, do Temples

>>

100215_temples1

Há mais ou menos três anos, um quarteto de Ketterin, Inglaterra, aparecia para ajudar ao Tame Impala na missão de tornar o rock psicodélico cool novamente. Com “Sun Structures”, o incrível Temples logo ganhou as rádios alternativas e surgiu para o mundo.

Liderado pelo excêntrico James Bagshaw, o grupo inglês lança hoje seu segundo e esperado disco “Volcano”, puxado pelos singles “Certainty” e “Strange Or Be Forgotten”.

“Volcano” tem 12 faixas inéditas e possui um direcionamento sonoro mais “moderno”, de acordo com James em suas últimas entrevistas. Vamos ver qual é…

>>

Temples e suas músicas lindas. Conheça “Strange or Be Forgotten”

>>

temples

* A ensolarada banda indie-psicodélica inglesa está cada vez melhor. O grupo, um encontro entre The Horrors e MGMT, e que tem os melhores cabelos do rock britânico atual, vai lançar seu segundo álbum em março, chamado “Volcano”. No final do ano passado, mostraram o primeiro single, a fabulosa “Certainty”, uma das canções do ano, fácil. Agora, abrindo 2017, eles soltam essa belezura de nome “Strange Or Be Forgotten”, também do disco novo.

Ouvir Temples dá vontade de abraçar as pessoas. Sente essa sensação?

>>