Em the current:

Um punkinho aí para agitar. Veja performance do Idles em Minneapolis, no outro mundo

>>

Captura de Tela 2021-08-05 às 3.18.16 PM

* Está fazendo dois anos nesta semana que o grupo inglês pós-punk ativista Idles estava fazendo a turnê pelos EUA do discaço “Joy as an Act of Resistance”, de 2018, e passaram pelo clube First Avenue, em Minneapolis, Minesota.

Era, então, 2019, tempos pré-pandemia, gás total do segundo álbum, auge dos protestos contra o Brexit britânico, que viraria lei meses depois.

Toda essa energia boa e má do Idles estava nesse show, cuja rádio indie local, a bem boa The Current, uma de nossas favoritas, gravou e liberou hoje três musiquinhas. As contundentes “Mother”, “Faith in the City” e a marcante “Danny Nedelko”.

Na real a Current liberou o show todo, aqui, lá dentro do site da rádio.

Mas vamos mesmo com estes petardos destacados:

>>

Japanese Breakfast leva suas músicas novas espertas para uma session de rádio

>>

* E a nossa querida Japanese Breakfast segue na divulgação de seu novo álbum solo. “Jubilee”, terceiro disco da Michelle Zauner, lançado agora em junho quase ao mesmo tempo que seu livro de memórias, Crying in H Mart”, anda ganhando um super e merecido espaço – as resenhas são quase todas positivas na mídia gringa.

E após um tour pela televisão aberta dos Estados Unidos, ela colou na The Current, uma rádio de Minneapolis das nossas que capricha em seus conteúdos – vale dar uma sacada no canal de YouTube deles.

A session contou com o single “Be Sweet”, a caprichada “Kokomo, IN” e um extra de seu projeto paralelo, o Bumpuer, dupla que Michelle fez com Ryan Galloway, do Crying, durante a quarentena, com cada um pensando em música em seus apartamentos – isolados ainda que fosse quase vizinhos.

Tem duas versões da session, uma com bate-papo (com uma Michelle um tanto quanto seca nas respostas) e outra só com as músicas (na apresentação a Michelle é só alegria).

>>

Uma session cool com a Beabadoobee, meio acústico. Obviamente ela toca o hit indie do verão

>>

Captura de Tela 2021-05-17 às 12.14.20 PM

* Acabou de subir nas internets a session que a sanguinho novo Beabadoobee fez para a rádio The Current, emissora indie das nossas que transmite desde Minneapolis, Minnesota. Quando você tiver de bobeira procura ela um pouquinho, de preferência à noite aqui, só para sentir a briiiiiisa.

Enfim, a babe Beabadoobee é meio filipina/meio britânica de 20 anos que, acho, acreditamos pelo que andamos ouvindo, é responsável pelo hit do verão (deles) deste ano, uma das músicas mais legais que tocam muito nas rádios mais legais, a faixa “Last Day on Earth”, que vai estar em “Our Extended Play”, seu novo EP, a sair… em maio? Cadê?

((Um parênteses. A Olivia Rodrigo é meio filipina também. Seria as Filipinas a nova meca da música jovem?))

Enfim, a session fofura dela e do amiguinho guitarrista para a Current traz quatro músicas. “Last Day on Earth” obviamente está na lista, fechando a session. As outras são “Coffee”, sua primeira música da vida (2017); “She Plays Bass”, de seu último EP; e “Care”, do disco de estreia, de outubro do ano passado. Tudo tocado no jeitinho Zoom.

O vídeo total da session da Bea (ela deixou chamá-la assim) para a Current, feita de Londres, tem 40 minutos. Uma conversa gostosa com a garota, no que dá para ser boa, recheia o material.

Pega aí a Beabadoobee.

***

A session:
03:56 She Plays Bass
16:05 Care
19:43 Coffee
37:58 Last Day on Earth

>>

Popnotas – O resgate do Cold War Kids, a Brittany Howard num santuário, o vídeo animado do No Rome e amigos você-sabe-quem. E o Tiny Bieber

>>

– Vale nestes tempos ficar de olho na Current, rádio indie de Minneapolis, Minnesota, que a gente gasta um tempo sempre que dá e tem umas sessions bem cabulosas. Como a produção nesta era pandêmica caiu bastante, eles têm rebuscado nos arquivos passagens de bandas ótimas pela emissora, como esta que eles postaram ontem no canal de Youtube deles. A banda Cold War Kids, ótima porém poderia ter ido mais longe, passou pela Current em 2017 para uma session de duas músicas, que a gente traz aqui. O grupo indie-soul, que havia explodido no novo rock uns dez anos antes, ia lançar seu sexto álbum, o “L.A. Divine” naquele abril de 2017 e umas semanas antes ia fazer um show esgotadaço em Minneapolis. Daí aproveitaram e mandaram “Love Is Mystical” e o hit “First”, do disco anterir, de 2014, nos estúdios da Current. Repara a missa acústica.

– Então. Se você quiser encarar, entrou agora há pouco na nobre série online Tiny Desk, da NPR, uma apresentação do… Justin Bieber, ele-mesmo. O rapaz canadense, brother do Drake e de muita gente boa do hip hop americano por suposto, vai lançar nesta sexta mais um disco, seu sexto, chamado “Justice”. Em seu Tiny Desk, num ambiente tiny mesmo, até, Bieber tocou algumas músicas de seu novo álbum, abrindo a história com “Holy”, parceria sua com o Chance The Rapper. Ainda teve “Peaches”, “Hold On”e “Anyone”, tudo do disco que sai depois de amanhã. Tudo aqui, para sua apreciação. Se pans.

– Na possibilidade de encontrar a galera para gravar vídeo, vamos de animação. Foi o que o talentoso músico filipino novinho, por ora inglês, No Rome fez para dar visual à esperta canção que lançou recentemente, muito bem acompanhado. No Rome, como demos aqui, armou tipo um supergrupo com Charli XCX e The 1975 para o single “Spinning”. Que, parece, vai virar grupo meeeeesmo. Dizem. Mas, de todo modo, o álbum próprio do No Name está sendo planejado para sair em novembro deste ano. Estamos esperando já.

– No maior gerador de som ao vivo diárias da história da música, os programas de entrevistas noturnos, ontem foi a vez de termos Brittany Howard (foto na home) tocando para o Jimmy Kimmel. Aqui cabe falarmos que o conceito de “ao vivo” nos dias de hoje não significa “ao viiiiiiivo”, propriamente. É o tal de gravamos ao vivo e enviamos para você. Nessas, o Jimmy Kimmel chamou a brilhante Brittany, muito conhecida por ser a cantora do Alabama Shakes, para mandar sua participação solo, que foi exibida na noite passada. Ela cantou ” Short and Sweet”, canção lindaça de seu primeiro disco fora do Alabama Shakes, sob seu nome, de lááá de 2019, chamado “Jaime”. Uma maravilha gravada em um santuário no Tennessee.

>>

Old but gold. Lizzo novinha e no auge em session para a rádio The Current

>>

Captura de Tela 2020-12-14 às 4.18.22 PM

* A Current, emissora indie esperta de Minneapolis, Minnesota, é uma das nossas rádios prediletas neste mundão de rádios legais. Nem tanto para ouvir direto, mas mais como fonte de produtos legais e postáveis, tipo suas sessions.

Daí que de vez em quando, nestes tempos pandêmicos, eles sobem uns arquivos legais de sessions antigas, selecionadas, editadas, como o fizeram no último semana com um vídeo de três músicas de duas sessions que a bombástica Lizzo fez para eles, em 2014 na luta do reconhecimento (“Paris”) e no auge do sucesso como diva do pop americano com pendência de estilo ao hip hop (“Cuz I Love You” e “Juice”, megahits).

Na legenda do vídeo, a Current agradece o fato de que Lizzo é de Minneapolis e vivia nos arredores da rádio, o que facilitou o comparecimento dela às sessions, antes que o sucesso estrondoso a afastasse do local.

Dá uma olhada na Lizzo em sessions em Minneapolis.

0:00 “Paris” (2014)
3:11 “Cuz I Love You” (2019)
6:17 “Juice” (2019)

xhttps://youtu.be/c8w-7yc4hFA

>>