Em The Jam:

Made in UK: Noel Gallagher recebe Paul Weller no palco para tocarem The Jam e Beatles

>>

020918_noel_weller2

Duas figuras da realeza britânica se uniram na noite de ontem no festival The Downs, em Bristol, para oferecer alguns momentos especiais ao público presente.

Noel Gallagher, headliner do evento, recebeu no palco seu amigo de longa data Paul Weller, que havia feito um show minutos antes dos High Flying Birds. E a dobradinha rendeu duas versões lindas de “A Town Called Malice”, do Jam, e “All You Need Is Love”, som que vem encerrando os shows de Noel.

Falando em shows de Noel, a expectativa é a de que nesta semana, enfim, sejam confirmados os três shows do ex-líder do Oasis no Brasil. Como a Popload já antecipou, o irmão do Liam se apresentará dia 7 de novembro em Curitiba, 8 em São Paulo e 10 em Belo Horizonte.

>>

Acabou o mundo. Noel Gallagher cantando e tocando música do Blur (com o Blur)

>>

Acabou o mundo e também o Britpop, movimento cool que pairou sobre a Inglaterra especialmente nos anos 90, se baseando na tríade Oasis, Blur e Pulp, mas ficando famoso especialmente pelas tretas nervosas entre as duas primeiras, incluindo constantes trocas de farpas pela imprensa e batalhas insanas nas paradas musicais, com singles lançados nos mesmos dias, para se ter uma ideia.

A grande rivalidade 90’s do rock britânico era alimentada especialmente por Damon Albarn, o líder do Blur, e os encrenqueiros irmãos Liam e Noel Gallagher, do Oasis. Chegaram a lançar singles na mesma data, com o Blur vendendo mais unidades pela metade do preço, mas o Oasis acabou conquistando maior sucesso com shows históricos tipo os de Knebworth, com 250 mil pessoas.

O auge da tensão entre as bandas talvez tenha sido quando Noel disse em uma entrevista que queria que os integrantes do Blur pegassem AIDS e morressem, isso após Damon dizer na MTV que o Oasis tinha uma imagem desgastante e “precisava tirar umas férias”. Mas toda essa guerra, enfim, chegou ao fim.

Liam e Damon fizeram as pazes há mais ou menos oito anos. Já Noel e o vocalista do Blur ainda tinham suas diferenças até ano passado, quando se reencontraram em uma festa e puseram suas diferenças de lado. Desde então, nos últimos meses, a animosidade de antes cedeu lugar a um respeito mútuo.

No final do ano passado, Noel Gallagher foi anunciado como curador musical do tradicional Teenage Cancer Trust, evento anual que acontece há mais de uma década, idealizado por Roger Daltrey, que visa arrecadar fundos para viabilizar tratamentos de crianças e adolescentes que têm câncer. Com o The Who em turnê, Noel substituiu Daltrey como padrinho do evento e durante toda a última semana apresentou os shows escolhidos por ele. Passaram pelo palco do Royal Albert Hall de Londres nomes como Kasabian, Primal Scream, Ryan Adams e Palma Violets. Mas a noite mais esperada era a deste sábado, que tinha o show de Noel Gallagher e seus High Flying Birds, mas tinha também como show de abertura a dupla Damon Albarn e Graham Coxon, do Blur. Em dezembro, durante entrevista coletiva, Noel chegou a dizer que provavelmente faria um som junto com seus antigos desafetos. Muita gente não levou tão a sério, até que…

Na noite deste sábado, quase ao final de seu show, Damon Albarn convidou Noel ao palco. Além dele, Paul Weller assumiu a bateria. Juntos, mandaram a clássica “Tender”, uma das músicas mais lindas-de-partir-o-coração de todos os tempos. O momento histórico, claro, foi registrado por muitos dos sortudos que lá estiveram e já estão ganhando a rede.

A Popload destaca dois vídeos da mesma música porque em um deles não aparece o Paul Weller, tudo bem?

NME, 60. Semanário britânico lança edição histórica de aniversário e oferece cópia da edição #1

>>

Uma das principais bíblias da música desde que a música passou a ser notícia, o semanário inglês New Musical Express completa 60 anos de publicação neste ano e vem, com frequência, trabalhando pautas especiais que destacam sua vasta e rica história.

Suas famosas listas ganham conotação especial com o “60”. Recentemente, a publicação fez enquetes e listou, por exemplo, as 60 melhores músicas dos últimos 60 anos, além dos 60 maiores ícones da música em seis décadas, também, edição que rendeu capa a John Lennon na semana passada.

Nesta semana, a NME bolou um esquema todo especial de capas alternativas. No total, são 8 capas diferentes para a edição “histórica”, termo que está sendo divulgado pela própria publicação. Estrelam as capas nomes importantes da música ao longo das últimas décadas, segurando edições em que foram destaques. Estão lá os veteranos Paul Weller, John Lydon e Patti Smith, os 90’s Manic Street Preachers, Liam e Noel Gallagher (separados) e os “recentes” The Killers e Arctic Monkeys. Fora isso, a NME diz que preparou essa edição durante meses e que histórias internas da revista serão contadas.

Em anexo à edição, será oferecida uma cópia da issue #1 da revista, publicada em março de 1952!

A NME é uma das poucas publicações que conseguiu migrar com sucesso seu “nome” do conteúdo impresso para a internet na década passada. O NME.com é o site mais visitado no mundo quando o assunto é cultura pop (7 milhões de views/mês). Já a revista, em tempos de internet, circula em numeração bem menor se comparada a quatro décadas atrás, quando vendia cerca de 300 mil exemplares por semana. A tiragem atual é de mais ou menos 30 mil.

Vamos falar mais da NME nos próximos dias.

With a little help from my friends: Beatles, Stones, Who e Jam no mesmo palco

>>

* Não. Não se trata de nenhum novo documentário contando a história do rock e a Popload muito menos enlouqueceu. Quer dizer…

Depois da jam que fechou o Grammy, quando levou para o palco gente como Dave Grohl, Tom Petty e Bruce Springsteen, o lendário Paul McCartney repetiu a dose, ontem, no tradicional Royal Albert Hall de Londres, quando resolveu convidar Roger Daltrey (The Who), Paul Weller (The Jam) e Roonie Wood (Rolling Stones) para participarem do seu show, durante o clássico “Get Back”.

Paul, que tem mais uma passagem marcada para o Brasil mês que vem, é um dos artistas que apóiam o Teenage Cancer Trust, evento anual que acontece em Londres, que tem como mote o auxílio ao tratamento de crianças e adolescentes com câncer. Daltrey é o curador do festival. Outros nomes como Florence And The Machine e Pulp ainda farão shows especiais neste final de semana.

Veja o registro de “Get Back”, com Paul tendo uma pequena ajuda de seus amigos.