Em the national:

Michael Stipe canta que no mundo não há espaço para os loucos agora. Apenas para o amor…

>>

300320_michaelstipe2

Além de ser um dos maiores gênios que o rock nos ofereceu, Michael Stipe é reconhecido também pelo seu alto poder de engajamento em causas sociais. E com esse momento surreal que o mundo vive, ele não poderia ficar de fora.

Ele utilizou as redes sociais de sua antiga e eterna banda, R.E.M., para mostrar uma demo de uma nova música, feita em parceria com Aaron Dessner, músico do incrível The National.

A dobradinha ótima resultou em “No Time For Love Like Now”, na qual Stipe canta que não há espaço para loucos e discussões hoje em dia. Há tempo apenas para o amor.

A versão improvisada pode ser conferida abaixo.

>>

The National faz cover linda de INXS. Para ajudar a Austrália queimada

>>

austra2

* Uma das músicas mais legais dos anos 80 volta à baila agora em roupagem digna e beneficente pelas mãos do grupo americano The National. A banda regravou a fantástica “Never Tear Us Apart”, sucesso do final dos 80 do grupo australiano INXS.

A nova versão vai estar na compilação “Songs for Australia”, projeto da famosa cantora folk australiana Julia Stone para levantar fundos e ajudar na reconstrução de boa parte das áreas destruídas por uma escalada de incêndios que matou 25 pessoas e meio bilhão de animais desde setembro de 2019.

“Songs for Australia”, o disco, vai ser lançado agora em 5 de março, semana que vem. Para o álbum que produziu, com artistas convidados fazendo covers de bandas australianas, Julia Stone regravou, a seu jeito, outro hit famosíssimo do país dos cangurus e dos monstros da Tazmânia: “Beds Are Burning”, do Midnight Oil. Essa foi lançada dia 16 de fevereiro, em um vídeo de arrancar lágrimas.

Não tem Tame Impala nem ACDC na coletânea. Mas tem os citados Midnight Oil e INXS e ainda Nick Cave (três vezes), Go-Betweens, SIA, Gotye e uma galera. A lista completa está aí embaixo.

O INXS, que foi homenageado pelo National, teve seu grande momento no final dos 80, quando o vocalista e letrista Michael Hutchence era praticamente um sex symbol mundial e namorou uma lista de atrizes e modelos famosas à época, além de ter uma voz espetacular. Mas teve um fim trágico em 1997, aos 37 anos, quando tirou sua própria vida em um hotel em Sydney, ao se enforcar.

Confira a cover de INXS e Midnight Oil nas versões de National e Julia Stone, respectivamente. E o tracklist da compilação “Songs for Australia”, que sai na ooooutra sexta-feira.

***

* “Songs for Australia”, o disco
1. The National, “Never Tear Us Apart” (INXS)
2. Petit Biscuit, “Chateau” (Angus & Julia Stone)
3. Dermot Kennedy, “Resolution” (Matt Corby)
4. Dope Lemon, “Streets of Your Town” (The Go-Betweens)
5. Kurt Vile, “Stranger Than Kindness” (Nick Cave)
6. Joan As Police Woman, “Hearts a Mess” (Gotye)
7. Damien Rice, “Chandelier” (SIA)
8. Martha Wainwright, “The Ship Song” (Nick Cave)
9. Paul Kelly, “Native Born” (Archie Roach)
10. Dan Sultan, “Into My Arms” (Nick Cave)
11. Pomme, “Big Jet Plane” (Angus & Julia Stone)
12. Julia Stone, “Beds Are Burning” (Midnight Oil)
13. Sam Amidon, “Let Me Down Easy” (Gang of Youths)

>>

Tente encontrar uma banda mais linda do que o National e falhe miseravelmente. Basta ver a apresentação no Jimmy Kimmel, direto do Brooklyn

>>

241019_national2

O belíssimo The National foi a atração musical do programa especial do Jimmy Kimmel na noite de ontem, realizado na Brooklyn Academy of Music.

O grupo do distinto Matt Berninger mostrou ao vivo a faixa “Where Is Her Head”, do álbum “I Am Easy to Find”, em vídeo que pode ser conferido no final do post.

O National colocará à venda na Black Friday do Record Store Day – (29/11) – um box com três fitas cassetes, nas quais estão registrados momentos de dois shows a banda realizou em 24 e 25 de setembro do ano passado no famoso Greek Theatre, em Berkeley, Califórnia.

O método de gravação utilizado foi o chamado “Mike Millard”, que ganhou fama com os bootlegs registrados nos anos 70 e 80 na Califórnia.

>>

Após conquistar o mundo com o The National, Matt Berninger anuncia primeiro disco solo, com produção de Booker T. Jones

>>

Foto: GETTY

Foto: GETTY

Depois de lançar oito álbuns e conquistar corações mundo afora com o lindo The National, Matt Berninger anunciou que está preparando o seu primeiro disco solo.

O projeto se chamará “Serpentine Prison” e ainda não tem data de lançamento divulgada. Matt contou com o apoio do legendário Booker T. Jones, um dos maiores expoentes da cena musical do Memphis, com quem já gravou em 2013 a canção “Representing Memphis”.

“Gentil, paciente, gênio visionário, Booker T. Jones produziu e organizou meu disco solo. Basicamente eu sou o homem mais sortudo do universo, com muitos amigos brilhantes”, escreveu um animado Berninger em suas redes.

Com o National, Matt vai lançar no final de novembro, na Black Friday do Record Store Day, um box com três fitas cassetes, nas quais estão registrados momentos de dois shows que o grupo fez em 24 e 25 de setembro do ano passado no famoso Greek Theatre, em Berkeley, Califórnia. O método de gravação utilizado foi o chamado “Mike Millard”, que ganhou fama com os bootlegs registrados nos anos 70 e 80 na Califórnia.

>>

Muita gente boa envolvida: Matt Berninger, Phoebe Bridgers e a turma do Walkmen unem forças em música de novo filme da Netflix

>>

171019_mattphoebe2

Está no ar há algumas semanas na Netflix o novo filme original da plataforma, Between Two Ferns: The Movie, estrelado pelo ator Zach Galifianakis, e com gente boa na trilha.

Em uma das cenas, uma banda em um bar toca uma música nova. A música em questão é “Walking On A String” e a banda é formada por membros do The Walkmen, a cantora Phoebe Bridgers e o vocalista do National, Matt Berninger.

Matt escreveu a canção com o apoio de sua esposa, Carin Besser, e o músico Mike Brewer. Depois, Walter Martin e Matt Barrick, do Walkmen, a gravaram com produção de Phoebe, Tony Berg e Ethan Gruska.

A canção agora ganhou lançamento digital e um vídeo só para ela, que pode ser conferido abaixo.

O National está na estrada com seu disco “I Am Easy To Find”, lançado em maio. Já Phoebe está preparando o lançamento de um novo disco para os próximos meses, com participação do Perfume Genius.

>>