Em The Vaccines:

POPNOTAS – A Lorde atualizou a foto do Facebook e…; Vaccines faz cover de Waxahatchee; Bruno Mars trancado com o Anderson .Paak; e o nosso Popcast falando de… adivinha?

>>

– Lorde is coming. Estamos falando da nossa amiga cantora neozelandesa de indie-pop Lorde, que já nos deu o prazer da presença num Popload Festival anos atrás. E, como hoje em dias as coisas funcionam como elas funcionam (!), os fãs têm certeza que ela vai lançar música nova muito em breve, só porque ela… fez update da foto dela no perfil do Facebook. Sim. Ela trocou a foto e botou uma nova em seu perfil, essa aí embaixo. Pronto, foi o que bastou para o alvoroço nas redes entre seus fãs. A cantora não solta nada desde seu álbum “Melodrama”, de 2017. E em dezembro anunciou um livro de fotos sobre uma viagem dela para a Antártida. E disse que seu terceiro disco, que pode sair ainda neste ano, vai ter influência dessa trip.

– O melhor nome de banda do momento, o grupo inglês The Vaccines adiantou mais um som do seu próximo EP, um disquinho de covers que vai se chamar “Cosy Karaoke, Vol. 1”. Após divulgarem versões de “No One Knows” (Queens Of The Stone Age”) e “High Horse” (Kacey Musgraves), a cover da vez é de “Fire”, da Waxahatchee. O EPzinho completo está previsto para chegar na sexta-feira, da semana que vem.

– Como quem não quer nada, Bruno Mars soltou no Twitter que se trancou com Anderson .Paak e gravaram um disco juntos. “A banda se chama Silk Sonic e vamos soltar uma música na próxima sexta-feira”, escreveu. Se .Paak lançou um disco em 2019 – “Ventura”, vencedor do Grammy de melhor álbum de R&B-, vale lembrar que Bruno não solta um disco desde 2016, quando veio com seu multiplatinado “24k Magic”, vencedor de SETE Grammys .

POPCAST – O podcast da POPLOAD desta semana fala adivinha do quê? Deles mesmos, o Daft Punk. Eu (@lucioribeiro) e a Isadora (@almeidadora) contamos cinco causos legais do Daft Punk, entre eles o show de 2006 no Brasil, no Tim Festival. Teve o pódio, com as melhores músicas da semana, as minhas e da Isa, três de cada. Sem spoilers, ouve lá. Gastamos um tempo bom ainda falando sobre as últimas da nossa CENA. E, claaaaaro, tem a playlist do programa, para ouvir as músicas que falamos no Popcast. Boa audição, esperamos!

>>

Popnotas: O disco brutal do Nick Cave, um r.i.p. para Mary Supremes, o álbum de covers do Vaccines e… mais Foo Fighters

>>

Mary Wilson, co-fundadora e única integrante do famoso The Supremes que esteve em todas as formações do grupo, morreu aos 76 anos em Las Vegas, durante o sono. A causa não foi divulgada pelo seu assessor, Jay Schwartz. Fundado em 1959 ainda com o nome de The Primettes, as Supremes são um dos grupos vocais mais importantes da história, rivalizaram em popularidade com os Beatles nos anos 60, nos Estados Unidos, e fizeram parte da mítica Motown, a gravadora fundada por Berry Gordy Jr. por onde caminharam nomes como Jackson 5, Stevie Wonder e Marvin Gaye. Após o fim do grupo, Mary se tornou uma escritora popular com a sua autobiografia “Dreamgirl: My Life as a Supreme”, que se desdobrou ainda em um segundo livro. No domingo passado, Mary Wilson ela anunciou no Youtube que ia ter um disco novo solo lançado em março, que seria seu aniversário. Vamos ver se isso será mantido, com a triste notícia de sua morte.

– Ah, Nick Cave, sempre tão misterioso e direito ao ponto. Lembra que a gente contou por aqui que ele anunciou seu novo álbum, “Carnage”, como quem não quer nada em seu site onde responde a perguntas dos fãs? Alguém resolveu perguntar um pouco mais sobre o disco do músico australiano (foto na home), já que Nick da primeira vez se limitou a dizer que era um trabalho feito com seu parceiro de sempre, o grande músico Warren Elis. Pois bem, a resposta veio, meio curta é verdade, mas já é algo: “Mais informações? OK. Que tal essa? CARNAGE é um disco brutal, mas muito bonito, inserido em uma catástrofe comunitária”. Está bom para você?

– A banda britânica The Vaccines se prepara para lançar um EP de covers no próximo mês. Intitulado “Cozy Karaoke” (ótimo nome, inclusive sdd karaokê), já tivemos uma prévia, com a versão da já clássica do QOTSA, “No One Knows”. Também soubemos que teremos versão para “Fire”, da banda americana Waxahatchee, esta ainda não disponível nas redes. Mas nesta semana saiu uma cover de “High Horse”, de Kacey Musgraves, que você pode conferir aqui.

– Ainda aguenta o Foo Fighters? Temos duas mais da banda do chapa Dave Grohl, segura aí. Primeiro que o grupo deve explodir em no número 1 nas paradas britânicas com seu décimo álbum, “Medicine at Midnight”, lançado sexta passada. Seráo o quinto disco do FF a chegar ao topo do chart britânico. A coisa está tão grande que “Medicine at Midnight” vendeu mais, até agora, nestes primeiros dias, que os nove outros discos do Top 10, somados. A parada de discos de UK desta semana será divulgada na quinta.

Ontem à noite o Foo Fighters foi a atração musical do programa do Jimmy Fallon. Eles mandaram gravada uma performance ao vivo de “Waiting on a War”. Diferente das 200 outras que eles gravaram dessa mesma música. Diferente das 600 que eles gravaram para o disco 10 em si. Foi tipo assim:

>>

Banda que nunca sai às sextas, Vaccines mostra nova música em vídeo (conferência)

>>

010420_vaccines2

Banda inglesa que fez muito barulho na sempre rica cena de lá há alguns anos, o Vaccines vive dias um pouco menos acelerados. Ainda assim, bons.

O grupo liderado pelo distinto Young aproveitou a quarentena para soltar uma demo que estava guardada há um bom tempo.

Com o sugestivo título “I Never Go Out On Fridays”, a canção foi apresentada em um vídeo, que na verdade foi uma espécie de videoconferência com as presenças dos cinco integrantes da banda. “Fiz essa demo dois anos atrás e meio que desistimos de prosseguir com ela. Mas recentemente ela tomou um novo significado e gostaríamos de dividi-la com vocês”, informou o grupo.

Atualmente, o Vaccines está trabalhando em um novo disco de estúdio. O último álbum dos ingleses é “Combat Sports”, que saiu em 2018.

O destaque do vídeo, claro, é o gato (!) do baterista.

>>

Em session doída de boa do Vaccines, Leonard Cohen vive na voz de Justin Young

>>

060318_vaccines2

Grupo britânico que já esteve mais bem cotado no “gosto” da Popload e viveu dias inspirados há alguns anos, o Vaccines tenta retomar no fim deste mês um rumo perdido em sua curta carreira.

Dia 30 de março, Justin Young e seus amigos colocam no mercado o álbum “Combat Sports”, o primeiro deles em três anos, que tem a missão de fazer do Vaccines uma banda de novo atrativa como era em 2011, na época em que sacudiram o indie inglês com o discão de estreia “What Did You Expect from the Vaccines?”.

Embora a marca da banda sejam músicas algo mais enérgicas, hoje falamos de uma session recente do grupo enquanto dupla na rádio belga Studio Brussel. Por lá, em apresentação acústica, Justin e o guitarrista Freddie Cowan mostraram o novo single “I Can’t Quit” e uma releitura honesta de “Chelsea Hotel”, faixa clássica do inesquecível Leonard Cohen, lançada em seu também clássico disco “New Skin for the Old Ceremony”, em 1974.

>>

Os registros, abaixo.

O que você espera do Vaccines? Ouça o novo single “Nightclub”

>>

280415_vaccines

Grupo que despontou no indie britânico no início desta década e deu uma caída, o Vaccines tenta retomar seu caminho com um novo disco, o quarto deles na carreira.

“Combat Sports” chegará ao mercado dia 30 de março e dele acabamos de conhecer o single “Nightclub”. Antes, a banda já havia liberado outra faixa, “I Can’t Quit”.

O último álbum do Vaccines é “English Graffiti”, lançado há três anos. O grupo de Justin Young ainda tem no currículo “What Did You Expect from the Vaccines?” (2011) e “Come of Age” (2012).

>>